AVISO


OS COMENTÁRIOS, E AS PUBLICAÇÕES DE OUTROS
NÃO REFLETEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DO ADMINISTRADOR DO "desenvolturas e desacatos"

Este blogue está aberto à participação de todos.


Não haverá censura aos textos mas carecerá
obviamente, da minha aprovação que depende
da actualidade do artigo, do tema abordado, da minha disponibilidade, e desde que não
contrarie a matriz do blogue.

Os comentários são inseridos automaticamente
com a excepção dos que o sistema considere como
SPAM, sem moderação e sem censura.

Serão excluídos os comentários que façam
a apologia do racismo, xenofobia, homofobia
ou do fascismo/nazismo.


domingo, 30 de setembro de 2018

SEM PAPAS NA LÍNGUA





DURANTE QUATRO DÉCADAS O "PS" ALIADO AO PSD/CDS AO GRANDE CAPITAL NACIONAL E ESTRANGEIRO ABUSOU, ROUBOU, EMPOBRECEU O POVO PORTUGUÊS.

QUE MORAL TÊM DIRIGENTES OU SIMPATIZANTES "SOCIALISTAS" PARA FRANZIREM O CENHO SE O PCP DECIDIR RETIRAR O APOIO QUE LHES TÊM DADO NA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA E QUE AFASTOU A DIREITA REACCIONÁRIA DO PODER ?

A QUEM DEVERIA O PS AGRADECER VER-SE LIVRE DA CONCORRÊNCIA E A QUEM DEVERIAM AGRADECER OS QUE ROUBADOS E EXPLORADOS PELO PASSOS COELHO, PAULO PORTAS, CRISTAS E Cª, VIRAM REPOSTOS ALGUNS DIREITOS DO MUITO QUE FOI ROUBADO E AINDA NÃO ESTÁ TOTALMENTE 
REPOSTO ?

NÃO ! NÃO AGRADECEM E ESPERAM PELA MAIORIA ABSOLUTA PARA CONTINUAREM A FAZER AS POLÍTICAS DE DIREITA FAVORÁVEIS AO CAPITAL COMO É DA SUA GENÉTICA.

AOS QUE VOTAM PS E CRITICAM O PCP DEVERIAM ESTAR CALADOS E ABRIREM OS OLHOS DE UMA VEZ POR TODAS POIS SE ALGO TÊM RECEBIDO TEM SIDO DERIVADO À LUTA DOS COMUNISTAS.

SÓ POR MÁ FÉ ESTUPIDEZ E IGNORÂNCIA NÃO QUEREM ACEITAR A REALIDADE.

SE FOSSEM SÓ OS QUE LAMBEM O CU AOS FASCISTAS QUE PAGASSEM PELAS POLÍTICAS DESASTROSAS TUDO BEM, MAS O QUE ACONTECE É QUE PELOS SACANAS, PELOS PARVOS, PELOS COVARDES, PAGAM TODOS OS OUTROS QUE NUNCA SE DOBRARAM E COMBATERAM AS INJUSTIÇAS.

A VERDADE É SÓ UMA, E É ESTA !

É FEIO MORDER NA MÃO DE QUEM AJUDA, DE QUEM ESTÁ EM TODAS AS LUTAS PARA QUE OS FASCISTAS NÃO VOLTEM À GOVERNAÇÃO.

É TRISTE VER GENTE SEM PONTA DE VERGONHA QUE MESMO ROUBADA PREFEREM ANDAR A SERVIR DE CAPACHO DE QUEM OS DESPREZA.


António Garrochinho

A AINDA NÃO DEFUNTA FASCISTA VENENOSA E IGNORANTE MADELEINE ALGBRIGTH ESCREVEU UM LIVRO ONDE DIZ QUE SALAZAR NÃO ERA FASCISTA




A ex-secretária de Estado dos EUA vai publicar o livro Fascismo - Um Alerta. 

Não esquece Trump, fala de governantes que pisam o risco, como Erdogan ou Maduro.
Quanto a Salazar, diz que "não era fascista, via o nazismo como imoral e desconfiava da democracia".


um vídeo de António Garrochinho

VÍDEO


FASCISMO ELEITO NO BRASIL, NÃO



FASCISMO ELEITO NO BRASIL, NÃO

Como venho alertando juntamente com outros camaradas, a derrota de Bolsonaro, o quadrupede escoiciante, é essencial para se poder continuar a respirar assim-assim em terras brasileiras. A sua importância é continental face ao poderio estratégico e de enorme riqueza do território em toda a América Latina.

Como também é do mais elementar conhecimento, ao avanço do fascismo corresponde, invariavelmente, a traição e a cobardia de outras forças pequeno-burguesas que com ele se conluiam na vã perspectiva de aceder a uns servicinhos de “congierge”.

Deste modo, aos endiabrados apoiantes do pseudoB, amantíssimos democratas de esquerda na luta incessante da eleição dos sociais-democratas do Haddad e da Nelinha de cabaré falante, deixa-se aqui este documento* demolidor (entre centenas deles), que nem Scheidemann abertamente (fê-lo pela calada) ousou proclamar.

Quero lá saber que não saibam quem foi o Scheidemann (esses) procurem, porra.
*Cheguei ao conhecimento deste documento ultrajante através do João Vilela, a quem agradeço.

Parece simples mas é preciso muita arte para fazer isto




VÍDEO


A Ópera "A Flauta Mágica", de Mozart, estreia com sucesso em Viena

estoriasdahistoria12.blogspot.com


No dia  30 de Setembro de 1791, num teatro do subúrbio de Viena, uma ovação triunfal acolhe A Flauta Mágica (Die Zauberflöte), uma ópera plena de fantasia e no idioma alemão, acessível ao público popular.


Contudo, o compositor, Wolfgang Amadeus Mozart, não teve tempo de saborear o sucesso. Doente, extremamente debilitado, morre no seu leito dois meses mais tarde, aos 35 anos.


Repetidas vezes, Mozart compusera obras em língua alemã, que nunca tiveram maior destaque. Algumas delas, inspiradas na mitologia, pareceram fracas e convencionais, outras mais destacadas, como “O Rapto do Serralho” (1782), apoiavam-se unicamente sobre a fibra cómica.


Durante o grande período de criação de óperas que iam de Idomeneu (1781), Rei de Creta (1781) a Cosi fan tutte (1790), Mozart  apoia-se quase que somente em libretos italianos, notadamente aqueles de Lorenzo Da Ponte, compondo partituras dentro do espírito das obras italianas que gozavam, então, de ampla predileção entre o público.


Génio combativo, ele resolveu enfrentar o gosto popular. Transmitiu o seu desejo de mudar de género musical a um director de grupo teatral, Emmanuel Schikaneder, com quem estava ligado por forte amizade. O director, que se apresentava em cenas da periferia de Viena, pede-lhe então a composição de uma ópera em alemão. 

Mozart mostra-se imediatamente sensível à ideia.
Com A Flauta Mágica, ópera em alemão que alterna palavras e música, é quebrada por fim a concha em que se encerrava o mundo italiano dos salões vienenses e das cortes reais.


Em A Flauta Mágica, ópera carregada de fantasia e mistério, o príncipe Tamino, o caçador de pássaros Papageno e a Rainha da Noite disputam as preferências do público numa encenação repleta de efeitos especiais.
O libreto desta obra feérica, redigido por Schikaneder, está cheio de alusões à franco-maçonaria, uma ordem de iniciação maçónica nascida algumas décadas antes na Inglaterra e à qual pertencia Mozart.


A Flauta Mágica é um verdadeiro percurso iniciático. Há cenas em que se assiste aos padres reunidos como numa loja maçónica.



Valendo-se do concurso de Schikaneder, autor do libreto, e de um outro maçom conhecido pelo nome de Gieseke, Mozart fez alternar cenas cómicas e cenas sérias, o que confere à sua obra um clima mágico e que incorpora também um conteúdo filosófico.


A música de A Flauta Mágica ressoa directamente no espírito dos ouvintes. Excertos vertiginosos, como o da  Rainha da Noite, são sucedidos por passagens narrativas como a ária do caçador de pássaros Papageno, e de cantigas “uma mulher, apenas uma menina”.



Marchas solenes, estrondo de trovões, mas também duetos com repetição de palavras e ainda de instrumentos inesperados como a charamela ou o carrilhão juntam-se à diversidade do conjunto. Não há lugar a enfado no curso daquelas duas horas e tanto de divertimento musical e de espetáculo cénico.


Flauta Mágica seria levada à cena mais de 100 vezes no ano que se seguiu. Infelizmente, o seu genial compositor não teve tempo de desfrutar do enorme êxito da peça visto que faleceu em 5 de Dezembro de 1791, pouco tempo depois da primeira apresentação, quando concluía o Requiem, a sua derradeira obra-prima.


O público moderno pôde assistir à A Flauta Mágica, belamente filmada pelo cineasta sueco Ingmar Bergman, e a vida de seu autor, romanceada por Milos Forman, no premiadíssimo filme Amadeus.


wikipedia (imagens)
Wolfgang Amadeus Mozart
 Papageno


VÍDEO

30 de Setembro de 1936: É constituída a Legião Portuguesa




Organização miliciana portuguesa criada em 1936 e que perdurou até ao 25 de abril de 1974, a Legião Portuguesa dependia dos ministérios do Interior e da Guerra. 
A sua criação favoreceu a subordinação do Exército ao Estado Novo. 

A Legião estendeu a sua organização aos diversos distritos, onde era chefiada por um comandante distrital.
As estruturas locais eram compostas por batalhões, terços, lanças, secções e quinas. A Legião dispunha de vários serviços, como o Serviço de Informações, a Brigada Naval e a Força Automóvel de Choque.A criação da Legião Portuguesa encontrou alento, a nível externo, na consolidação das experiências ditatoriais alemã e italiana, na difusão do autoritarismo e no deflagrar da Guerra Civil de Espanha; internamente, assentou na mobilização da direita radical, mobilização que o eclodir da guerra na vizinha Espanha favorecia.

Nos primeiros anos do seu funcionamento, a Legião Portuguesa agregou as forças da direita radical. Este foi um período delicado do relacionamento entre Salazar e os militares - existiu uma tensão constante entre as bases da milícia (direita radical) e os esforços de Salazar para "normalizar" a Legião. 
Neste contexto, em 1938, Casimiro Teles procedeu a uma verdadeira reorganização da milícia. Afastou a maioria dos seus comandantes anteriores e remodelou serviços e corpos especiais, levando à subordinação total da Legião ao Exército. A Legião Portuguesa foi o único organismo político português que com o eclodir da Segunda Guerra Mundial se posicionou ao lado das pretensões alemãs.Salazar, porém, queria calar as manifestações abertas de germanofilia e atribuiu à Legião funções na organização da Defesa Civil do Território (DCT), para fazer recair a sua atenção sobre a ordem interna e a repressão da agitação social gerada depois de 1942. 

A partir de 1944, a Legião viu aniquilados os resquícios do radicalismo que a tinha caracterizado nos primeiros anos da sua existência. Foi definitivamente transformada num serviço auxiliar das estruturas do regime, nomeadamente no que diz respeito ao seu Serviço de Informações.

Nos anos 50 e 60, a ação da Legião Portuguesa ficou marcada pelo papel do seu Serviço de Informações e da sua densa rede de informadores, bem pelo desempenho da polícia de choque repressão de manifestantes e instituições tidos por oposicionistas do regime.

Bandeira de hastear da Legião Portuguesa

O juramento dos membros do movimento nacional legionário era o Compromisso do Legionário que consistia no seguinte:

Como legionário, juro obediência aos meus chefes na defesa da Pátria e da ordem social
e afirmo solenemente pela minha honra que tudo sacrificarei, incluindo a própria vida, se tanto for necessário,
ao serviço da Nação, do seu património espiritual, da moral cristã e da liberdade da terra portuguesa.

Legionários em Lisboa



Bandeira de hastear da Legião Portuguesa




Os crimes compensam!

paginaglobal.blogspot.com



Na ordem capitalista de cultura anglo-saxónica iniciada com a Revolução Industrial, a mais-valia escravocrata e colonial em África tornou-se roubo, delapidação e opressão sem limites, em muitos casos traduzidos nos primeiros grandes genocídios que se reflectem até hoje nas tão fragilizadas quão vulnerabilizadas sociedades africanas, num processo histórico sem descolonização mental, cuja esteira tem por isso mesmo favorecido, sem remissão e no superlativo, os procedimentos característicos do capitalismo financeiro transnacional pintados de “globalização”!


1- A União Europeia e os principais estados seus mentores, casos da Alemanha, da França, da Itália, ou ainda da Espanha, em relação a África (mas também Oriente Médio e América Latina), tornaram-se factores instrumentais exímios ao serviço do império da hegemonia unipolar, no que diz respeito à hipocrisia e cinismo constantemente utilizados pelos interesses de suas oligarquias vassalas da aristocracia financeira mundial.


É intrínseco, à “civilização cristã ocidental”, de há séculos até hoje, mas agora com a agravante das “presstitutes” se terem tornado dominantes!
Todos os outros estados europeus filiados na União Europeia, potências coloniais ou não, têm seguido os mesmíssimos critérios por arrasto ou diligentemente, por que por outro lado são membros da NATO, onde para o efeito estão“amarrados curto” aos interesses dominantes e suas estratégias de guerra psicológica, de ingerência, de subversão e de manipulação.

De facto isso tem ocorrido de forma mais evidente quando entrou em colapso o campo socialista, não por que ele demonstrasse ser inviável, mas por que os dirigentes que foram alcançando o poder neles, não souberam com responsabilidade, coerência e dignidade, cultivar o legado ao nível da clarividência, rigor e honestidade intelectual e humana de Marx, Engels, Lénine e Stalin.


Essa conclusão teve-a Cuba Revolucionária, teve-a o Comandante Che Guevara, teve-a o Comandante Fidel, por que por experiência foi cultivada a sensibilidade de perceber em primeira mão e com sentido crítico, quanto a corrupção das elites sócio-politicas a coberto do poder, se tornou no cenário onde os actores se transformaram em marionetes disponíveis e úteis para a subversão do próprio socialismo.

2- Na então colónia alemã do Sudoeste Africano, hoje estado independente da Namíbia, no princípio do século XX o poder colonial provocou o genocídio dos hereros e namas numa escala que seria o precedente para outras ampliadas iniciativas que se lhes vieram a suceder, quer na Namíbia ocupada pelo “apartheid”, quer no próprio continente europeu.


O massacre de Cassinga a 4 de Maio de 1978, dentro do território angolano e contra um campo de refugiados identificados com a SWAPO, é outro episódio dessa mesma inequívoca evidência, ignóbil e racista.
A Namíbia foi, no princípio do século XX, um laboratório ensanguentado que só se tornou conhecido por via da luta de libertação contra o colonialismo e o “apartheid”, ele próprio uma deriva da radicalização de processos intrínsecos às culturas anglo-saxónicas e sua desumanidade para com África!


Um século depois, por estes dias, a Alemanha reconhece a responsabilidade histórica desse genocídio, entrega as ossadas de alguns hereros e namas que terão morrido na Alemanha por via das experiências racistas indexadas ao surgimento do próprio nazismo, mas recusa-se a pagar qualquer indemnização às comunidades afectadas da Namíbia que, também por efeito das chacinas de então, são hoje minoritárias e reduzidas a umas escassas dezenas de milhares de pessoas…

3- Sintomaticamente, ao serviço do interesse do capitalismo financeiro transnacional, os agentes do imperialismo da hegemonia unipolar promovem revoluções coloridas e primaveras árabes, disseminando caos, terrorismo e todo o tipo de divisões e balcanizações em países alvo como a Jugoslávia, a Geórgia, o Iraque, a Líbia, a Síria, a Ucrânia entre tantos outros, a ponto de serem assassinados os que encontraram pelo caminho e não se vergaram ao seu bárbaro“diktat”!

Com o ataque dos Estados Unidos, da Grã-Bretanha, da França e da Itália à Líbia em 2011, todo o continente africano foi afectado, em especial os fragilizados e extremamente vulneráveis estados da África do Oeste e do Sahel, grande parte deles integrantes do “pré carré” do “FrançAfrique”!

Não só os jihadistas financiados pelos circuitos dos Irmãos Muçulmanos se espalharam até ao lago Chade, Grandes Lagos e Bacia do Congo, como também o caso do colonialismo marroquino no Sahara ganhou novo fôlego, com o prémio concedido a Marrocos no sentido de se candidatar a tornar na “correia de transmissão” dos investimentos europeus em direcção a África, a pretexto duma crise de refugiados que tem tudo a ver com a desarticulação induzida na Líbia, na África do Oeste e no Sahel, facto que nenhum estado europeu assume enquanto protagonista causador da hecatombe, da devassa, do caos e do terrorismo!

A hipocrisia e o cinismo de sua presença militar em África, “ajudando na conquista da paz” face ao caos, ao terrorismo e às desarticulações que eles próprios contribuíram para semear, é uma ensanguentada coroa das suas doutrinas que alegam ser próprias da “civilização cristã ocidental”!

