AVISO

OS COMENTÁRIOS, E AS PUBLICAÇÕES DE OUTROS NÃO REFLETEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DO ADMINISTRADOR DO "desenvolturasedesacatos"

Este blogue está aberto à participação de todos.


Não haverá censura aos textos mas carecerá
obviamente, da minha aprovação que depende
da actualidade do artigo, do tema abordado, da minha disponibilidade, e desde que não
contrarie a matriz do blogue.

Os comentários são inseridos automaticamente
com a excepção dos que o sistema considere como
SPAM, sem moderação e sem censura.

Serão excluídos os comentários que façam
a apologia do racismo, xenofobia, homofobia
ou do fascismo/nazismo.


quinta-feira, 14 de junho de 2018

ANTENA 1




António Abreu in facebook



Através de uma inesperada e desassombrada declaração de David Ferreira na Antena Um, tomamos conhecimento de várias coisas que irão muito mal na estação de rádio pública. E tudo isto a propósito do facto do jornalista António Macedo ter saído da empresa, perdendo-se o património de identificação daquela estação que este lhe imprimiu ao longo de anos. 
Não sendo, infelizmente, as relações laborais permanentes, fico perplexo. Nem a Antena Um nem o António Macedo - que eu saiba - esclareceram a saída. O António Macedo continuava com aquele dinamismo como animador da estação que todos lhe conhecíamos e que o David Ferreira, justamente, designava como elemento identitário dela.
Pela boca dele ficamos a conhecer uma degradação grave das condições técnicas e de trabalho das instalações,
desde que a Antena Um passou a ser uma espécie de anexo traseiro da RTP.
Já sei que o governo não interfere na vida interna das empresas públicas de comunicação social, que são "independentes", bla, bla, bla... Mas ao mesmo tempo que se cantam loas às excelências e aos elevados padrões dos nossos "crânios", que tal darem sinal que isso deve ser padrão para a Antena Um?


Sem comentários:

Enviar um comentário