AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


segunda-feira, 22 de maio de 2017

NÃO, NÃO DEVEM EXISTIR “DEUSES”


Se existissem, estou certo de que um, ou vários deles, teriam por missão representar e defender o direito à dignidade dos pobres, dos desempregados de longa duração, trabalhadores a receber o salário mínimo… e, certamente, Ricardo Salgado teria ficado, “por milagre”, com o focinho partido logo no fim desta declaração insolente!!!
O ex-presidente do BES argumenta que está em situação de "insuficiência económica" para contestar o perigo de perturbação de inquérito, no âmbito do…
ZAP.AEIOU.PT

ESTÓRIAS DO LARGO (XXI) - O "BUFA"


Dizem que o "Bufa" cá da aldêa
que vendia agulhas pró fogão
armou um dia uma garreia
lá na Vila de Olhão

de tudo ela vendia
até remédos prá azia
entre xás e mésinhas
e um dia más que nã fôsse
até vendeu batata doce
prás malêtas más daninhas

só que tudo era combenado
com um parcêro aliado
que se armava em doentinho
despôs de dado o golpe
iam qual cavalo a galope
pá taberna boêr o vinho

mas nem tudo correu como queriam
e os folgazões nem sabiam
que iria dar para o tôrto
teveram que devolver o denhêro
senão iam pó cemetéro
e acabava tudo môrto

António Garrochinho

RIR É O MELHOR REMÉDIO


O DIABO


Mário Machado vai estagiar num escritório de advogados


Líder nacionalista saiu em liberdade condicional, depois de cumprir uma pena de dez anos de prisão


O ex-dirigente da Frente Nacional, Mário Machado, está em liberdade condicional desde a semana passada. A notícia, avançada pelo "Correio da Manhã", foi confirmada pelo seu advogado ao Expresso.
Mário Machado cumpriu uma pena de dez anos efetivos de prisão, em cúmulo jurídico, por condenações relacionadas com discriminação racial, coação agravada, posse ilegal de arma e ofensa à integridade física qualificada. E em junho do ano passado foi condenado a mais dois anos e nove meses de prisão por tentativa de extorsão agravada.
Agora, o Tribunal de Execução de Penas autorizou-lhe a saída em liberdade condicional. Uma medida que, para o seu advogado José Manuel de Castro, "só peca por tardia".
Mário Machado irá estagiar num escritório de advogados na região da Grande Lisboa, depois de se ter licenciado pela Universidade Autónoma de Lisboa (UAL) durante o tempo que esteve na cadeia. "Não posso revelar qual é o escritório, mas não é o meu", garante o advogado.
José Manuel de Castro afiança que Mário Machado não está impedido de dar entrevistas à comunicação social, mas foi-lhe recomendado pela magistratura que mantenha uma atitude de low profile. "É uma recomendação e também uma opção do meu cliente, que ele tenciona seguir nos próximos tempos", assegura.


expresso.sapo.pt

namoro

Isabel era bela
até lhe chamavam Cinderela
os moços cá da aldeia
de todos, só o Isidro
lhe calçou o sapato de vidro
e a tornou Dulcineia


António Garrochinho

CALÃO NEXENSE


Se temos asas ?



sim ! os anjinhos
rechonchudos, cândidos, branquinhos
os páraquedistas do dogma e do esotérico que dominam os infernos e os céus
os xoxos idealistas que apregoam ocas liberdades
os que enriquecem nunca dizendo as verdades
os pinga amores nas asas de platónicos sonhos
as burguesas nos seus grandes chapéus
a prostituta que nos leva à nuvem
as beatas virgens na sua imaculada penugem
os smiles forçados de orelha a orelha dos políticos risonhos
os falsos profetas, os administradores dos cambalachos
que vivem voando felizes nas asas dos "tachos"


António Garrochinho

FREGUESIA DE SANTA BÁRBARA DE NEXE


DIZEM QUE SALAZAR PREMIAVA O HOMEM QUE ENGRAVIDASSE !


