AVISO


OS COMENTÁRIOS, E AS PUBLICAÇÕES DE OUTROS
NÃO REFLETEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DO ADMINISTRADOR DO "desenvolturas e desacatos"

Este blogue está aberto à participação de todos.


Não haverá censura aos textos mas carecerá
obviamente, da minha aprovação que depende
da actualidade do artigo, do tema abordado, da minha disponibilidade, e desde que não
contrarie a matriz do blogue.

Os comentários são inseridos automaticamente
com a excepção dos que o sistema considere como
SPAM, sem moderação e sem censura.

Serão excluídos os comentários que façam
a apologia do racismo, xenofobia, homofobia
ou do fascismo/nazismo.


quinta-feira, 9 de agosto de 2018

A população da Bulgária está desaparecendo. A situação demográfica no país está ainda pior do que após a Segunda Guerra Mundial.




Em 29 de junho de 2018, a população da Bulgária decresceu abaixo de 7 milhões de pessoas. Naquele dia nasceram 120 crianças no país, enquanto 193 pessoas faleceram. Ao menos é o que indica o Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais das Nações Unidas (DESA, sigla em inglês).
"Esta é a notícia mais triste, a Bulgária se encontra em estado de morte demográfica clínica, estamos morrendo! […] Somos a nação que desaparece de forma mais rápida do mundo", comentou ao portal Dnes.gb. o diretor do instituto demográfico BANI, Pyotr Ivanov.
A Bulgária saiu da Segunda Guerra Mundial com uma população de pouco mais de 7 milhões de pessoas. Em 1986, a população do país atingiu o seu nível máximo histórico de quase 9 milhões de moradores.
Desde a queda da URSS e a integração da Bulgária à UE, a nação está apenas perdendo sua população. No entanto, a mesma situação é percebida em relação a outros países do antigo campo soviético do Leste Europeu. Desde o final do século passado, a Lituânia, Letônia, Estônia, Moldávia ou Roménia estão sofrendo tendências drásticas no nível de sua população.


br.sputniknews.com

Sem comentários:

Enviar um comentário