AVISO


OS COMENTÁRIOS, E AS PUBLICAÇÕES DE OUTROS
NÃO REFLETEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DO ADMINISTRADOR DO "desenvolturas e desacatos"

Este blogue está aberto à participação de todos.


Não haverá censura aos textos mas carecerá
obviamente, da minha aprovação que depende
da actualidade do artigo, do tema abordado, da minha disponibilidade, e desde que não
contrarie a matriz do blogue.

Os comentários são inseridos automaticamente
com a excepção dos que o sistema considere como
SPAM, sem moderação e sem censura.

Serão excluídos os comentários que façam
a apologia do racismo, xenofobia, homofobia
ou do fascismo/nazismo.


quinta-feira, 24 de maio de 2018

O JORNALIXO DAS FEZES


Não sendo o francês da expressão fácil do "merde" gosto de tratar a merda como merda e mesmo quando a linguagem tem um certo vernáculo dá-me prazer inserir a palavra merda nos textos que escrevo já que me vejo cercado dela nos tempos que correm.

Qualquer peido que os norte-coreanos dão, por mais normal que seja em qualquer lugar do mundo, as empresas de “jornalixo” tratam-no como se fosse algo extraordinário, e sempre o abordam negativamente.

Na verdade, elas, as empresas e os seus peões de brega competem para ver quem ganha a medalha de ouro na modalidade da manipulação de notícias.

Merda infectante e fedorenta é o que sai dos gajos e das gajas que arranjaram uma maneira de não dobrar os costados e possuídos duma ignorância escandalosa desafiam o que já foi a deontologia válida do jornalismo.


António Garrochinho

Sem comentários: