AVISO

OS COMENTÁRIOS, E AS PUBLICAÇÕES DE OUTROS
NÃO REFLETEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DO ADMINISTRADOR DO "desenvolturasedesacatos"

quinta-feira, 14 de junho de 2018

TERRORISTAS - SÉCULO XX

0

 Ze’ev JabotinskyUcrânia


Os Maiores Terroristas do século 20 - Zeev JabotinskyUcraniano nascido em Odessa, o judeu Ze’ev Jabotinsky foi o chefe supremo da Irgun Zvai Leumi (Organização Nacional Militar), fundada em 1937 com objetivo de estabelecer um estado judeu-fascista na Palestina. Apesar de judeu, Jabotinsky compartilhava das mesmas ideias racistas que o austríaco Adolf Hitler colocaria em prática anos depois. Em “A muralha de ferro”, livro escrito por ele em 1926, Jabotinsky diz: “Nunca poderemos permitir coisas como o matrimônio misto porque a preservação da integridade nacional só é possível mediante a pureza racial, e para tal, temos de ter esse território onde nosso povo constituirá os habitantes racialmente puros.” Em 1946, o Irgun Zvai Leumi explodiu parte do hotel Rei Davi, sede do poder britânico em Jerusalém, matando 91 pessoas. No mesmo ano, um ataque a bomba no escritório do governo britânico em Jerusalém deixou nove mortos. O terror continuou no restante da década com vários assassinatos de lideranças britânicas na Palestina, policiais, soldados e civis.
Zeev Jabotinsky

Shoko AsaharaJapão


Shoko AsaharaO acupunturista Shoko Asahara foi o fundador do Aum Shinrikyo (Ensinamento da Verdade Suprema). Fundado em 1984, o movimento prega o fim do mundo através de um Armagedom nuclear; a raça humana será destruída exceto aqueles que se juntarem ao Aum Shinrikyo. Aos seus seguidores, Asahara dizia ter poderes sobrenaturais tais como levitar e ler mentes. Além disso, sua urina era vendida como bebida mágica. O Aum Shinrikyo é o responsável pelo pior ataque terrorista da história do Japão, quando em 1995 lançou o gás letal Sarin no metrô de Tóquio, matando 13 pessoas e intoxicando mais de seis mil. Mais de mil pessoas ficaram com sequelas, que vão desde a cegueira a problemas de locomoção. Antes do ataque ao metrô, o Aum havia assassinado um advogado e toda sua família e testado o gás Sarin em uma cidade rural matando oito pessoas. Asahara foi condenado à pena de morte em 2006 e aguarda execução. Vinte anos depois do ataque, o apocalipse pregado pelo guru ainda não aconteceu.
Shoko Asahara

Timothy McVeighEstados Unidos


Timothy McVeighTimothy James McVeigh, ex-fuzileiro das forças armadas dos Estados Unidos, foi um excelente soldado, tendo ganho a medalha de bronze por seus feitos na Guerra do Golfo em 1990. Durante sua estadia no exército, era notória sua disposição para aguentar a dor nos mais terríveis exercícios impostos por seus superiores; o que para os outros era uma tortura, para Timothy, era um prazer. Depois de deixar o exército, começou a destilar sua raiva contra o governo americano que acusava de tirano. Escreveu cartas para jornais acusando o governo americano de roubar seu próprio povo através dos altos impostos. Em 1995, arquitetou e executou sozinho o segundo pior ataque terrorista da história dos Estados Unidos: deixou um caminhão bomba em frente ao edifício Alfred P. Murrah na Cidade de Oklahoma. A explosão matou 168 pessoas. Ele esperava, com esta ação, inspirar uma revolta contra o governo americano. Acusado de 11 crimes federais, McVeigh foi executado com uma injeção letal no dia 11 de junho de 2001, apenas quatro anos após receber a pena de morte.
Timothy McVeigh - Os Maiores Terroristas do Século 20

7. Theodore Kaczynski (Unabomber)Estados Unidos


Ted KaczynskiTheodore Kaczynski, o Unabomber, escritor, ativista político e brilhante matemático norte-americano graduado pela Universidade de Harvard. Tinha PhD em matemática e era especialista na “teoria da função geométrica”. Em sua tese de PhD, um membro da banca chegou a dizer: “Provavelmente apenas 10 pessoas em todo país entenderiam essa tese“. Em 1969, aos 26 anos, abandona o posto de professor na Universidade de Berkeley para iniciar segundo ele: “A guerra contra o desenvolvimento da sociedade industrial”. Segundo Kaczynski, a Revolução Industrial e suas consequências foram um desastre para a raça humana, roubando das pessoas a autonomia e infligindo no mundo natural danos irreversíveis. Em sua cruzada para tentar reverter essa situação, enviou dezenas de bombas para cientistas nos EUA, deixando um rastro de medo, mortes e amputações. Seu alvo preferido eram cientistas da computação e geneticistas. Foi preso em 3 de abril de 1996 após uma denúncia do seu irmão. Foi condenado a prisão perpétua. 
Unabomber


 Osama Bin LadenArábia Saudita


Osama Bin LadenOsama Bin Laden, desde 2005, era o terrorista mais procurado do mundo. Fundador e líder da rede terrorista Al-Qaeda, tinha um só objetivo: a destruição do Ocidente (leia-se Estados Unidos). Em 2004, Osama Bin Laden assumiu formalmente em um vídeo a autoria do maior atentado terrorista da história: o ataque através de aviões sequestrados ao World Trade Center em Nova York, ao Pentágono em Washington e à Casa Branca também em Washington – esse último avião caiu antes de atingir o suposto alvo. Nos ataques morreram mais de três mil pessoas.  Antes, em 1998, Bin Laden orquestrou os atentados a bomba nas embaixadas dos Estados Unidos no Quênia e Tanzânia, matando 256 pessoas e ferindo mais de cinco mil. Em 2000, Bin Laden voltou à cena quando 17 militares americanos foram mortos no Iêmen após um ataque suicida de membros da Al Qaeda no navio USS Cole. O terrorista bilionário foi morto em dois de maio de 2011 no Paquistão por forças especiais norte-americanas. Sua posição foi revelada com a ajuda de um médico paquistanês, Shakil Afridi, que medicava na área tribal de Khyber Pakhtunkhwa, região onde o terrorista se escondia com a sua família.
Osama Bin Laden - Os Maiores Terroristas do Seculo 20




Abu Bakr al-BaghdadiIraque

Abu Bakr al-BaghdadiCalado, tímido, insignificante e um craque no futebol. Esse era o perfil, segundo amigos, de Ibrahim Awwadty Ibrahim Ali Muhammad al-Badri al-Samarrai, mais conhecido como Abu Bakr al-Baghdadi, hoje o terrorista mais procurado do planeta. Líder do grupo extremista Estado Islâmico, sua cabeça vale 40 milhões de reais (na cotação atual do dólar). Era um homem “insignificante” até 2003, quando os Estados Unidos e Inglaterra invadiram o Iraque para supostamente desarmar o regime do país e encerrar o apoio de Saddam Hussein a organizações terroristas. Raivoso, al-Baghdadi jurou vingança por seu povo “humilhado”. Pesou também o fato dele ter sido preso pelos americanos em 2005. Mantido ao lado de terroristas sanguinários, o PhD em Ciências Islâmicas teria se tornado um radical dentro do campo de prisioneiros. Maquiavélico, escondeu suas reais intenções dos ianques que o consideraram uma pessoa “moderada” e “inofensiva”. Foi libertado em 2009. E antes de virar as costas e ir embora, falou a um coronel americano: “Vejo vocês em Nova York”.
Abu Bakr al-Baghadi

Sem comentários:

Enviar um comentário