AVISO


OS COMENTÁRIOS, E AS PUBLICAÇÕES DE OUTROS
NÃO REFLETEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DO ADMINISTRADOR DO "desenvolturas e desacatos"

Este blogue está aberto à participação de todos.


Não haverá censura aos textos mas carecerá
obviamente, da minha aprovação que depende
da actualidade do artigo, do tema abordado, da minha disponibilidade, e desde que não
contrarie a matriz do blogue.

Os comentários são inseridos automaticamente
com a excepção dos que o sistema considere como
SPAM, sem moderação e sem censura.

Serão excluídos os comentários que façam
a apologia do racismo, xenofobia, homofobia
ou do fascismo/nazismo.


quinta-feira, 24 de maio de 2018

Também o que é Eterno - Manuel Resende




Também o que é Eterno

Também o que é eterno morre um dia.

Eu tusso e sinto a dor que a tosse traz;

O doutor quer por força a ecografia,

Mas eu não estou pra tantas precisões.


Eu rio à morte com um riso largo:

Morrer é tão banal, tão tem que ser!

Disto ou daquilo, que me importa a mim?

Mas, ó horror, com fotos, não, nem documentos!


A tanta exactidão mata o mistério.

O pH, o índice quarenta...

Não quero as pulsações, os eritrócitos,

O temeroso alzaimer, ou o cancro,

Nem sequer o tão raro, do coração.


Ver o pulmão, o peito aberto, o coração,

A palpitar a cores no computador?

Eu morro, eu morro, não se preocupem,

Mas sem saber, de gripe, ou duma coisa,

Ou doutra coisa.





Manuel Resende


voarforadaasa.blogspot.pt

Sem comentários: