AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


terça-feira, 4 de abril de 2017

VÃO-SE SAFANDO ! - Arquivado inquérito contra Dias Loureiro e Oliveira e Costa no caso BPN



Ministério Público afirma não ter sido possível identificar, "de forma conclusiva, todos os factos suscetíveis de integrar os crimes imputados aos arguidos"


O Ministério Público informou que arquivou hoje o inquérito contra Dias Loureiro e José de Oliveira e Costa relacionado com o caso BPN.
O Ministério Público justifica, numa comunicação publicada no portal da internet, o despacho de arquivamento com o não ter sido possível identificar, "de forma conclusiva, todos os factos suscetíveis de integrar os crimes imputados aos arguidos", após análise de "informação bancária relativa às operações e aos sujeitos intervenientes".
O ex-ministro e ex-deputado do PSD Dias Loureiro e o antigo presidente do BPN e ex-secretário de Estado José de Oliveira e Costa estavam indiciados pelos crimes de burla qualificada, branqueamento e fraude fiscal qualificada.
"Não obstante as diligências realizadas, não foi possível reunir prova suficiente, suscetível de ser confirmada em julgamento, da prática dos crimes imputados a estes arguidos e ao suspeito Abdul al-Assir [cidadão libanês]", adianta a comunicação do Ministério Público.
O arquivamento do inquérito, que decorreu no Departamento Central de Investigação e Ação Penal, abrangeu um outro arguido, Luís Caprichoso, ex-administrador da Sociedade Lusa de Negócios (SLN), com o Ministério Público a entender que "não praticou" o crime de fraude fiscal qualificada "que lhe foi imputado".
A investigação visou a "prática de factos conexos com o Grupo BPN/SLN, com o negócio de venda da sociedade REDAL, de Marrocos, e com a aquisição de uma participação de 25% do capital da sociedade BIOMETRICS, de Porto Rico".
Segundo o Ministério Público, "toda a prova produzida nos autos revela, relativamente àqueles negócios, uma engenharia financeira extremamente complexa, a par de decisões e práticas de gestão que suscitaram suspeitas sérias sobre os reais fundamentos dos negócios subjacentes às participações na REDAL e na BIOMETRICS e ao pagamento de comissões não justificadas".
Tais negócios "implicaram a concessão de financiamentos por bancos do Grupo BPN a entidades instrumentais, que não foram pagos, com consequente prejuízo para o Grupo, para além de transferências de capital para concretização do negócio da BIOMETRICS".


www.dn.pt

PCP - Direção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve


Recentemente, uma delegação do PCP reuniu com a Direção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve para se inteirar das dificuldades que esta Direção Regional enfrenta no prosseguimento da sua missão. A Direção Geral de Agricultura e Pescas do Algarve teve, nos anos 90 do século passado, cerca de 600 funcionários; atualmente conta com apenas 169. A esta redução drástica de efetivos, acresce um aumento significativo do nível etário dos funcionários: 78% têm idade igual ou superior a 50 anos. Também o número de delegações da Direção Geral de Agricultura e Pescas do Algarve caiu vertiginosamente. Nos anos 90 do século passado havia pelo menos uma delegação por concelho. Atualmente, além da sede, em Faro, há apenas uma delegação no concelho de Lagoa e outra no concelho de Tavira. Estes factos são bem ilustrativos da menorização a que a agricultura tem sido votada por sucessivos governos. O Grupo Parlamentar do PCP perguntou ao Governo se este está disponível para proceder a um número significativo de contratações para a Direção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve e para equacionar a reabertura de delegações regionais.

PARLAMENTO.PT

Gosto
Comentar

AGORA O CAVACO E OUTROS QUE RESPONDAM PELA DESTRUIÇÃO DA NOSSA FROTA PESQUEIRA E A CEDÊNCIA ÀS QUOTAS DA UE - Portugal depende a partir deste sábado de importação de peixe



Em comunicado a propósito do Dia da Dependência de Pescado em Portugal que se assinala este sábado, uma plataforma de organizações ambientalistas portuguesas sobre a pesca (PONG) adianta que na origem do problema está a falta de autonomia no abastecimento que resulta de fatores como o excessivo consumo de produtos pesqueiros importados e a sobre-exploração dos stocks europeus.
"Ainda que, para alguns recursos, as medidas de conservação estejam a dar sinais positivos, Portugal, tal como os seus parceiros europeus, transfere a sobre-exploração aos stocks de países terceiros, fragilizados por políticas pouco sensíveis às questões de sustentabilidade na exploração dos recursos marítimos", realça a plataforma.
De acordo com a nota, este ano em Portugal, o Dia da Dependência de Pescado é assinalado mais cedo do que em anos anteriores pela PONG.

SOM AUDIO

video



"Todos os anos nos tornamos mais dependentes de capturas efetuadas em águas não-europeias", é referido.
Por isso, a PONG-Pesca recomenda aos consumidores "a diversificar a sua dieta, consumindo espécies que frequentemente não são aproveitadas, contribuindo para a diminuição do seu desperdício e para aliviar a pressão sobre os stocks de pescado mais explorados".
"Esta é também uma oportunidade para a indústria transformadora diversificar a sua oferta e dar preferência a produtos com certificado de sustentabilidade", segundo a nota.
A PONG-Pesca salienta também em comunicado ser urgente "aproveitar a oportunidade dada pela atual Política Comum das Pescas para aumentar e melhorar os atuais esforços no sentido de uma gestão sustentável, aproveitando o potencial produtivo das águas portuguesas".
A Plataforma revela ainda estar disponível para colaborar com a administração e o setor das pescas.
De acordo com a Organização para a Alimentação e Agricultura das Nações Unidas, Portugal continua a ser o país europeu com maior consumo de pescado, com cerca de 62 quilogramas per capita/ano, cerca de três vezes mais pescado do que o europeu comum.
A PONG-Pesca assinala no sábado o Dia da Dependência de Pescado em Portugal, uma iniciativa que tem por objetivo "aumentar a consciencialização dos consumidores europeus sobre a proveniência do pescado e da dependência da Europa de importações de produtos pesqueiros".
"Todos os anos cada Estado-membro europeu assinala simbolicamente o dia em que se esgota o abastecimento de pescado local", realça a PONG-Pesca, acrescentando que, a "Europa consome mais pescado do que aquele que a sua frota captura, o que significa que a maior parte do pescado consumido provém de países terceiros".

www.tsf.pt

RECORDAÇÕES


Quem não se lembra do Manuel "russo" ou o "bigodes" nas ruas de Faro !
Castanha assada, doces, rebuçados e outras iguarias :)
foto Paulo Oliveira

ÚLTIMA HORA - Uma explosão numa fábrica de pirotecnia em Lamego fez sete mortos, confirmou o presidente da Junta.




Uma explosão numa fábrica de pirotecnia em Lamego fez sete mortos, confirmou o presidente da Junta.


A explosão de uma fábrica de pirotecnia em Penajóia, Lamego, fez sete mortos, confirmou o presidente da Junta de Freguesia de Avões à SIC Notícias.
Registaram-se três explosões na fábrica entre por volta das 18h.
Macário Rebelo, presidente da Junta de Avões, diz que continuam a haver pequenas explosões dentro da fábrica.
A GNR já está no local, assim como 89 bombeiros e 29 viaturas de combate ao fogo. Dois helicópteros do INEM também estão no local.


ionline.sapo.pt

A FOTO DO DIA


FARO - AUTARQUIAS - CDU


ONDE ANDAM OS " JE SUIS" ?

QUE É FEITO DOS "GRANDES DEMOCRATAS" HUMANISTAS, PACIFISTAS, DO "JE SUIS" COM PUBLICAÇÕES DE ARCO ÍRIS QUE POPULAM AS REDES SOCIAIS QUANDO O TERRORISMO ATINGE DETERMINADOS PAÍSES !?
PELOS VISTOS AS CARPIDEIRAS SÃO IGNORANTES EM GEOGRAFIA E O SER HUMANO VÍTIMA DE ATROCIDADES TERRORISTAS SÃO DIFERENTES DE PAÍS PARA PAÍS.
POR AQUI SE VÊ A MENTALIDADE DE MUITA GENTE E A INTELIGÊNCIA TAMBÉM.
AG

Os 5 aquários mais impressionantes do mundo


O fundo oceânico é capaz de impressionar qualquer pessoa pela variedade de animais que habitam por lá, a fauna e flora marinha são realmente encantadoras porém nem todas as pessoas possuem coragem o suficiente para mergulhar.


Se você é esse tipo de pessoa não se preocupe, pois existem aquários responsáveis por aproximar as pessoas da vida marinha. Conheça agora 5 desses lugares incríveis.

Para isto, assista ao vídeo abaixo, do canal TOP:

tudorocha.blogspot.pt

04 de Abril de 1968: Martin Luther King é assassinado


No dia 4 de Abril de 1968 Martin Luther King, o pastor negro norte-americano, é assassinado por James Earl Ray, em Memphis, Tennessee. O apóstolo da não-violência sonhava com uma sociedade racialmente igualitária na qual a minoria afro-descendente estaria plenamente integrada. A sua luta pelos direitos civis, as manifestações em marchas pacíficas, como a de 25 de Agosto de 1963 em Washington que reuniu 250 mil pessoas, despertou a consciência do país para uma participação enfática na instauração de uma sociedade mais justa. A sua acção valeu-lhe o prémio Nobel da Paz de 1964. 

Pouco depois das 6 horas da tarde de quatro de Abril de 1968, Martin Luther King  foi ferido mortalmente por uma arma de fogo quando se encontrava no 2º andar do Lorraine Motel em Memphis. O líder dos direitos civis estava na cidade para apoiar a greve dos trabalhadores dos serviços sanitários e ia jantar quando um projéctil o atingiu no queixo e rompeu a sua medula espinal. King foi declarado morto logo depois da sua chegada a um hospital local. Tinha 39 anos. 
  
Nos meses que antecederam o seu assassinato, Martin Luther passou a ficar crescentemente preocupado com a desigualdade económica nos Estados Unidos. Organizou a Campanha do Povo Pobre para enfrentar a questão, inclusive uma marcha inter-racial de gente pobre em Washington e em Março de 1968 viajou para Memphis. No dia 28 de Março, uma marcha de protesto de trabalhadores liderada por King terminou em violência e com a morte de um adolescente negro. King deixou a cidade mas prometeu voltar no início de Abril para comandar outra manifestação. 
  
Em 3 de Abril, de volta a Memphis, King pronunciou o que seria o seu derradeiro sermão, declarando: "Tivemos algumas dificuldades dias atrás. Porém nada importa para mim agora porque estive no alto da montanha... E Ele permitiu que eu subisse a montanha. Olhei ao redor e avistei a Terra Prometida. Não irei até lá com vocês. Mas quero que esta noite saibam que nós, como povo, chegaremos à terra prometida." 
  
No dia seguinte, King é assassinado por um franco-atirador. Assim que a notícia se espalhou, a população saiu às ruas em várias cidades do país. A Guarda Nacional foi deslocada para Memphis e Washington. Em 9 de Abril, King foi enterrado na sua cidade natal de Atlanta, Geórgia. Dezenas de milhares de pessoas alinharam-se nas ruas para ver passar o ataúde colocado sobre uma simples carroça rural puxada por dois burros para prestar-lhe o último tributo. 
  
Na noite do homicídio de King uma Remington cal.30-06 foi encontrada no passeio ao lado de uma  pensão a um quarteirão do Lorraine Motel. Durante os meses subsequentes de investigação, a arma e os relatos de testemunhas oculares apontavam para um único suspeito: um foragido da prisão James Earl Ray. Criminoso comum, Ray havia fugido de uma prisão no Missouri em Abril de 1967 onde cumpria sentença por assalto. Em Maio de 1968, começou uma intensa perseguição a Ray. Finalmente o FBI constatou que ele havia obtido um passaporte canadense sob falsa identidade. 
  
Em 8 de Junho, investigadores da Scotland Yard prenderam Ray no aeroporto de Londres. Tentava voar para a Bélgica com o objectivo – mais tarde admitido – de chegar à Rodésia. À altura, a Rodésia era governada por um governo de minoria branca, opressor e internacionalmente condenado. Extraditado para os Estados Unidos, declarou-se culpado ante um juiz de Memphis em Março de 1969 para assim evitar a cadeira eléctrica. Foi sentenciado a 99 anos de prisão. 
  
Três dias depois, tentou retirar a sua declaração de culpa, afirmando ser inocente. Alegou ser vítima de uma conspiração. Afirmou que em 1967, um sujeito misterioso chamado "Raoul" o recrutou para servir uma empresa de tráfico de armas. No dia do assassinato, deu-se conta que seria o bode expiatório da morte de King, resolvendo fugir para o Canada. O pedido de Ray foi negado bem como dezenas de petições de novo julgamento ao longo dos 29 anos seguintes. 
  
Durante os anos 1990, a esposa e os filhos de Martin Luther King falaram publicamente em defesa das suas afirmações, considerando-o  inocente e especulando acerca de conspiração para cometer assassinato envolvendo o governo e os militares dos Estados Unidos. As autoridades norte-americanas, na mente dos conspiradores, estavam circunstancialmente implicadas. O director do FBI, J. Edgar Hoover estava obcecado com King, quem, imaginava ele, estava sob influência comunista. Nos últimos seis anos da sua vida, King esteve sob constante escuta telefónica e assédio por parte do FBI.
Ao longo dos anos, o crime foi por diversas vezes reexaminado e chegou-se sempre às mesmas conclusões: James Earl Ray matou Martin Luther King. Um comité nomeado pelo Congresso reconheceu que podia ter havido uma conspiração mas não havia provas para sustentar a tese. Sobrepondo-se às provas contra ele – impressões digitais na arma e a sua estadia na  pensão na noite de 4 de Abril, Ray tinha uma razão definitiva para assassinar King: ódio racial. Ray morreu em 1998. 

Fontes: Opera Mundi
Martin Luther King. In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2012.
wikipedia(Imagens)


Ficheiro:Martin Luther King - March on Washington.jpg



Martin Luther King Jr. profere o seu famoso discurso "Eu tenho um sonho" em março de 1963 frente ao Memorial Lincoln em Washington, durante a chamada "marcha pelo emprego e pela liberdade"

UMA PEDREIRA DE TIJOLOS NO BURKINA FASO

Os tijolos são geralmente moldados a partir de argila cozida em olarias, mas em Karaba, uma pequena aldeia africana no sudoeste de Burkina Faso, os tijolos são extraídos da encosta. Esta colina é feita de laterita, uma rocha de cor avermelhada rica em hidróxidos ferro e alumínio. Historicamente, a laterita sempre foi cortada em blocos em forma de tijolo e usada na construção. Em Angkor Wat, no Camboja, e outros locais do sudeste asiático, você pode encontrar muitas construções feitas com este material.

01
A pedreira de tijolos de Karaba em Burkina Faso 01
Em épocas mais recentes, a laterita em vez de blocos de tijolo começou a ser usada na pavimentação de estradas por causa da sua natureza porosa. A rocha pode facilmente ser cortada com uma pá em blocos de tamanho regular quando está molhada e macio. Quando os tijolos secam, endurecem à medida que a umidade entre as partículas de argila plana se evaporam e os sais de ferro maiores se prendem a uma estrutura de rede rígida formando um bloco tão ou mais sólido que um tijolo cozido.

Diz-se que a arte de extrair material de laterita para alvenaria foi desenvolvida pela primeira vez no subcontinente indiano. De fato, a laterita foi descrita pela primeira vez pelo geógrafo escocês Francis Buchanan-Hamilton quando descobriu a formação no sul da Índia em 1807. Ele a chamou de laterita em função da palavra latina later, que significa tijolo.

A pedreira de tijolo de laterita em Karaba está operando por quase trinta anos. Usando apenas picaretas e pás, os pedreiros lavram tijolos da rocha sólida, que são vendidos em aldeias vizinhas para aplicação como tijolos de construção para casas e muros que cercam as comunidades.

Essas imagens incríveis foram feitas pelo fotógrafo americano David Pace, que fotografa a pedreira de Karaba todos os anos desde 2008.

- "Estou cativado pela qualidade arquitetônica do espaço, a cor deslumbrante e os homens incríveis que trabalham lá. A pedreira é como uma obra mágica, sempre em mudança de arte da terra", disse ele. - "Os pedreiros trabalham lado a lado em equipes de três a cinco pessoas, mas cada um vende seus próprios tijolos ganhando a vida com os tijolos que faz. Embora seja uma ocupação incrivelmente árdua, os fabricantes de tijolos podem ganhar um salário que os permite viver bem de acordo com os padrões de Burkina."

Hoje, a pedreira é contornada por estradas de terra em todos os lados. Algum dia, talvez em apenas alguns anos, ela vai chegar ao seu limite e o trabalho vai acabar. Por agora, é difícil dizer exatamente o quão grande é a pedreira, e a paisagem muda de ano para ano. O comprimento total tenha talvez cerca de 150-200 metros, enquanto a área a ser extraída é de cerca de 75 a 100 metros de largura, e as paredes podem ter até 15 metros de altura.
02
A pedreira de tijolos de Karaba em Burkina Faso 02
03
A pedreira de tijolos de Karaba em Burkina Faso 03
04
A pedreira de tijolos de Karaba em Burkina Faso 04
05
A pedreira de tijolos de Karaba em Burkina Faso 05
06
A pedreira de tijolos de Karaba em Burkina Faso 06
07
A pedreira de tijolos de Karaba em Burkina Faso 07
08
A pedreira de tijolos de Karaba em Burkina Faso 08
09
A pedreira de tijolos de Karaba em Burkina Faso 09
10
A pedreira de tijolos de Karaba em Burkina Faso 10
11
A pedreira de tijolos de Karaba em Burkina Faso 11
12
A pedreira de tijolos de Karaba em Burkina Faso 12
13
A pedreira de tijolos de Karaba em Burkina Faso 13
14
A pedreira de tijolos de Karaba em Burkina Faso 14

www.mdig.com.br

Trabalhadores do comércio e serviços em luta

A primeira quinzena de Abril será marcada por protestos dos trabalhadores do comércio e serviços. Reivindicações como o aumento dos salários e a regularização dos horários levaram à convocação de plenários, concentrações, greves e outras acções.


http://www.abrilabril.pt/sites/default/files/styles/jumbo1200x630/public/assets/img/cesp_2.jpg?itok=I2kkH4vr
Entre várias questões, os trabalhadores do comércio e serviços lutam contra o assédio moralCréditos
Os trabalhadores do comércio e serviços têm agendadas diversas acções reivindicativas para os primeiros quinze dias de Abril. Já estão convocados plenários, concentrações, greves e acções de denúncia.
Segundo uma nota do Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritórios e Serviços de Portugal (CESP), os trabalhadores exigem aumentos nos salários e o fim das discriminações salariais, horários regulados que permitam «a harmonização entre a vida profissional e a vida pessoal e familiar», e justiça nas carreiras profissionais.
Também reivindicam o fim do trabalho precário, o fim dos ritmos de trabalho «destruidores da sua saúde» e o fim do assédio moral, da pressão e repressão nos locais de trabalho. Lutam pela «negociação, o respeito e cumprimento da contratação colectiva».
Nesta quinzena, destaca-se: a concentração de trabalhadores do grupo Auchan agendada para o dia 5 de Abril; a «semana de luta» do Pingo Doce, de 7 a 12 , com acções diversificadas; a greve de 24 horas na Santa Casa Misericórdia da Póvoa do Varzim, no dia 7; a acção no Continente de Fânzeres com uma hora de greve também no dia 7; e a greve de 24 horas no Dia/Minipreço, convocada para o dia 13, com concentrações em Oeiras, Gaia e Albufeira.


www.abrilabril.pt