nesta política de miséria e austera
pra quem mingua e fica sempre à espera
depois de uma vida de trabalho e canseira
cavaco, o malvado das alfarrôbas
pariu mais que as alfas lobas
de desgraça, foi a melhor parideira
António Garrochinho

A RTP tem que se retratar por ter iludido a autoria do acto de incendiar um jovem em Caracas


Numa revoltante atitude, no noticiário de hoje, às 13 h, da RTP-1, foi remetida para o fim do alinhamento à referência feita ao incendiar dum jovem por bandos criminosos da oposição, ontem em, Caracas. Mas mais grave foi a referência a que não era conhecida qual das partes em confronto seria a autora do crime, misturando esse acto com a repressão governamental e os 47 mortos já registados (para quando a referência a quantos destes eram polícias e chavistas abatidos com tiros na cabeça por snipers?). Para já não falar da omissão da declaração do Presidente da Venezuela que teve repercussão em todo o mundo.

A bárbara agressão que grupos mercenários da oposição venezuelana, dirigida por Henrique Capriles, realizaram ontem ao regarem com gasolina e incendiarem um jovem, por o terem tomado por um chavista, devia obrigar os EUA, a UE e todos os seus aliados a distanciarem-se das hordas que têm apoiado de formas múltiplas.
Os EUA apoiam Capriles e já desistiram de uma reversão interna a seu favor pela via democrática e do funcionamento das instituições e, por isso, apostam nas confrontações civis armadas. E procuram descobrir algum descontentamento em unidades militares pela situação grave em que o país se encontra. A RTP é livre de não ter este entendimento e continuar a achar que Capriles quer a democracia…
Na semana passada, o ministro Padriño Lopes negou que os conspiradores possam aí encontrar algum apoio e que o “empurrão final” no governo, de que falam só pode entender-se à luz de um dos últimos relatórios do Almirante Kurt Tidd, chefe do Comando Sul do Pentágono, onde este afirma que: “Com sectores políticos da MUD temos vindo a acordar uma agenda comum, que inclui um cenário abrupto que pode combinar acções de rua e emprego doseado de violência armada num quadro de cerco e asfixia”. A RTP ignorou esta importante declaração,
A MUD Mesa da Unidade Democrática é a força opositora, dirigida por Enrique Caprilles, candidato presidencial anteriormente derrotado, que é o chefe dos grupos armados que desencadeiam destruições e pilhagens de rua.
O Comando Sul do Pentágono tem apresentando relatórios regulares sobre a Venezuela ao Senado dos EU onde pontifica o senador republicano John MaCain que, na vigência da presidência Obama, teve papel fundamental na criação do Estado Islâmico (Daesh) e que, talvez não por acaso, se encontra nas primeiras filas, com Hillary Clinton, na procura do impeachment de Donald Trump, entre outras “razões” por ele ter passado informações à Rússia sobre planos do Estado Islâmico. John MacCain e Hillary Clinton encabeçam o movimento pró-impeachment de Trump
Nicolás Maduro fez ontem uma alocução, condenando o crime e garantiu que vários dos “chefes de grupos de mercenários”, ligados ao acto de incendiar o jovem, foram já presos e pediu aos organismos do Estado que seja feita justiça.
Como cidadão, espero que a RTP seja verdadeira no que respeita  ao que se passa neste país, onde vivem tantos imigrantes portugueses, e quanto à autoria de atentados terroristas na Venezuela.
Este artigo encontra-se em: antreus http://bit.ly/2qcvZ0Z

É REAL ?


VENEZUELA - Os nossos meios de comunicação social continuam a considerar Capriles e os actos dos seus bandos como grandes multidões contra o regime

A bárbara agressão que grupos mercenários da oposição venezuelana, dirigida por Henrique Capriles, realizaram ontem ao regarem com gasolina e incendiarem um jovem, por o terem tomado por um chavista, devia obrigar os EUA, a UE e todos os seus aliados a distanciarem-se das hordas que têm apoiado de formas múltiplas.
Os EUA apoiam Capriles e já desistiram de uma reversão política interna a seu favor pela via democrática e do funcionamento das instituições e, por isso, apostam nas confrontações civis armadas e procuram descobrir algum descontentamento em unidades militares.
Na semana passada, o ministro Padriño Lopes negou que os conspiradores possam aí encontrar algum apoio e que o “empurrão final” no governo, de que falam só pode entender-se à luz de um dos últimos relatórios do Almirante Kurt Tidd, chefe do Comando, onde este afirma que : “Com sectores políticos da MUD (digo eu Mesa da Unidade Democrática, força opositora, dirigida por Henrique Caprilles, candidato presidencial anteriormente derrotado, que é o chefe dos combates, destruições e pilhagens de rua) temos vindo a acordar uma agenda comum, que inclui um cenário abrupto que pode combinar acções de rua e emprego doseado de violência armada num quadro de cerco e asfixia”.
A Mesa da Unidade Democrática, é a força opositora, dirigida por Enrique Caprilles, candidato presidencial anteriormente derrotado, que é o chefe dos combates, destruições e pilhagens de rua.
O Comando Sul tem apresentando relatórios regulares sobre a Venezuela ao Senado dos EU onde pontifica o senador republicano John MacCain que, na vigência da presidência Obama, teve papel fundamental na criação do Estado Islâmico (Daesh) e que, talvez não por acaso, se encontra nas primeiras filas, com Hillary Clinton, na procura do impeachment de Donald Trump, entre outras “razões” por ele ter passado informações à Rússia sobre planos do Estado Islâmico.
Maduro ontem fez uma alocução, condenando o crime e garantiu que vários dos “chefes de grupos de mercenários”, ligados ao acto de incendiar o jovem, foram já presos e pediu aos organismos do Estado que seja feita justiça.
Os nossos meios de comunicação social continuam a considerar Capriles e os actos dos seus bandos como grandes multidões contra o regime...

A saída do PDE põe fim a um instrumento de chantagem e pressão, mas não será muito suficiente para que a União Europeia deixe de chantagear Portugal


“A saída do PDE põe fim a um instrumento de chantagem e pressão, mas não será muito suficiente para que a União Europeia deixe de chantagear Portugal”, afirmou o comunista, em declarações aos jornalistas no Parlamento.
Reiterando a posição de princípio do PCP — os comunistas nunca reconheceram o problema do défice do país como o mais premente –, João Oliveira elegeu como prioridades a aposta na produção nacional, a renegociação da dívida e o controlo público dos setores estratégicos como único caminho para a resolução do problema de “dependência externa do país”.

Uma notícia de hoje e a(s) prima(s) vera(s)


Obrigadinho!

SMUTLEY O GATO QUE FAZ SEXO SEM PROTEÇÃO (VÍDEO)

Filme criado pela Goodby, Silverstein & Partners para AIDES, organização francesa que luta contra a AIDS e que traz o desenho do personagem Smutley, um gato que faz sexo sem proteção.
Smutley é um gato boémio que só pensa em sexo e nunca usa camisinha, sendo protagonista da campanha ‘Protect Yourself’, onde tamanha irresponsabilidade tem o seguinte pretexto – um gato tem várias vidas, mas e você, tem quantas mesmo?

VÍDEO



destaque


velhos tempos

SAUDADES DOS INVERNOS, OS DIAS TABERNAIS

SOU DOS QUE GOSTO DE BEBER UM COPO NUMA TABERNA ONDE A MALTA NÃO É PRECISO SE INSCREVER PARA TER UM MINUTO DE INTERVENÇÃO NUM ASSUNTO QUE É COMPLEXO E PODE DEMORAR HORAS NUMA QUALQUER INSTITUIÇÃO OU ASSOCIAÇÃO.

AFINAL O POVO É SOBERANO E TAMBÉM SE MANIFESTA PARA QUE EXISTA ALGUM CONSENSO OU MANIFESTO DE DISCÓRDIA EM LUGARES DITOS MENOS NOBRES.

PORÉM NÃO GOSTO DAQUELAS ASSEMBLEIAS TABERNAIS ONDE SÓ O VINHO (ALGUMAS VEZES) E O ESTABELECIMENTO FÍSICO SÃO VERDADEIROS E O RESTO JÁ SE COMPORTA E PALRA COMO SE NUM HOTEL DE CINCO ESTRELAS ESTIVESSEM.

AG

amigo...

maior que o pensamento

recado


lamento

LAMENTO, NÃO LAMENTANDO, DESILUDIR MUITOS DOS QUE PENSAVAM, PENSANDO (ELES) PELA MINHA CABEÇA, QUE EU UM DIA SERIA DIFERENTE DO TEMPO EM QUE COMECEI A DECIDIR POR MIM.


AG

PORQUE QUE É QUE....

PORQUE É QUE O MARCELO NÃO TEVE A LUCIDEZ ENQUANTO DIRIGENTE DO PPD/PSD DURANTE MUITOS, MUITOS ANOS, DE RECONHECER QUE FOI, É, O POVO PORTUGUÊS O LEGÍTIMO DONO DAS SUAS ALEGRIAS E DAS SUAS ÁRDUAS CONQUISTAS E SÓ AGORA O PROMOVE E COLOCA NO LUGAR DE ONDE NUNCA SAIU !?

SEMPRE FOI O POVO QUE PRODUZIU E SEMPRE ASSIM O SERÁ E NÃO É PELAS MANOBRAS "SIMPÁTICAS" DO PR QUE AGORA O POVO CONQUISTOU O SEU LUGAR NA CABECINHA DO "CATAVENTO" ( expressão de dor de cotovelo nas palavras de passos coelho).

AG

PARA OS QUE VIVERAM E PARA OS QUE NÃO CONHECERAM.


ENTÃO JÁ SE ESQUECERAM OS QUE VIVERAM OS ANOS DE 1974/1980 ONDE O TRABALHO NÃO FALTAVA E ONDE O PATRONATO DISPUTAVA OS MELHORES OPERÁRIOS ?

JÁ SE ESQUECERAM DO ESCUDO, DA MOEDA QUE MESMO NESSES TEMPOS ONDE A EXPLORAÇÃO ERA UMA REALIDADE E SE CAMINHAVA NO SENTIDO DE ACABAR COM A EXPLORAÇÃO DO GRANDE PATRONATO, ONDE O OPERÁRIO NÃO POUPAVA, MAS GANHOU ALGUMA DIGNIDADE, PODER DE COMPRA E O RESPEITAVAM ?

JÁ SE ESQUECERAM DAS GRANDES EMPRESAS, DAS FÁBRICAS, DAS INDÚSTRIAS, ONDE OS TRABALHADORES ERAM AOS MILHARES E ORGANIZADOS ?

JÁ SE ESQUECERAM DA SIDERURGIA NACIONAL, DA CUF, DA LISNAVE, DA SETNAVE, TEXTEIS, DAS VIDREIRAS DA MARINHA GRANDE E DA "GRANDE MOLA REAL DA CONSTRUÇÃO CIVIL " (expressão popular " a mola real" a grande alavanca da produção) ?

António Garrochinho

SALAZAR NÃO PRESTAVA, CAETANO IGUAL, E AGORA !?


O FASCISMO É UMA MINHOCA
QUE SE INFILTRA NA MAÇÃ
Os mais conscientes, politizados e verdadeiramente preocupados com a triste senda do desemprego e outros que embora refilando muito (que arda o quintal do vizinho) se fartam, usam e abusam de mandar papaias nas redes sociais mas onde a sua consciência de classe é menor que o maior buraco negro do cosmos e se entretêm a mobilizar de forma elitista só quem pensa como eles.
ORA VEM DE BOTAS CARDADAS
OUTRAS, COM PÉZINHOS DE LÃ
Quando digo que "só quem pensa como eles" posso utilizar aquela máxima fascista de "quem não está comigo é contra mim" e fazendo aqui juz a quem sempre lutou contras as injustiças e se manteve até hoje firme nos seus ideais desde que solidários, fraternos e iguais, há que saber separar os criativos, os que sabem interpretar o dia a dia do nosso povo e a história que de maneira miserável é hoje tão fascista como no tempo do Salazar e do Caetano.

NÃO SE PODE, NÃO SE DEVE, BOTAR DA BOCA PARA FORA OS SLOGANS, AS IDEIAS, QUANDO ELAS NÃO CORRESPONDEM À PRÁTICA DE QUEM AS LANÇA !
LANÇAR PAPAIAS SÓ NO MERO INTUITO DE CAÇAR VOTOS E QUE DAÍ RESULTE O EMPREGO PRIVILEGIADO DE MEIA DÚZIA DE INSTALADOS QUE ESSES SIM SÃO OS XICOS EXPERTOS FAZENDO DO POVO QUE TRABALHA E PRINCIPALMENTE DOS QUE NÃO TÊM TRABALHO QUE COM UMA IDADE BASEADA NOS 40 ANOS SE VIRAM, SE VEÊM HOJE IMPOSSIBILITADOS DE GANHAR O PÃO.

ENGANAR E REMETER À QUALIDADE DE ESQUECIDOS
OS SERES HUMANOS QUE TÊM FAMÍLIA, RESPONSABILIDADES PARA COM OS SEUS FILHOS E PARA COM ELES PRÓPRIOS, DAR-LHES FALSAS ESPERANÇAS FAZENDO-OS ESQUECER QUE SÃO ELES, A GRANDE MASSA OPERÁRIA, A SOLUÇÃO E O PODER LEGÍTIMO.

Salazares e Caetanos é o que mais existem por aí vestidos com uma roupagem demagógica à esquerda. à direita, ao centro e nos entrefolhos desta política maldita e aldrabona que remeteu o nosso povo ao estatuto do salve-se quem puder e onde a mentira e o fingimento marca pontos a cada dia.
LÁ ISSO É !
A esquerda outrora criativa honesta e salvando as devidas excepções não passa hoje duma miragem que serve de droga aos que teimam em acreditar num mundo mais igual.

ESTA SOCIEDADE BASEADA NA DEMOCRACIA BURGUESA É MAIS RETRÓGRADA DO QUE O FASCISMO DO FAMIGERADO BOTAS E É PRECISAMENTE NESTE TIPO DE POLÍTICA QUE O CAPITALISMO APOSTA PARA CONFUNDIR OS DESMIOLADOS, OS DESCRENTES NO SOCIALISMO VERO, OS QUE NÃO APRENDERAM ATÉ HOJE QUE O CAPITALISMO É NOJENTO E CRIMINOSO E QUE PARA ACABAR COM O SEU CICLO É PRECISO SER ÍNTEGRO, HONRADO, E TRANSPARENTE.
António Garrochinho

PCP diz que resposta aos problemas sociais está condicionada por política de direita do Governo

O secretário-geral do PCP disse, sábado, que uma resposta plena aos problemas do país "continua condicionada pelo limitado alcance" das opções do Governo, considerando que nas questões mais estruturantes e fundamentais o PS segue uma política de direita.

"É uma preocupação e uma inquietação que não podemos deixar de manifestar. São cada vez mais patentes as contradições na evolução desta nova fase da vida nacional e que, a manterem-se, inviabilizarão um verdadeiro processo de recuperação do país e o seu desenvolvimento", disse Jerónimo de Sousa durante a sua intervenção na apresentação dos candidatos autárquicos no concelho de Silves, no Algarve.
Segundo o secretário-geral do PCP, as contradições "têm reflexos cada vez mais evidentes nas decisões que se impunham, para dar novos e mais decisivos passos na reposição de direitos e rendimentos dos trabalhadores e para a concretização de novos avanços na solução dos problemas nacionais".
"É uma evidência nas orientações e objetivos definidos nos programas de Estabilidade e Nacional de Reformas que o Governo minoritário do PS aprovou e apresentou em Bruxelas", destacou.
Jerónimo de Sousa afirmou que o PCP vai continuar a lutar por mais direitos e rendimentos para os trabalhadores, cuja solução depende de outra política ao serviço do povo e do país: "Uma política centrada no desenvolvimento dos setores produtivos e que permita uma crescente substituição das importações por produção nacional e que aposte na modernização da indústria, com produtos de elevado valor acrescentado e elevada incorporação da componente nacional".
Segundo o líder comunista, a resposta aos problemas sociais do desemprego, precariedade e dos baixos salários "passa por uma política verdadeiramente alternativa, patriótica e de esquerda".
"Há muito a fazer. Não podemos exultar pelo que foi conseguido, porque estamos ainda longe de repor condições de vida perdidas nos últimos anos, só porque no último trimestre crescemos 2,8%", recordou.
Para o líder comunista, o "otimismo exagerado do primeiro-ministro e o otimismo moderado do Presidente da República sobre o crescimento não chegam para resolver os problemas".
"Os resultados não estão solidamente sustentados numa trajetória de crescimento económico, liberto dos constrangimentos que se colocam à soberania nacional e que têm condicionado, bloqueado e feito retroceder a economia nacional, anos a fio", sublinhou.


www.jn.pt

BOAVISTA FORA DA LEI


Receando que a demagogia e a “clubite” ao contrário possa afectar o discernimento do cidadão leitor, espero que o Estado de Direito se pronuncie contra a ofensiva de limitação de direitos operada “fascisticamente” pelos macacos que dirigem o clube do futebol que dá pelo nome de Boavista.
Dizem os pategos deste dirigismo de venda de batata frita, que a segurança(?) aconselhou que fosse proibido, aos adeptos do Benfica, entrarem com adereços que os identificasse com o SLB.
Ao abrigo de que lei?
Que patusco da PSP caucionou esta anomalia anti-democrática?
Quem garante aos portugueses o que está consignado na Constituição da República?
Como é natural e elementar perceber, nada disto tem que ver com o “futebolês” encardido no limite do suportável. Não! Este petardo nas liberdades foi uma manifestação escoiceada de gente desproporcionada, que devia ser encurralada (no curral, portanto) pela lei.
Guilherme Antunes (facebook)

Vasos comunicantes e póquer





O contrato de 100 mil milhões de compras de armas da família Saud aos Estados Unidos é um sistema de vasos comunicantes. Os 100 milhões servem para as empresas americanas, da Boeing à Ford (p.exp ),fabricarem e venderem produtos de alto valor acrescentado, mas servem especialmente aos centros de investigação para desenvolverem novas armas, em particular no decisivo domínio do espaço (a que a Arábia Saudita nunca terá acesso). Boa parte dos centros de investigação ligados ao complexo militar-universitário e industrial, se não todos, são parcerias dos Estados Unidos com Israel, uns com sede nos Estados Unidos, outros em Israel. Boa parte deste dinheiro reverte para Israel, sem levantar qualquer conflito religioso. Os três livros sagrados convivem muito bem com mísseis e satélites.
Este contrato é um negócio a três (Estados Unidos, Israel e Arábia Saudita) para dominar o Médio Oriente. A Arábia Saudita paga – estas armas servem-lhe de muito pouco –, Israel faz o trabalho local de desestabilização e recolha de informações, os Estados Unidos impõem os seus interesses. Tem sido assim. Foi assim. O caos no Médio Oriente é um negócio destes três sócios. Da Alqaeda aos Talibans, das variantes do Daesh ao Estado Islâmico, todos são criações deste trio pelo qual circula o dinheiro do petróleo.
Há pouco tempo, a Rússia sentiu-se em condições de intervir no matadouro propriedade exclusiva dos três sócios e meteu uma pedra na engrenagem na Síria e no Irão. A Arábia Saudita foi chamada pelos dois outros sócios a fazerem uma injecção de capital (os tais 100 mil milhões que podem ser 300 mil) para elevar o nível da jogada e expulsar o jogador intrometido. Também é de póquer que se trata.
Estratégia. Os analistas políticos chamam estratégia a a estas jogadas de gangues pelo domínio de uma região. Há quem refira que são guerras religiosas, que há deuses e profetas metidos no assunto. É preciso dourar a pílula. Os políticos, eles próprios, falam em paz e segurança regional. Até de amor ao próximo!
Neste cenário há quem tenha assinalado a importância das senhoras que acompanham o padrinho de Washington não terem levado véu e de este ter dançado com as espadas!
Carlos Matos Gomes