AVISO


OS COMENTÁRIOS, E AS PUBLICAÇÕES DE OUTROS
NÃO REFLETEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DO ADMINISTRADOR DO "desenvolturas e desacatos"

Este blogue está aberto à participação de todos.


Não haverá censura aos textos mas carecerá
obviamente, da minha aprovação que depende
da actualidade do artigo, do tema abordado, da minha disponibilidade, e desde que não
contrarie a matriz do blogue.

Os comentários são inseridos automaticamente
com a excepção dos que o sistema considere como
SPAM, sem moderação e sem censura.

Serão excluídos os comentários que façam
a apologia do racismo, xenofobia, homofobia
ou do fascismo/nazismo.


sexta-feira, 23 de novembro de 2018

Mãe solteira japonesa vem pagando um ator para ser o pai de sua filha nos últimos 10 anos

Megumi era apenas um bebê quando seus pais se separaram e o pai desapareceu de sua vida. A mãe, Asako, lembra que a menina começou a perguntar onde seu pai estava muito cedo, mas que a ausência não parecia grande coisa até que ela chegou aos 10 anos de idade. Foi quando Asako notou uma mudança no comportamento de sua filha: parou de falar com ela, tornou-se retraída e, finalmente, parou de ir à escola. Sua mãe logo soube que não estava apenas se culpando pela ausência de seu pai, mas também se tornara vítima de bullying na escola, o que acontece frequentemente com filhos de pais solteiros no Japão.


Mãe solteira japonesa vem pagando um ator para ser o pai de sua filha nos últimos 10 anos
Asako ficou de coração partido, e depois de pedir ajuda aos professores de Megumi, ela também decidiu dar à filha a coisa que ela mais queria, mesmo que isso significasse mentir para ela. A mulher ouvira falar de agências de aluguel de pessoas que podiam mandar atores para bancar parentes falsos, convidados de casamentos e até parceiros românticos, por uma taxa, então ela começou a flertar com a ideia de alugar alguém para posar como o pai distante de Megumi.

Asako fez o teste de cinco candidatos e se estabeleceu com o Sr. Takashi, que ela achou fácil de conversar e gentil. Ele administrava sua própria agência de aluguel com uma equipe de cerca de 20 pessoas e tinha aproximadamente 1.000 freelancers capazes de assumir qualquer papel e personalidade que as necessidades do cliente exigissem.

Ex-ator atuante, Takashi já havia representado namorados, homens de negócios, amigos e pais, e até mesmo um noivo em vários casamentos falsos, então fingir ser o pai de uma garota não parecia tão complicado na época. Ele se encontrou com Asako várias vezes para entender o que era necessário dele e também estudou vários filmes de Hollywood para se preparar para o papel.

- "Meus pedidos eram muito simples", disse Asako à BBC . - "Primeiramente, eu queria que ele dissesse o quanto estava arrependido por não poder estar na vida de Megumi até então. Em segundo lugar, queria que ele ouvisse o que ela quisesse contar a ele."

Asako então disse à filha que seu pai havia se casado novamente e agora tinha outra família, mas que ele havia entrado em contato com ela recentemente porque queria conhecê-la. No início, a garota ficou chocada, mas acabou concordando. E foi assim que, 10 anos atrás, o Sr. Takashi se tornou Yamada, seu papel mais antigo e mais controverso.

- "Foi uma emoção muito complexa que encontrei ali", lembra Takashi sobre seu primeiro encontro com Megumi. - "Ela me perguntou por que eu não tinha ido vê-la antes, e senti seu grande ressentimento."

O ator começou a ver Asako e sua filha duas vezes por mês. Eles saiam juntos em passeios, iam ao cinema e festas de aniversário de amigos da menina, e a mãe lembra que não demorou muito para que o comportamento de Megumi melhorasse consideravelmente. Ela ficou mais feliz, mais extrovertida e falante, e até decidiu voltar para a escola. Foi quando Asako soube que seu conchavo valera a pena.

- "Aos poucos, ela se tornou mais feliz e confiante", confirma Takashi. - "Eu costumava encontrá-la com Asako, nós três juntos, mas um dia ela disse: 'Eu quero sair com meu pai, só nós dois', então eu a levei para dar um passeio e ela segurou minha mão pela primeira vez."
Mãe solteira japonesa vem pagando um ator para ser o pai de sua filha nos últimos 10 anos
Contratar Takashi todos os meses exige que Asako administre suas finanças com cuidado. Toda vez que ela requer seus serviços, ela tem que pagar cerca de 10.000 ienes (uns 350 reais), então ela tem que cortar custos, a fim de poder pagar. Mas lembrando-se de como sua filha estava infeliz antes que seu "pai" voltasse à sua vida, ela acredita que seu dinheiro foi bem gasto.

Mas o dinheiro nunca foi o verdadeiro problema desse arranjo bizarro. É o apego emocional e a implicação ética de fingir um relacionamento há mais de uma década que tornam essa história controversa. Por exemplo, Takashi admite que seu personagem, Yamada, e Megumi se tornaram muito próximos. Eles agem como uma família e dizem um ao outro "eu te amo", mesmo que para apenas um deles realmente tenha significância.

- "Mudar personalidades e identidades é muito importante neste trabalho", disse o ator. - "Mas eu sou humano, e assim, é claro, seria uma mentira se eu dissesse que não sinto nenhum conflito emocional dizendo 'eu te amo' para aquela criança. Mas isso é um negócio, tenho que fazê-lo, e tenho que continuar me lembrando disso."

E embora ele esteja atualmente comprometido com seu personagem, Takashi admite que quanto mais tempo esse papel demorar, mais complicado se tornará. Por exemplo, se Megumi, que agora é uma moça, se casar e tiver filhos, ele terá que assumir o papel de avô também, e as apostas vão aumentar cada vez mais.

As coisas são complicadas para Asako também, pois ela admite que depois de 10 anos fingindo um relacionamento com Yamada, ela desenvolveu sentimentos por ele. Ela até confessou seus sentimentos para ele, mas teve que encarar a realidade de que estava apaixonada por alguém que não era real. Takashi teve que ser muito direto e disse à mulher que estava com elas porque estava sendo pago para isso, e ela não tinha escolha a não ser aceitar.

- "Estou muito ciente de que ele está apenas conosco porque estamos pagando", disse Asako. - "Eu meio que fantasio sobre o nosso relacionamento, que talvez possamos ser uma família de verdade, mas o relacionamento, na verdade, me ajuda emocionalmente e mentalmente também. Isso me mantém estável."

E se o pai de Megumi aparecer um dia? Asako acha que é muito improvável, já que ele desapareceu há quase duas décadas e não contatou desde então, mas se isso acontecer, ela gosta de saber que sua filha escolheria o falso Yamada em vez do verdadeiro, já que ele foi aquele que realmente agiu como pai, apesar de estar sendo pago por isso.

Asako afirma que, idealmente, Takashi manterá seu papel como Yamada indefinidamente, que ele estará presente no casamento de sua filha e assumirá o papel de avô. Mesmo que ela entenda que muitas pessoas provavelmente desaprovam sua escolha de oferecer a Megumi as ilusões de ter um "pai ideal", ela sustenta sua decisão.

- "Eu sei que algumas pessoas acham que é tolice pagar para mentir para minha própria filha e ter um pai falso, mas eu estava desesperada", disse ela. - "Qualquer um pode entender aquela sensação horrível de desespero, de ver seu filho tão ferido."
Mãe solteira japonesa vem pagando um ator para ser o pai de sua filha nos últimos 10 anos
Quanto a Takashi, ele diz que, se Megumi descobrir a verdade, ele gosta de pensar que o agradeceria por fingir ser um bom pai, mas admite que há uma grande chance dela ficar arrasada com a revelação.

- "Esta é uma dos grandes problemas de alugar uma família", disse o ator.

Esta história foi originalmente publicada pela BBC. Os nomes mencionados foram alterados para proteger a privacidade dos protagonistas e impedir que Megumi descubra a verdade antes que sua mãe esteja finalmente pronta para revelá-la. Se é que vai fazê-lo.



https://www.mdig.com.br

Sem comentários:

Enviar um comentário