AVISO


OS COMENTÁRIOS, E AS PUBLICAÇÕES DE OUTROS
NÃO REFLETEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DO ADMINISTRADOR DO "desenvolturasedesacatos"

Este blogue está aberto à participação de todos.


Não haverá censura aos textos mas carecerá
obviamente, da minha aprovação que depende
da actualidade do artigo, do tema abordado, da minha disponibilidade, e desde que não
contrarie a matriz do blogue.

Os comentários são inseridos automaticamente
com a excepção dos que o sistema considere como
SPAM, sem moderação e sem censura.

Serão excluídos os comentários que façam
a apologia do racismo, xenofobia, homofobia
ou do fascismo/nazismo.


quinta-feira, 17 de maio de 2018

CLÁSSICOS E NEO CLÁSSICOS



Carlos Matos Gomes in facebook

Clássicos e neoclássicos. Argumentum baculinum – argumento do cacete. Argumentos do C. Clássicos. Nero incendiou Roma e acusou os cristãos, por serem intrinsecamente maus e ameaçadores. Hitler incendiou o Reichstag e acusou os comunistas, os ameaçadores. Para Bruno de Carvalho, a violência é chata, mas o crime faz parte do dia a dia. A culpa do crime é do dia a dia. Para os neoclássicos de recorte internacional, o argumento continua a ser o do cacete: Para Trump e Netanyahou, foram os palestinianos que - ab abrupto -, aproveitando o facto de não poderem sair do seu campo de concentração em Gaza, atacaram os pacíficos israelitas e se intrometeram na trajectória das suas balas. Argumentum baculinum. Que sit tibi terra levis. Que a terra seja leve aos neoclássicos.

Sem comentários:

Enviar um comentário