4- De hipocrisia em hipocrisia, de cinismo em cinismo, aqueles estados que de algum modo assumem responsabilidades históricas como Cuba em relação a África, ou a Venezuela Socialista e Bolivariana não só em relação a África, mas sobretudo em relação aos fragilizados e vulnerabilizados estados insulares membros do CARICOM, surgidos das trevas da escravatura e do colonialismo, são vilipendiados nos seus propósitos e subvertidas suas intenções e acções em prol da humanidade!

Estado europeu algum reconhece que é legítima a exigência de compensações aos membros do CARICOM, como é legítima a exigência das minorias hereros e namas da Namíbia, algo que acontece por que a Alemanha desempenha o papel de um dos principais protagonistas da União Europeia e por tabela do relacionamento da Europa para com África, por tabela para com a América Latina.

Assim como de hipocrisia em hipocrisia, de cinismo em cinismo, os relacionamentos da União Europeia para com outros continentes continuam a ser de velhos suseranos para com servos da gleba, nem que para tal se continue com a barbaridade da metralha, ganham espaço no continente europeu doutrinas, filosofias e ideologias racistas, xenófobas e fascistas, que em tudo têm a ver com o passado de trevas que alimentou escravatura, colonialismo e nazismo!

Essas correntes têm um peso específico já de tal ordem, que simples operações humanitárias no Mediterrâneo como a do navio “Aquarius”, interpretando justamente direitos humanos fastidiosamente pré-anunciados, têm cada vez mais obstáculos à sua continuidade!
Em África, os agenciamentos de ocasião levam a que elites corruptas assumam a responsabilidade de fazer o jeito aos suseranos e, como induzidas marionetes do tempo de Jacques Foccard, aceitarem tudo de-ânimo-leve, inclusive a sua própria corrupção e a reintegração de Marrocos na União Africana, mantendo indefinidamente suspensa a legítima descolonização do Sahara!

O colonialismo ainda não é um longínquo resíduo em África, por que uma parte importante das elites africanas estão longe de assumir a descolonização mental!
Assim, como os crimes compensam, em nome da justiça social, em nome de equilíbrios globais inadiáveis, em nome do imenso respeito devido ao planeta, em nome de relacionamentos saudáveis, emergentes e multipolares, em nome de toda a humanidade, história alguma, alguma vez os poderá absolver!


Martinho Júnior - Luanda, 27 de Setembro de 2018
Imagens:
-Cerimónia, na Alemanha, da trasladação de restos mortais de namibianos (hereros e namas) para a Namíbia;
-Prisioneiros hereros e namas no início do século XX, por altura do seu genocídio;
-Crânio dum namibiano que terá servido de estudo na Alemanha, aos “cientistas” do racismo e da xenofobia;
-Vala comum onde foram enterrados os corpos das vítimas do massacre de Cassinga;
-Cerimónia, na Alemanha, da trasladação de restos mortais de namibianos (hereros e namas) para a Namíbia.
Anteriores sobre o tema da autoria de Martinho Júnior:

O MAIS ESQUISITO E BIZARRO QUE HÁ EM GASTRONOMIA - PREPARE O ESTÔMAGO

O mundo da culinária possui gostos pra lá de duvidosos! Prepare o estômago!

1 – Witchetty Grub

É um prato Australiano, que nada mais é do que larvas de mariposas encontradas em troncos de árvores.
pratos-bizarros-pelo-mundo-1

2 – Shirako

Até parece um prato simpático e nada nojento, certo? Mas o Shikaro é uma sobremesa servida no Japão feita com esperma de peixe.
pratos-bizarros-pelo-mundo-2

3 – Peixe Yin-Yang

É conhecido como “peixe vivo ou morto” e surgiu em Taiwan. Ele tem esse nome porque – acredite ou não – o peixe é escamado, cortado, frito em óleo quente e servido ainda vivo! Eu sei, é difícil de acreditar, mas há vídeos que comprovam isso, como este:

VÍDEO


pratos-bizarros-pelo-mundo-3

4 – Sannakji

É um prato coreano e os tentáculos são cortados com o polvo ainda vivo e levados para os clientes – quando não é servido inteiro. Os consumidores desse prato dizem que gostam de sentir os tentáculos se contorcendo e grudando na boca.
pratos-bizarros-pelo-mundo-4

5 – Boodog

Esse prato típico da Mongólia é feito com marmota ou cabra, cozido com pele e tudo e com pedras quentes dentro do estômago. Sim, eles cortam as pernas do animal e o pescoço, depois fecham com a própria pele retirada do animal e enchem o “saco” com sal, cebola e pedras quentes. Após isso, fecham o pescoço com arame e “assam” a pele com um maçarico. E assim, o prato está pronto!
pratos-bizarros-pelo-mundo-5

6 – Jing Leed

Mais conhecido como grilo, é um petisco extremamente comum na Tailândia, fritos e com molho e pimenta.
pratos-bizarros-pelo-mundo-6

7 – Pernas de rã

Aqueles que experimentaram o prato dizem que a carne tem textura de frango mas gosto de peixe. Vai entender!
pratos-bizarros-pelo-mundo-7

8 – Tarantulas fritas

Um prato típico na Cambodia, fritas no óleo.
pratos-bizarros-pelo-mundo-8

9 – Beondegi

São larvas cozidas comumente servidas como lanche na Coréia e na China.
pratos-bizarros-pelo-mundo-10

10 – Bushmeat

O termo se refere a carne cassada de animais silvestres e preparadas na brasa, secos e salgados.
pratos-bizarros-pelo-mundo-11

11 – Blodplättar

Panqueca de chocolate? Não! Esse prato é feito com sangue de porco, leite, farinha, centeio e manteiga.
pratos-bizarros-pelo-mundo-12

12 – Sopa de ninho de passarinho

Esse prato asiático é feito com o ninho de um passarinho que o constrói com saliva.
pratos-bizarros-pelo-mundo-13

13 – Balut

Consiste em cozinhar um ovo de pato com o embrião dentro, sendo cozido vivo e servido em seu ovo.
pratos-bizarros-pelo-mundo-14
http://portalmundocurioso.com

Qual é a maior estátua do mundo?




www.interessantesaber.com.br

É interessante saber que a maior estátua do mundo está situada no condado de Lushan na China e foi finalizada em 2008. Hoje vamos descobrir qual é essa estátua e também veremos algumas curiosidades sobre monumentos ao redor do mundo. 

Qual é a maior estátua do mundo?

A maior estátua do mundo é o Buda do Templo da Primavera, na China, que tem impressionantes 128 metros de altura. Acompanhe algumas imagens deste incrível monumento:
maior estátua do mundo
O belo acabamento foi alcançado através do uso de placas de cobre. Na foto a seguir isso torna-se bem visível, e também é possível comparar o tamanho dos dedos dos pés da estátua com o tamanho pessoas.
Buda do Templo da Primavera

Curiosidades

O Buda do Templo da Primavera só é considerado a maior estátua do mundo, pois se considera a flor de lótus sob seus pés na contagem. Com a flor ele tem 128 metros e sem ela tem 108, o que o faria perder a posição de maior estátua do mundo para o também impressionante Buda Laykyun Sekkya em Khatakan Taung, Myanmar, que possui 114 metros de altura.
Buda Laykyun Sekkya em Khatakan Taung, Myanmar
A seguir, você confere uma arte interessante que facilita a nossa comparação entre as dimensões de alguns monumentos famosos ao redor do mundo.
A maior estátua do mundo
Pela ordem, do maior para o menor, temos:

1 – O Buda do Templo da Primavera

A maior estátua do mundo, localizada na China, com seus 128 metros de altura.
a maior estátua do mundo

2 – A Estátua da Liberdade

Ícone dos Estados Unidos, a Estátua da Liberdade é conhecida em todo o mundo, e tem 92,9 metros de altura.
A Estátua da Liberdade

3 – A Mãe Pátria

Quando foi construída, em 1967, era a maior estátua do mundo, medindo 85 metros do topo de seu pedestal até a ponta da espada. A figura em si mede 52 metros e a espada mede 33 metros.
Mãe Pátria

4 – Cristo Redentor

 Cristo Redentor dispensa comentários e tem 38 metros de altura, somando o pedestal.

5 – David

Para finalizar com grande estilo, David ou Davi é uma das esculturas mais famosas do artista renascentista Michelangelo. O trabalho retrata o herói bíblico com realismo anatômico impressionante, sendo considerada uma das mais importantes obras do Renascimento. A escultura encontra-se em Florença, Itália, cidade que originalmente encomendou a obra.
A escultura possui 5,17 metros de altura e representa o herói bíblico David, um dos personagens mais frequentes na arte florentina.
David

Dedos de lucífer ou perceves como são chamados em Portugal - os apanhadores (VÍDEOS)

Devido a seus troncos grossos e semelhantes a dedos e ao estranho formato destes crustáceos, os percebes, que crescem e se multiplicam em rochedos na chamada zona intermareal do oceano, são conhecidos como "dedos de Lúcifer". Por vezes são referidos como trufas do mar, tanto pela sua raridade e preço elevado, mas também pelo grau de dificuldade e risco de colheita.

Dedos de Lúcifer, uma iguaria rara e potencialmente mortal para sesu caçadores
Restaurantes em Portugal e Espanha cobram até 100 euros (460 reais) por um prato da iguaria, algo que pode parecer absurdamente caro, mas que é justificado por sua raridade e pelos perigos que os mergulhadores se expõem ao colhê-los.

Os dedos de Lúcifer não podem ser cultivados e só prosperam nas rochas, onde as ondas quebradiças lhes fornecem plâncton. Isso os torna notoriamente perigosos para a colheita, já que os caçadores correm o risco de serem esmagados contra as rochas pelas ondas, ou podem ficar inconscientes pelo impacto e afogamento. Os sortudos escapam com membros quebrados ou escoriações severas.

- "Nunca dê as costas a Deus quando mergulhar atrás dos dedos de Lúcifer", disse o mergulhador comercial João Rosário no ano passado. - "Quando você mergulha e vira as costas para a imprevisibilidade do oceano, você provavelmente poderá se ferir ou morrer. Há muitos casos em que mergulhadores batem a cabeça e se afogam. Isso sem contar sobre os cortes provocados pelas pedras."
Dedos de Lúcifer, uma iguaria rara e potencialmente mortal para sesu caçadores
Os caçadores de percebes basicamente tem que opções; ou desça de penhascos de 100 metros de altura com uma corda e esculpindo os dedos de Lúcifer durante a maré baixa, mas corra o risco de ser esmagado pelas ondas quebrando, ou se aproxime das rochas de barco, ancore a uma distância segura e nade em direção ao penhasco, cronometrando sua cinzelagem para combinar com o ritmo do mar. Cada opção tem seus riscos e os caçadores ainda não chegaram a um acordo sobre qual deles é o mais seguro.

VÍDEO
Há várias técnicas para colher os percebes e não existe consenso sobre qual é a menos perigosa: podem ser colhidos subindo pelas falésias ou então mergulhando de um barco. Também dá para descer pelas falésias por meio de uma corda para colher os crustáceos durante a maré baixa, mas existe sempre o risco de uma queda ou acabar esmagado pela arrebentação contra as rochas. A única consonância entre os caçadores é se manter a uma distância segura dos penhascos quando a maré está levemente mais alta, e depois nadar em direção às rochas de uma forma sincronizada com as ondas.

Em Portugal, a caça dos percebes é fortemente regulada e a colheita é um emprego regulamentado, com apenas 80 licenças de mergulho emitidas por ano e uma cota máxima de colheita diária de 15 kg por mergulhador. Dependendo da qualidade e do tamanho, um quilo de percebes pode custar até 60 euros (280 reais).

VÍDEO
Por causa de seu alto preço, a caça furtiva é uma questão séria ao longo da Costa Vicentina de Portugal, e a polícia não pode patrulhar em todos os lugares ao mesmo tempo. Os moradores consideram essas iguarias como seu "caixa eletrônico no mar" e se acham no direito de fazer "saques" sempre que quiserem, quer as autoridades gostem ou não. Eu também acharia, afinal a costa pertence ao povo e não ao governo.

Apesar de seu nome e aparência pouco apetitosa, eles são considerados iguarias pelos amantes de frutos do mar que juram que o título de "trufas do mar" faz jus a eles.

VÍDEO
Quanto a forma de prepará-los, a tradição portuguesa indica que existe apenas uma maneira correta: cozinhá-los em água salgada sem passar do ponto. E qual é o ponto? A dica é rezar o Pai Nosso assim que a água começar a ferver. Após a oração devem ser retirados da água fervente e colocados no gelo para interromper o processo de cozimento. Então estão prontos para servir sem nenhum tempero ou molho. Bom apetite!



www.mdig.com.br