AVISO


OS COMENTÁRIOS, E AS PUBLICAÇÕES DE OUTROS
NÃO REFLETEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DO ADMINISTRADOR DO "desenvolturas e desacatos"

Este blogue está aberto à participação de todos.


Não haverá censura aos textos mas carecerá
obviamente, da minha aprovação que depende
da actualidade do artigo, do tema abordado, da minha disponibilidade, e desde que não
contrarie a matriz do blogue.

Os comentários são inseridos automaticamente
com a excepção dos que o sistema considere como
SPAM, sem moderação e sem censura.

Serão excluídos os comentários que façam
a apologia do racismo, xenofobia, homofobia
ou do fascismo/nazismo.


sexta-feira, 25 de maio de 2018

FOTÓGRAFOS REGISTAM O MOMENTO EM VÍDEO EM QUE UMA ÁGUIA, UMA RAPOSA, UM COELHO VOAM JUNTOS POR ALGUM TEMPO



Parece uma notícia falsa, mas o momento não teve nada de falso nem de amistoso. Ocorreu no Parque Natural San Juan Island, ao norte de Seattle. O fotógrafo de natureza Kevin Ebi contemplava como uma jovem raposa capturava um coelho quando escutou o agudo grito de um águia atrás dela. A ave de rapina passou voando acima de Ebi enquanto este seguia gravando e se lançou sobre predador e presa. Este tipo de comportamento é conhecido como cleptoparasitismo e significa, literalmente, roubar a presa de outro predador.

Registram o extraordinário momento em que uma águia, uma raposa e um coelho voam juntos alguns segundos
A questão é que a raposa não se deu por vencida e fincou os dentes com mais força no coelho. A águia simplesmente levou ambos voando e nos presenteou esta espetacular sequência gravada por outro fotografo de natureza parceiro de Ebi, Zachary Hartje:

O vôo alongou-se durante oito angustiosos segundos até que a águia mudou o coelho de garra e se desfez de seu competidor com um brusco movimento. Para sorte da raposa, nesse momento a ave tinha descido até uns 3 metros de altura. Depois de se recuperar da queda, o pequeno predador se uniu ao resto da matilha sem lesões visíveis. O grande perdedor desta história foi, por suposto, o coelho.

VÍDEO


www.mdig.com.br
 

Sem comentários: