AVISO


OS COMENTÁRIOS, E AS PUBLICAÇÕES DE OUTROS
NÃO REFLETEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DO ADMINISTRADOR DO "desenvolturas e desacatos"

Este blogue está aberto à participação de todos.


Não haverá censura aos textos mas carecerá
obviamente, da minha aprovação que depende
da actualidade do artigo, do tema abordado, da minha disponibilidade, e desde que não
contrarie a matriz do blogue.

Os comentários são inseridos automaticamente
com a excepção dos que o sistema considere como
SPAM, sem moderação e sem censura.

Serão excluídos os comentários que façam
a apologia do racismo, xenofobia, homofobia
ou do fascismo/nazismo.


quarta-feira, 29 de agosto de 2018

amor sem tempo



nas águas ténues do chuveiro
a tua pela macia, veludo
foi tudo
entramos numa harmonia sensual
verdadeira
natural
universos pairavam sobre mim
não sabia lidar com o desejo
não sabia lidar com a tua partida
só queria a tua boca, o teu beijo
a tua vida ...
turbilhão de soluções impensadas
só o desejo
os vapores expulsos dos nossos corpos
tinham o cheiro da paixão
mas o tabaco de tanto desespero
sofucava-me
na procura de alternativas
pensamento vã
mas acredito
mas acredita
o meu coração dançou,
pulou,
bailou
saltou do invólucro

o que amamos não saciou, nunca saciará
só quando te tiver definitivamente, descansarei
as cicatrizes desse amor estão vivas
sará-las
sei que queremos

António Garrochinho

Sem comentários: