AVISO


OS COMENTÁRIOS, E AS PUBLICAÇÕES DE OUTROS
NÃO REFLETEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DO ADMINISTRADOR DO "desenvolturas e desacatos"

Este blogue está aberto à participação de todos.


Não haverá censura aos textos mas carecerá
obviamente, da minha aprovação que depende
da actualidade do artigo, do tema abordado, da minha disponibilidade, e desde que não
contrarie a matriz do blogue.

Os comentários são inseridos automaticamente
com a excepção dos que o sistema considere como
SPAM, sem moderação e sem censura.

Serão excluídos os comentários que façam
a apologia do racismo, xenofobia, homofobia
ou do fascismo/nazismo.


sábado, 23 de março de 2019

POVOS E CULTURA DO PERU


DADOS PRINCIPAIS:
Área:1.285.220 km²
Capital: Lima
População: 29,4 milhões (estimativa 2010)
Moeda: Novo Sol
Nome Oficial: República do Peru
Nacionalidade: peruana
Data Nacional: 28 de julho - Dia da Independência
Governo: República Presidencialista

GEOGRAFIA:
Mapa do Peru
Localização: Oeste da América do Sul
Cidade Principais: Lima, Arequipa, Trujillo e Chiclayo.
Densidade Demográfica: 23 hab./km2
Fuso Horário: - 2h
Clima: árido tropical na região litorânea; de montanha na região da Cordilheira dos Andes; equatorial na região da Floresta Amazônica.
DADOS CULTURAIS E SOCIAIS:
Composição da População: ameríndios 45%, eurameríndios 37%, europeus ibéricos 15%, outros 3%
Idioma: espanhol, aimará e quíchua (oficiais)
Religião: cristianismo 98% (católicos 92,5%, protestantes 5,5%), outras 2%
IDH: 0,767 (2006)

ECONOMIA:
Produtos Agrícolas: café, arroz, batata, milho e outros cereais.
Pecuária: bovinos, caprinos, ovinos, aves.
Mineração: cobre, chumbo, zinco, prata, petróleo e ouro.
Indústria: refino de petróleo, têxtil, alimentícia, vestuário, bebidas, processamento de gás natural.
Renda per capita: US$ 4.950 (estimativa 2010).
PIB: US$ 126,7 bilhões (estimada 2010)








DESAFIOS DE ORAÇÃO
Os povos quéchuas e aimará, descendentes dos Incas, começaram a ressurgir após séculos de opressão, privação cultural, grande pobreza e isolamento. O quéchua foi reconhecido como língua oficial em l975. À Igreja Quéchua cresceu rapidamente, à media que o cristianismo finalmente se tornou nativo nas Escrituras, nas estruturas, na adoração e na música. Vilarejos inteiros se voltaram para Cristo.
ORE POR

a) Milhões de quéchuas e aimarás que moram nas montanhas e que ainda estão amarrados a superstições pagãs de origem “cristãs”. Muitos migraram para as cidades durante a guerra.

b) Lima é a quinta maior cidade da América Latina. Mais de 60% vivem em favelas que cercam a cidade onde a pobreza extrema, o desemprego e a desnutrição são comum. Poucos encontram a chave para a evangelização das grandes favelas de Lima e para o crescimento das igrejas neste difícil ambiente apesar de os pentecostais e a SAMS terem realizado um bom começo. Louve a Deus pelo notável crescimento da Igreja em Lima através do ministério da CMA, Batistas em seus últimos 20 anos.









AREQUIPE

Conhecida como a Cidade Branca pelos seus lindos muros brancos de sillar, uma pedra de origem vulcânica, Arequipa descansa no pé dos imponentes vulcões Chachani e Misti e do nevado Pichu Pichu. No centro da cidade, declarada Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO no ano 2000, podem ser visitados templos e casarões coloniais de estilo barroco mestiço, assim como o Monastério de Santa Catalina, uma cidade espanhola em miniatura com ruasestreitas e feitas de pedras, lindas praças e pátios. Sabandía, Tiabaya e Tingo, na campina, são lugares de visita obrigatória, e a irresistível gastronomia arequipenha é o perfeito complemento da visita.

