AVISO


OS COMENTÁRIOS, E AS PUBLICAÇÕES DE OUTROS
NÃO REFLETEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DO ADMINISTRADOR DO "desenvolturas e desacatos"

Este blogue está aberto à participação de todos.


Não haverá censura aos textos mas carecerá
obviamente, da minha aprovação que depende
da actualidade do artigo, do tema abordado, da minha disponibilidade, e desde que não
contrarie a matriz do blogue.

Os comentários são inseridos automaticamente
com a excepção dos que o sistema considere como
SPAM, sem moderação e sem censura.

Serão excluídos os comentários que façam
a apologia do racismo, xenofobia, homofobia
ou do fascismo/nazismo.


quinta-feira, 30 de agosto de 2018

Ex-Detetive Policial "Comete Suicídio" Dias Depois de Lançar Livro Expondo Rede de Pedofilia da Elite



Família acredita que o autor foi assassinado por dizer a verdade

Um ex-detetive da polícia na África do Sul que publicou um livro expondo membros de uma suposta rede de pedofilia da elite se matou alguns dias depois, com a família acreditando que a morte do homem foi realmente um assassinato.


O livro de Mark Minnie, Os Garotos Perdidos da Ilha dos Pássaros, afirma que os membros do último governo do Apartheid da África do Sul levaram crianças para a Ilha dos Pássaros, perto da costa de Port Elizabeth, onde foram sexualmente abusadas e em alguns casos mortas.

"O livro detalha a corrupção dentro do último governo do Apartheid da África do Sul e envolveu funcionários até o topo, incluindo o ministro da Defesa, Magnus Malan, e o ministro de Assuntos Ambientais, John Wiley", relata o site Free Thought Project.

Pouco antes de sua morte, Minnie revelou que ele havia sido abordado por mais fontes com mais provas contundentes e que uma sequência estava em andamento.

O livro foi publicado em 5 de agosto, mas apenas nove dias depois Minnie morreu, aparentemente atirando em sua própria na cabeça.

VÍDEO

No entanto, Tersia Dodo, membro da família de Minnie, disse a repórteres que Minnie insistiu que se algo acontecesse com ele, era para tratar como assassinato.

"Ele mencionou para nós todo o tempo que sua vida estava em perigo e se algo acontecesse com ele, deveríamos saber que isso não foi feito por ele", disse ela.

"Mark não era um covarde, Mark enfrentou a vida de frente", acrescentou. “Não há nenhuma maneira que eu ou qualquer um de nós acredite que ele teria optado pelo suicídio e é por isso que eu concordei em fazer esta entrevista para dissipar quaisquer pensamentos e rumores de suicídio. Ele não era o tipo de homem que era covarde e que faria algo assim."

Dodo disse que a nota de suicídio encontrada perto do corpo de Minnie era falsa ou escrita sob coação.

Como documentado no vídeo abaixo, enquanto a mídia fica obcecada com 'Pizzagate' e outras conspirações duvidosas sobre redes de pedófilos de alto nível, o abuso sexual de crianças e sua ligação com políticos, juízes e celebridades é um tema comum em todo o mundo.

VÍDEO

http://www.anovaordemmundial.com

Sem comentários: