AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


sexta-feira, 10 de março de 2017

Os países que têm mais moradores estrangeiros do que nativos





Os Estados Unidos é, entre as grandes potências mundiais, o país com maior número absoluto de estrangeiros.
São cerca de 46,6 milhões de imigrantes vivendo em território norte-americano, o equivalente a 14,5% da população local. A Alemanha, por exemplo, tem 12 milhões de imigrantes (14,9% da população) e a Rússia contabiliza 11,6 milhões, que representam 8,1% do total de pessoas vivendo naquele país.
Mas, em termos proporcionais, nenhum dos três chega perto de algumas nações que chegam a ter mais moradores estrangeiros do que nascidos no próprio país.
Esse ranking é liderado pelos Emirados Árabes, onde 88,4% da população é composta por estrangeiros. Isso significa que, dos 9,1 milhões de pessoas que lá vivem, 8,09 milhões são imigrantes.
Catar e Kuwait respondem, respectivamente, pelo segundo e terceiro lugares do ranking compilado pelo Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais das Nações Unidas.
Esses três países ricos em petróleo têm sido, nas últimas décadas, o principal destino de quem busca oportunidades temporárias de emprego e melhor padrão de vida.
10 lugares com maior proporção de imigrantes
País ou territórioPorcentagem em relação à populaçãoNúmero de imigrantes
Emirados Árabes88,4%8,09 milhões
Catar75,5%1,6 milhões
Kuwait73,64%2,8 milhões
Liechtenstein61,82%23.493
Andorra60,12%42.082
Macau (China)58,28%342.703
Mônaco55,37%21.042
Bahrein51,14%704.137
Cingapura45,39%2,5 milhões
Luxemburgo43,97%249.325
Fonte: Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais da ONU

Em busca de emprego

Mas quem são esses imigrantes? E como é viver num país onde a maioria da população é estrangeira?
"Em toda a região do Golfo Pérsico e, em particular nos Emirados Árabes, Catar e Kuwait, há bastante oportunidade de emprego em setores como construção, manufatura, indústria do petróleo e no setor doméstico", explica à BBC Mundo, o serviço em espanhol da BBC, Jeanne Batalova, analista do Instituto de Políticas de Migração (MPI, na sigla em inglês), centro de estudos baseado em Washington.
"Por isso, são destinos muito populares entre trabalhadores que não encontram emprego em seus próprios países", completa.
A maioria dos que vão para o Golfo Pérsico vem do Sudeste Asiático, explica a analista. Eles vêm principalmente da Índia, Paquistão e Bangladesh, mas também há imigrantes da Malásia, Indonésia e Filipinas.


Trabalhadores da construção civil em DubaiDireito de imagemGETTY IMAGES
Image captionNos Emirados Árabes, 88,4% da população é formada por imigrantes,

Esses trabalhadores acabam ocupando empregos pouco qualificados.
Indianos e paquistaneses que vão para o Golfo Pérsico são, em maioria, homens contratados para trabalhar na construção civil e em fábricas.
Já as mulheres que se mudam para a região, especialmente de Bangladesh, Indonésia e Filipinas, normalmente se dedicam a empregos no setor doméstico e de vendas.

Programas de trabalho

Essa rica região petroleira também atrai trabalhadores de países ocidentais que atuam não apenas na indústria do petróleo e gás, como também em educação, finanças e investimentos.
"Nos últimos dez anos, Emirados Árabes, Catar e Arábia Saudita têm se esforçado em desenvolver suas indústrias de tecnologia e de educação universitária", explica Batalova.
Ela afirma que foram construídas universidades que oferecem pacotes muito atrativos para professores e estudantes de pós-graduação de todo o mundo, em especial da Austrália, Estados Unidos e Reino Unido.


Pessoas andando em DubaiDireito de imagemGETTY IMAGES
Image captionPaíses como os Emirados Árabes atraem mão de obra - qualificada ou não

São nações dependentes, no momento, da mão de obra estrangeira para conseguir sustentar não apenas o crescimento econômico como também um padrão de vida mais elevado.
Para isso, esses países criaram programas de trabalhos temporários que permitem às empresas contratarem tanto nacionais como estrangeiros.
"Com esses programas de contratação, esses países podem abrir ou fechar suas portas rapidamente dependendo da situação", explica a analista do MPI.
Quando o preço do barril de petróleo despencou, por exemplo, houve suspensão de projetos de construção e redução no número de turistas. Consequentemente, caiu a demanda por trabalhadores nesses setores.
Assim, os fluxos de migração na região do Golfo Pérsico registram altas e baixas a depender do desempenho econômico.


