AVISO


OS COMENTÁRIOS, E AS PUBLICAÇÕES DE OUTROS
NÃO REFLETEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DO ADMINISTRADOR DO "desenvolturasedesacatos"

Este blogue está aberto à participação de todos.


Não haverá censura aos textos mas carecerá
obviamente, da minha aprovação que depende
da actualidade do artigo, do tema abordado, da minha disponibilidade, e desde que não
contrarie a matriz do blogue.

Os comentários são inseridos automaticamente
com a excepção dos que o sistema considere como
SPAM, sem moderação e sem censura.

Serão excluídos os comentários que façam
a apologia do racismo, xenofobia, homofobia
ou do fascismo/nazismo.


domingo, 1 de julho de 2018

APPC Faro realizou VIII Arraial Solidário com “casa cheia”




Teve lugar no passado dia 28 o VIII Arraial Solidário da APPC.
 
Esta iniciativa da Associação Portuguesa de Paralisia Cerebral surge no âmbito da angariação de fundos para melhorar o espaço envolvente da instituição.
 
Com o intuito de proporcionar mais um espaço para dinamizar atividades terapêuticas e lúdicas com os clientes, este arraial estendeu-se a toda a comunidade pelo valor de "3,5 manjericos", com direito a um prato de carne ou de peixe e animação musical com o grupo Bailasons e o artista convidado Valter Cabrita.
 
A festa decorreu no pátio exterior da sede da APPC Faro, e o Algarve Primeiro falou com a diretora técnica da instituição com vista a compreender a importância deste tipo de ações para a APPC.
 
 
Para Graciete Campos, “este ano o evento tem o intuito de angariar fundos para construir um jardim sensorial adaptado para os nossos clientes.”
 
A instituição que dá resposta a todo o Algarve, conta com o apoio do Instituto de Segurança Social, do Ministério da Saúde, da Educação e o IEFP.
 
“Para alem deste arraial, realizamos formações, workshops, acampamentos e outras iniciativas que nos permitem concretizar alguns sonhos dos nossos clientes”.
 
Graciete Campos aproveitou a oportunidade para adiantar que, no próximo dia 20 de outubro, a sede da APPC de Faro vai acolher varias instituições a nível nacional com o intuito de celebrar o Dia da Paralisia Cerebral.
 
Esta arraial repete-se anualmente “e tem sempre uma missão associada, este ano é para concretizar esse sonho da construção do jardim na área envolvente, mas já fizemos muitos outros projetos com estas verbas angariadas, exemplo disso foi a concretização do sonho de levar os nossos clientes ao Porto de avião”.
 
A diretora técnica sublinha que, “mais uma vez, o arraial superou as nossas expetativas; temos casa cheia e isso deixa-nos sempre muito felizes e orgulhosos, pois é uma importante ajuda para o nosso trabalho”.
 
A APPC de Faro apoia 580 clientes em regime de centro de dia, contando ainda com um Lar Residencial no Montenegro.
 
“Somos uma equipa de 92 colaboradores que damos diariamente o nosso melhor e, aos poucos, com muito trabalho, iniciativa e espírito de missão, vamos crescendo e alargando os nossos horizontes para poder concretizar os sonhos de quem conta connosco”.
 
Refira-se que a APPC Faro é uma associação para a intervenção e (re) habilitação de cidadãos com deficiência e/ou incapacidades neurológicas. 

www.algarveprimeiro.com

Sem comentários:

Enviar um comentário