Situado a somente 3 horas e 45 minutos da cidade, o Vale e Cânion do Colca é um dos destinos mais espetaculares do país. Em toda a região podem ser vistos coloridos andenes pré-incas (sistemas andinos de cultivos em degraus)cultivando até hoje quinua, milho, cevada e trigo. Na época pré-hispânica o departamento foi habitado pelos Collaguas e Cabanas; hoje, os habitantes souberam conservar suas igrejas coloniais como as de Yanque, Lari e Madrigal e continuam vestindo-se com lindíssimos trajes típicos. Além disso, no vale praticam-se esportes de aventura como ciclismo de montanha, trekking e canoagem, e na Cruz do Condor podem ser apreciados o majestoso vôo dos condores. Outros lugares de interesse no departamento são os Petroglifos de Toro Muerto, o vale dos vulcões de Andagua e o Cânion de Cotahuasi.












PUNO

Puno foi sede da cultura Tiahuanaco (800 a 1200 d.C.), máxima expressão do povo Aymara, que se desenvolveu na fronteira onde hoje é Peru e Bolívia; os Incas estiveram no território no século XV e os espanhóis deixaram um importante legado colonial em toda a região, atraídos pela atividade mineira que se desenvolveu no lugar.

Hoje a cidade de Puno (3827 m de altitude) é capital do folclore peruano e sede da Festa da Virgen da Candelaria e descansa às margens do Titicaca, o lago navegável mais alto do mundo. Os arredores são espetaculares destacando as Chullpas de Sillustani, com seu conjunto de imponentes torres funerárias construídas pelos Kollas; Juli, célebre por seus belíssimos templos coloniais; Lampa, com sua igreja da época do vice-reinado construída entre 1675 e 1685; Llachón, comunidade que ainda conserva muitos costumes e manifestações culturais e Pucará, famosa por sua cerâmica pré-inca e pelos ‘toritos de Pucará’ que hoje os artesãos os elaboram com argila.

O lago alberga também diversas ilhas, cujos habitantes preservaram ancestrais costumes e tradições. Um exemplo disso são os Uros, que vivem nas “ilhas flutuantes” fabricadas artificialmente com tutora,uma espécie de capim e que navegam pela região nas suas tradicionais embarcações também de tutora. Taquile, Suasi e Amantaní são conhecidas pela amabilidade de seus moradores e pelas ancestrais técnicas de tecido, suas construções pré-colombinas e maravilhosas paisagens. A Reserva Nacional do Titicaca (36.180 ha) protege extensos bosques de tutora e diversas espécies de flora e fauna.









CUSCO

A cidade de Cusco, antiga capital do império incaico, foi declarada Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO em 1983 e sem dúvida é um dos destinos mais importantes do país.Entre suas ruasde pedras encontram-se edifícios de construção inca, como o Koricancha e o Palácio de Inca Roca, junto com construções coloniais de estilo barroco andino, como a Catedral e a igreja da Companhia; além disso podem ser visitados o pitoresco bairro de San Blas, onde estão os ateliês dos melhores artesãos do departamento. Esta mágica cidade também conta com uma excitante vida noturna e com cafés, restaurantes e bares para todos os gostos.

A dez minutos da cidade levantam-se as gigantescas muralhas da fortaleza de Sacsayhuamán. Uns quilômetros mais, estão os sítios arqueológicos de Qenko, Pukapukara e Tambomachay, construções incas edificadas totalmente em pedra.

Ao longo do Vale Sagrado dos Incas, à uma hora de Cusco, estão os povoados de Pisac, Maras, Chinchero e Ollantaytambo, e daí pode-se tomar o trem a Machu Picchu. Outra maneira de chegar a cidade é seguindo uma das sendas do Caminho Inca, uma espetacular rede de caminhos que serpenteiam entre nevados, rios, e paisagens super acolhedoras. Esta é uma das melhores rotas de trekking do mundo, pois através dela, encontram-se salpicados impressionantes sítios arqueológicos e zonas ricas em espécies únicas de flora e fauna.

O enigmático complexo de Machu Picchu, o mais importante e extraordinário legado dos antigos peruanos, é parte do Santuário Histórico do mesmo nome, o qual é um dos poucos lugares da América, declarados Patrimônio tanto Cultural como Natural da Humanidade pela UNESCO. Encontra-se situado na cima de uma montanha e harmoniza-se com a exuberante natureza que o rodeia, criando um lugar único do mundo.









Sem comentários: