quinta-feira, 24 de maio de 2018

IMAGENS VÍDEO DO VULCÃO KILAUEA NO HAVAI QUE ENTROU EM ERUPÇÃO A 3 DE MAIO



O vulcão Kilauea, no Havaí, entrou em erupção em 3 de maio e atualmente não mostra sinais de desaceleração. O poderoso fluxo de lava está emergindo das fissuras abaixo da Ilha Grande, derramando-se sobre casas, estradas e florestas enquanto desce a colina em direção ao mar. O verdadeiro alcance da erupção é revelado nesta filmagem aérea do cinegrafista Mick Kalber. No vídeo, podemos ouvir o rugido da lava contra as lâminas do helicóptero, criando uma sinistra trilha sonora para o líquido de fogo acumulado no chão abaixo.

Kalber filmou quase três décadas de erupções vulcânicas durante seu tempo na ilha. Você pode ver vários outros vídeos dele, incluindo atualizações sobre a última erupção do Kilauea, em seu site e no canal Vimeo.

VÍDEO

A lava também chegou aos terrenos da planta de energia geotérmica Puna Geothermal Venture (PGV), que fornece ao redor de 25% da energia elétrica da maior ilha do Havaí. A PGV foi fechada pouco depois que começaram as erupções, mas ontem a lava da fissura 22 chegou a uns 250 metros da cabeça de poço da planta mais próxima antes de deter-se, segundo informa a Reuters. Durante a noite, os funcionários conseguiram tampar o último poço antecipando a chegada da lavar à instalação, e para prevenir a liberação de gases tóxicos.
Um novo vídeo aéreo registrou rios surpreendentes de lava em direção ao Pacífico no Havaí
Os poços da usina têm entre 1.830 e 2440 metros de profundidade. O vapor quente e a água dos poços impulsionam as turbinas para produzir eletricidade. O pentano fervido é usado para alimentar turbinas secundárias. Mesmo que a lava tenha parado antes de atingir a instalação, todo o cuidado é necessário, pois, como demonstrou os acontecimentos das últimas semanas, o Kilauea se encontra em um estado extremamente volátil.
Um novo vídeo aéreo registrou rios surpreendentes de lava em direção ao Pacífico no Havaí
O Monte Kilauea estava inativo a quase um século, e lamentavelmente não há final à vista para tantas erupções. Desde 3 de maio, mais de 12 fissuras se abriram ao longo da região leste do vulcão, destruindo quase 50 estruturas. Os geólogos dizem que o vulcão entrou em uma fase mais violenta, em que grandes quantidades de rocha fundida estão saindo das fissuras e se deslocando ainda mais longe.


www.mdig.com.br

Sem comentários: