AVISO


OS COMENTÁRIOS, E AS PUBLICAÇÕES DE OUTROS
NÃO REFLETEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DO ADMINISTRADOR DO "desenvolturasedesacatos"

Este blogue está aberto à participação de todos.


Não haverá censura aos textos mas carecerá
obviamente, da minha aprovação que depende
da actualidade do artigo, do tema abordado, da minha disponibilidade, e desde que não
contrarie a matriz do blogue.

Os comentários são inseridos automaticamente
com a excepção dos que o sistema considere como
SPAM, sem moderação e sem censura.

Serão excluídos os comentários que façam
a apologia do racismo, xenofobia, homofobia
ou do fascismo/nazismo.


domingo, 3 de junho de 2018

R.D. Congo, um pesadelo no paraíso


Descubra a verdade sobre a exploração da República Democrática do Congo por grupos rebeldes, governos corruptos e interferência externa de países como os Estados Unidos e  seus aliados, Uganda e Ruanda.


Esse caos absoluto tem desempenhado no desencadeamento da maior crise humanitária do mundo, em pleno alvorecer do século XXI.

A República Democrática do Congo é o terceiro maior país em extensão territorial do continente africano , limitando-se com o Sudão (a nordeste), República Centro-Africana (ao norte), Congo (a noroeste e a oeste), com o enclave angolano de Cabinda (a oeste), Angola (a sudoeste), Zâmbia (ao sul), Tanzânia (a sudeste), Burundi, Ruanda e Uganda (a leste), além de ser banhado pelo oceano Atlântico (a oeste).


Sua população apresenta grande diversidade étnica, existindo mais de 200 etnias distintas. A economia nacional sofre as consequências dos conflitos armados no país: redução de investimentos estrangeiros, destruição de infraestrutura, inflação, entre outros aspectos. As principais riquezas nacionais são as reservas minerais, como diamantes, ouro, ferro e urânio.


Esse país tornou-se, nos últimos anos, foco de conflitos na região dos Grandes Lagos africanos, que foram agravados pelo envolvimento militar de países vizinhos. Mais de 6 milhões de pessoas já morreram em consequência desses conflitos.






Fotos acima [ano de 2016]: ajuda humanitária para uma região infestada por conflitos intermináveis, onde as famílias que fogem da violência muitas vezes têm de caminhar durante várias horas para encontrar abrigo em outro povoado.

Os habitantes do país sofrem com vários problemas socioeconômicos: a taxa de mortalidade infantil é uma das mais altas do planeta: 115 óbitos a cada mil nascidos vivos; o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é de apenas 0,239, sendo a segunda pior média mundial; o analfabetismo atinge mais 32% dos habitantes; cerca 76% da população é subnutrida; a maioria dos habitantes vivem com menos de 1 dólar por dia, ou seja, abaixo da linha de pobreza.






Com estimativas populacionais entre 82 e 86 milhões de habitantes para 2017, a República Democrática do Congo é o quarto país mais populoso do continente africano, atrás apenas da Nigéria, Etiópia e Egito, e o décimo sexto no mundo.

É também a mais populosa nação francófona do globo [que possui o francês como a língua oficial], à frente da própria França. A população congolesa é composta, em sua maioria absoluta, por cerca de duzentos grupos étnicos, em especial da família Bantu [81% da população], sendo a etnia congolesa a mais comum [aproximadamente 1/3 dos democráticos-congoleses, em 2011]. Minorias étnicas importantes incluem ainda a Mangbetu-Azande, Mongo e Luba.


Fontes Pesquisadas:

https://brasilescola.uol.com.br/geografia/republica-congo.htm
https://pt.wikipedia.org/wiki/Rep%C3%BAblica_Democr%C3%A1tica_do_Congo
https://www.vice.com/pt_br/article/jpe9vk/fotos-milicia-republica-democratica-do-congo
https://www.icrc.org/pt/document/republica-democratica-do-congo-alimentos-para-sobreviver

Se você leu essa matéria até aqui e achou que a situação desse país é crítica, pode ter certeza de uma coisa: você ficará ainda mais chocado com o documentário abaixo. Saiba agora a verdade da tragédia de um país que nós, em grande maioria, sequer sabemos que existe:


VÍDEO



tudorocha.blogspot.com
 

Sem comentários:

Enviar um comentário