AVISO

OS COMENTÁRIOS, E AS PUBLICAÇÕES DE OUTROS
NÃO REFLETEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DO ADMINISTRADOR DO "desenvolturasedesacatos"

domingo, 13 de maio de 2018

NÃO ! NÃO É APENAS UMA OPINIÃO


Conhecida essa coincidência, há mais coisas horríveis que também deve conhecer
conversavinagrada.blogspot.pt

VEJA ABAIXO´





Salvador Sobral, o vencedor da edição do ano passado do festival da Eurovisão, teceu críticas a uma das músicas mais populares da edição de 2018. TOY, da artista Netta, representante de Israel, foi considerada uma canção “horrível” pelo músico português.
Numa entrevista ao Público, Salvador admitiu que não ouviu nenhuma música da edição deste ano da Eurovisão, exceto a música israelita. “De repente, o Youtube achou que eu iria gostar da música de Israel”, ironizou o vencedor português.
O videoclip oficial da canção de Israel tem já mais de 21 milhões de views na plataforma digital e tornou-se uma das favoritas a vencer o certame europeu, desde o início de março. Atualmente, tem perdido algum estatuto nos sites de apostas, apesar de ainda estar no top3.
Em resposta aos comentários do vencedor de 2017, Netta Barzilai apenas “enviou amor” a Salvador Sobral e a todos os artistas, de todos os géneros.
Sobre o festival em si, Salvador Sobral revelou estar feliz por este ano não ter “de ouvir nada”. Porém, o atual vencedor da Eurovisão considera que o seu feito “não mudou alguma coisa […] Talvez no futuro”.
Aproveita para ver ou rever a atuação de Israel na 1.ª semifinal deste ano. Concordas com Salvador Sobral?

VÍDEO

“horrível”

«Salvador Sobral descreve música de Israel na Eurovisão como “horrível”»

Canção será interpretada pela sionista militante Netta Barzilai

 

Um pouco de história:

No dia 16 de janeiro de 2015, a NATO desclassificou mais de 23.000 documentos até então secretos, e soube-se que o Festival da Eurovisão foi proposto pela estrutura mais agressiva e letal que nos mantém em constante sobressalto, responsável por milhões de vítimas, a NATO/OTAN!

Na última semana de janeiro de 1955 reuniu-se no Palácio de Chaillot em Paris o Comité Cultura e Informação Pública da NATO. A 30 de novembro de 1955, o mesmo comité voltou a reunir-se. A acta da reunião recomenda a data para a primeira edição do festival para abril de 1956. Numa terceira reunião de 1956, voltaram a discutir sobre a realização do “Festival Musical da Aliança Atlântica”. e decidiu-se que em cada festival se interpretariam 12 a 14 temas. No entanto, isto não foi o mais importante desta terceira reunião. O parágrafo “chave” desta acta, que o serviço de informações da NATO manteve secreto, foi o contato com a BBC para ver se era possível usar a rede da Eurovisão para dar difusão ao festival. Os dirigentes da BBC responderam que era justamente o que desejavam.

O resto é conhecido, as 14 canções que a NATO propôs para o “Festival Musical da Aliança Atlântica” foi adiado para maio desse mesmo ano em que se celebrou o primeiro festival da Eurovisão.

DIVIRTAM-SE PENSANDO NA BÓSNIA, LÍBIA…
E

 NÃO FALTEM A ESTE ENCONTRO


Sem comentários:

Enviar um comentário