AVISO

OS COMENTÁRIOS, E AS PUBLICAÇÕES DE OUTROS
NÃO REFLETEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DO ADMINISTRADOR DO "desenvolturasedesacatos"

sábado, 5 de maio de 2018

Está de regresso o Festival Internacional de Música Barroca de Faro






A catedral será o palco do primeiro concerto do festival (Foto D.R.)
A catedral será o palco do primeiro concerto do festival (Foto D.R.)

A edição de 2018 do Festival Internacional de Música Barroca de Faro (FIMBF) traz à capital algarvia alguns dos melhores músicos nacionais e internacionais, especializados em música antiga, com uma extensa carreira. Alemanha, Hungria, Suíça, Noruega, Islândia e Japão são os países representados neste evento que já conta com a quarta edição.
Este ano, o festival é dedicado aos compositores da Europa Central e do Norte e visa celebrar o 350º aniversário de um dos mais importantes compositores e pedagogos barrocos, François Couperin.
O evento, pioneiro em Portugal na divulgação de repertórios renascentistas e barrocos dentro dos lugares históricos da cidade de Faro, nasceu no ano de 2015 sob a direcção de Francisco Rosado. Após a sua saída em 2016, a flautista Filipa Oliveira, assumiu a direcção do festival, dando continuidade ao seu trabalho como programadora cultural e professora de flauta de bisel.

Músicos de todo o mundo marcam presença neste festival (Foto D.R.)
Músicos de todo o mundo marcam presença neste festival (Foto D.R.)


Nesta edição, o FIMBF inicia dia 4 de Maio, sexta-feira, às 19 horas, com um concerto na Sé Catedral, dedicado à música religiosa de François Couperin. Duas solistas vindas de Basileia, um dos principais centros de difusão da música antiga a nível mundial, Junko Takayama e Cristina Rosário, irão juntar-se ao aclamado organista português João Paulo Janeiro para tocar um programa dedicado a Couperin: Le Maître du Choeur à la Chapelle Royale, além do famoso e expressivo Troisième leçon de Ténèbres e a Messe dês Paroisses.
Já no sábado, dia 19 de Maio, pelas 18h, o mais antigo Consort de Flautas de bisel de Portugal, fundado por Rosado e composto por alunos do Conservatório Regional do Algarve, fará o programa Solo vs. Consort na Igreja Matriz de Estoi e contará com a já tradicional participação do Ensemble de Flautas de Loulé, entre outros músicos convidados.
O concerto seguinte será no dia 26 de Maio, às 19 horas, e será inteiramente dedicado a Johann Sebastian Bach, com um dos mais esperados programas de concerto do ano em Portugal. A Igreja do Carmo de Faro abre as suas portas ao agrupamento Harmonie Universelle, dirigido por Florian Deuter e Monica Waisman interpretará Die Kunst der Fugue BWV 1080.
O festival encerra com um concerto do Currentes Ensemble, no dia 2 de Junho, na Igreja de Santa Bárbara de Nexe, às 19h. O conjunto é constituído por músicos provenientes da Escandinávia, com elevada relevância dada a sua especialização em improvisação histórica. Jostein Gundersen – Flauta de bisel e direcção – e os seus músicos irão transportar-nos até ao mundo da improvisação barroca.
A excelência do programa do festival deste ano constitui uma importante oferta cultural não só na cidade de Faro, mas também na região do Algarve.
(Maria Simiris / Henrique Dias Freire)

www.postal.pt

Sem comentários:

Enviar um comentário