AVISO


OS COMENTÁRIOS, E AS PUBLICAÇÕES DE OUTROS
NÃO REFLETEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DO ADMINISTRADOR DO "desenvolturas e desacatos"

Este blogue está aberto à participação de todos.


Não haverá censura aos textos mas carecerá
obviamente, da minha aprovação que depende
da actualidade do artigo, do tema abordado, da minha disponibilidade, e desde que não
contrarie a matriz do blogue.

Os comentários são inseridos automaticamente
com a excepção dos que o sistema considere como
SPAM, sem moderação e sem censura.

Serão excluídos os comentários que façam
a apologia do racismo, xenofobia, homofobia
ou do fascismo/nazismo.


domingo, 29 de abril de 2018

29 de Abril de 1980: Morre Alfred Hitchcock

Realizador inglês, nasceu a 13 de agosto de 1899 em Londres, e morreu a 29 de abril de 1980, na Califórnia. O fulcro da sua obra residirá talvez na sábia exploração do suspense humoristicamente macabro do quotidiano através daquilo a que alguns críticos chamam uma «câmara ontológica», aquela que se auto problematiza,simultaneamente investigando a complexidade das personagens sem coordenadas que procura captar: o homem inocente que deve perseguir o criminoso para se ilibar da acusação de um crime que não cometeu, a mulher culpada que cerca um herói masculino para o destruir ou acabar por ser salva por ele, e o assassino psicopata. É neste percurso que vamos deparando com a progressiva desorientação da personagem de James Stewart emVertigo (A Mulher que Viveu Duas Vezes, 1958), depois com o estilhaçamento da personagem principal de Psycho (1960) e, finalmente, com a deglutição da humanidade no final de The Birds (Os Pássaros, 1963). Outros filmes emblemáticos deste realizador são Spellbound (A Casa Encantada, 1945), Notorious (Difamação, 1946), To Catcha Thief (Ladrão de Casaca, 1955) e North By Northwest (Intriga Internacional, 1959), estes três últimos com CaryGrant.

Em 1999 comemorou-se o centenário do nascimento do realizador.



Alfred Hitchcock. In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2012.

   
 VÍDEOS 





Sem comentários: