AVISO


OS COMENTÁRIOS, E AS PUBLICAÇÕES DE OUTROS
NÃO REFLETEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DO ADMINISTRADOR DO "desenvolturasedesacatos"

Este blogue está aberto à participação de todos.


Não haverá censura aos textos mas carecerá
obviamente, da minha aprovação que depende
da actualidade do artigo, do tema abordado, da minha disponibilidade, e desde que não
contrarie a matriz do blogue.

Os comentários são inseridos automaticamente
com a excepção dos que o sistema considere como
SPAM, sem moderação e sem censura.

Serão excluídos os comentários que façam
a apologia do racismo, xenofobia, homofobia
ou do fascismo/nazismo.


sábado, 26 de maio de 2018

ANPC alerta para burlas com coimas sobre limpeza das florestas


A Protecção Civil alertou para a existência de tentativas de burla relacionadas com coimas sobre alegados incumprimentos na limpeza dos terrenos florestais, referindo que a entidade não cobra multas.
https://www.abrilabril.pt/sites/default/files/styles/jumbo1200x630/public/assets/img/6783.jpg?itok=P7HbvgcG
Trabalhadores procedem à limpeza de mato na Serra de São Mamede, em Portalegre, numa acção a nível nacional organizada pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF). 24 de Março de 2018
«A Autoridade Nacional de Protecção Civil [ANPC] adverte os cidadãos para a eventualidade de poderem ser abordados por estranhos, que, agindo de má-fé e fazendo-se passar por elementos da protecção civil, visem burlar os desprevenidos, fazendo-os crer na existência de coimas em seu nome devidas pelo incumprimento das obrigações legais de limpeza dos terrenos florestais de que são proprietários», refere a instituição num comunicado enviado à agência Lusa.
A Proteção Civil revela que já teve conhecimento de um caso, que ocorreu no distrito de Viana do Castelo.
«O burlão em causa demandou um cidadão para que este fizesse o pagamento do valor de uma coima, para um determinado NIB, até ao final desse mesmo dia, sob pena daquele duplicar», adianta a nota.
A ANPC esclarece que os serviços de protecção civil não procedem à cobrança de coimas por incumprimento das obrigações legais de limpeza dos terrenos florestais.
«Recomenda-se que qualquer tentativa feita nesse sentido seja imediatamente participada às autoridades policiais», conclui.


www.abrilabril.pt

Sem comentários:

Enviar um comentário