AVISO


OS COMENTÁRIOS, E AS PUBLICAÇÕES DE OUTROS
NÃO REFLETEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DO ADMINISTRADOR DO "desenvolturasedesacatos"

Este blogue está aberto à participação de todos.


Não haverá censura aos textos mas carecerá
obviamente, da minha aprovação que depende
da actualidade do artigo, do tema abordado, da minha disponibilidade, e desde que não
contrarie a matriz do blogue.

Os comentários são inseridos automaticamente
com a excepção dos que o sistema considere como
SPAM, sem moderação e sem censura.

Serão excluídos os comentários que façam
a apologia do racismo, xenofobia, homofobia
ou do fascismo/nazismo.


sábado, 28 de abril de 2018

A península da Coreia, Kim e a metáfora do Maceta



Os líderes da República Democrática Popular da Coreia (RPDC) e da República da Coreia (RC), Kim Jung-un e Moon Jae-in, festejam as históricas decisões da cimeira realizada na Casa da Paz, em Panmunjom, a 27 de Abril de 2018. Da cimeira resultou a «Declaração de Panmunjom pela paz, prosperidade e reunificação da península coreana».

As imagens correm por aí e traem a expetativa que o "mundo ocidental" ia criando e acirrando, cabendo a Trump papel relevante, da ameaça ao insulto. O epíteto de "homem-foguete" correu mundo. 
Hoje é um dia histórico e todos querem ficar bem na fotografia, até Trump.
«O momento decisivo foi, no entanto, como anunciámos, o anúncio por Kim Jong-un, a uma «sessão plenária extraordinária do Comité Central do Partido dos Trabalhadores», de que, «no âmbito da chamada Ofensiva para a Paz, a RPDC iria parar com os ensaios nucleares e o lançamento de mísseis balísticos intercontinentais, e iria encerrar o centro de ensaios nucleares da base de Punggye-ri».
 Mas talvez a metáfora do meu amigo Maceta aconteça e Trump seja o derradeiro lançamento de Kim, antes de encerrar Punggye-ri.



conversavinagrada.blogspot.pt

Sem comentários:

Enviar um comentário