AVISO


OS COMENTÁRIOS, E AS PUBLICAÇÕES DE OUTROS
NÃO REFLETEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DO ADMINISTRADOR DO "desenvolturas e desacatos"

Este blogue está aberto à participação de todos.


Não haverá censura aos textos mas carecerá
obviamente, da minha aprovação que depende
da actualidade do artigo, do tema abordado, da minha disponibilidade, e desde que não
contrarie a matriz do blogue.

Os comentários são inseridos automaticamente
com a excepção dos que o sistema considere como
SPAM, sem moderação e sem censura.

Serão excluídos os comentários que façam
a apologia do racismo, xenofobia, homofobia
ou do fascismo/nazismo.


quinta-feira, 9 de agosto de 2018

O pássaro mais raro do mundo é fotografado! Um dos pássaros mais raros do mundo é fotografado pela primeira vez, mas... É morto logo depois pelo pesquisador.




 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2015/10/o-passaro-mais-raro-do-mundo-e.html
O pássaro martim-pescador-de-bigode. Fonte da imagem: slate.com.

VAMOS DESCOBRIR...

Pesquisador responsável pela equipe que encontrou o animal disse que não foi uma decisão fácil, mas que exames no pássaro morto podem ajudar a proteger a espécie no futuro.

O PÁSSARO RARO DESVENDADO


No dia 23 de setembro, a equipe do biólogo Chris Filardi conseguiu fotografar pela primeira vez um pássaro macho da espécie Actenoides bougainvillei excelsus. Filardi dirige o programa do Pacífico no Museu Norte-Americano de História Natural e afirmou em nota publicada no site da instituição que procurava pela ave há mais de 20 anos. Seu habitat natural fica em Guadalcanal, nas Ilhas Salomão.


Actenoides bougainvillei excelsus
A ave rara, Actenoides bougainvillei excelsus. Fonte da imagem: slate.com.

Apenas três exemplares da espécie já tinham sido avistados na década de 1920 e 1950, mas eram fêmeas. A vocalização e os hábitos dos machos são pouco conhecidos.
A notícia, portanto, foi comemorada, mas ao mesmo tempo causou muita polêmica. Isso porque, logo depois de ser capturada, a ave foi morta para ser estudada pelos cientistas. Na página do Facebook do museu, onde a foto foi divulgada, muitos internautas questionaram a decisão de Filardi e sua equipe. No Huffington Post, Marc Bekoff, professor de ecologia da Universidade do Colorado, escreveu um texto questionando a morte de animais em nome da ciência. 

Filardi segurando o martim-pescador-de-bigode
Filardi segurando o martim-pescador-de-bigode. Fonte da imagem: slate.com.

Filardi respondeu as críticas em um texto publicado no site da organização de conservaçãoambiental Audubon. "Essa não foi uma decisão fácil nem foi tomada no calor do momento", garantiu Filardi. Ele diz que trabalha há 25 anos para conservar a vida selvagem.


DESCOBERTA COM UM PREÇO


Ele diz que a descoberta mais importante do trabalho de campo realizado nas últimas semanas não foi a captura do exemplar fotografado, mas verificar que o habitat da espécie está saudável. Eles estimaram a população do pássaro em 4 mil indivíduos e garantem que, apesar de ser pouco conhecida na ciência ocidental, não é uma espécie ameaçada ou em extinção.

Actenoides bougainvillei excelsus
Martim-pescador-de-bigode. Fonte da imagem: biologiavida-oficial.

Ele justifica que a morte da ave é uma prática padrão para biólogos que fazem trabalhos de campo e que antes de matá-la foram considerados critérios como o impacto na população. O exemplar, escreve Filardi, vai ajudar os pesquisadores a entenderem melhor o animal e como ele reage a situações específicas. Esse conhecimento poderia ajudar a proteger a espécie no futuro, diz.

O "céu ilha" de Guadalcanal
O "céu ilha" de Guadalcanal. Fonte da imagem: slate.com.

Referência 
Wild Things.

Agora vejam um vídeo do site dailymotion sobre a descoberta:


www.bioorbis.org

Sem comentários:

Enviar um comentário