Placa de recepção em LiechtensteinDireito de imagemAFP
Image captionLocalizado nos Alpes, Liechtenstein está em 4º lugar na lista

Violações de direitos humanos

Há, contudo, críticas de que esses programas de contratação temporária podem abrir brechas para abusos relacionados aos direitos humanos. Por isso, organismos internacionais têm pedido alterações no sistema de trabalho para imigrantes no Golfo Pérsico.
Casos de trabalhadoras domésticas submetidas a práticas abusivas e de funcionários com passaporte retidos pelos empregadores estão sendo combatidos. "Foram estabelecidas leis que proíbem essa prática e também estão sendo adotadas medidas para proteção dos salários", explica Joanna Batalova.


Trabalhador da construção civil em DubaiDireito de imagemGETTY IMAGES
Image captionHá críticas sobre possíveis brechas para violações de direitos humanos

Segundo ela, estão sendo feitas mudanças para aprimorar os programas de contratação depois da pressão internacional por um tratamento mais justo, feita por organizações de defesa do trabalhador e dos direitos humanos e ainda pelos governos dos países de onde saíram os imigrantes.
"Mas o sistema não funciona de forma perfeita, e ainda há muito a ser feito", observa a analista, que salienta mudanças para absorver também a mão de obra nacional.


DubaiDireito de imagemAP
Image captionEm Dubai, muitos imigrantes são contratados para a construção de arranha-céus

Inserção de nacionais

Para as próximas décadas, espera-se que os fluxos migratórios para países do Golfo Pérsico aumentem. E os governos da região estão fazendo esforços para equilibrar as necessidades de mão de obra do mercado com o emprego de trabalhadores nacionais.
"Estão tentando reduzir a dependência estrangeira e de aumentar ofertas de emprego para população local", diz Batalova.
Os Emirados Árabes, por exemplo, estabeleceram um pacote de incentivos para dar benefícios e contratos preferenciais às empresas que contratam nacionais - algumas companhias fixam, por exemplo, cotas de empregados nascidos no país em questão.
O que tem motivado essas políticas é a taxa crescente de desemprego entre os mais jovens, muitos deles altamente escolarizados.
"Mas o mercado de trabalho não está organizado para eles. Por isso, os governos estão agora pensando em como atrair essa mão de obra e diversificar a economia para criar oportunidades para um grupo altamente especializado", avalia Batalova.


Trabalhadores admiram vista em DubaiDireito de imagemGETTY IMAGES
Image captionIndianos e paquistaneses são boa parte dos imigrantes nos Emirados Árabes, Catar e Kuwait

Falta integração

No momento, a situação dos trabalhadores estrangeiros, sejam eles qualificados ou não, está desenhada para que exista uma separação entre eles e a população local.
"Isso significa que, em termos práticos, os trabalhadores estrangeiros muitas vezes vivem onde trabalham, fora do alcance dos locais", observa a analista do MPI.
"Eles não têm direito a se estabelecer de forma permanente, só podem ficar no país por no máximo três anos e, se o governo quiser, pode revogar o visto a qualquer momento", acrescenta a especialista.
As regras também incentivam a falta de integração - em muitos casos há leis que proíbem os trabalhadores estrangeiros de se casarem com nacionais.
"A ideia é de que eles são, de fato, temporários, e não se espera que se integrem nem façam parte da sociedade", completa Batalova.

gemasdobrasil.blogspot.pt

10 mitos sobre o corpo feminino que já foram tidos como verdades mas são falsos

Se você acredita que atualmente o corpo feminino é mitificado como nunca antes, saiba que você está bastante enganado! Hoje em dia é comum nos depararmos com padrões, ou pseudo-verdades, que nos são impostas, e que ditam que o corpo de uma mulher deve ser assim ou assado.

Mas não são apenas os padrões estéticos surreais que incomodaram as mulheres do passado. Muitas eram as crendices populares, que resultavam em algum tipo de repressão. A sensação que podemos presenciar após ler cada um desses fatos, é que se levou tempo demais, até todos perceberem que o corpo de uma mulher, pertence exclusivamente a ela mesma.
Pensando exatamente nisso, nós aqui da Fatos, copilamos esses 10 mitos sobre o corpo feminino que já foram tidos como verdades, e hoje se revelam como o absurdo cômico, que realmente é. Confira!

1- Acreditava-se que que o útero poderia passear pelo corpo

Hipócrates é considerado um dos “pais da medicina”, e ele acreditava seriamente que o útero feminino era capaz de literalmente passear pelo corpo da mulher que o possuía.
Para ele, tudo isso acontecia de maneira involuntária, e por esse motivo, a mulher não teria controle de onde o seu órgão estaria a cada momento.

2- Mulheres não podiam olhar para coisas feias durante a gravidez, porque acreditavam que o bebê nasceria feio caso isso acontecesse

Sabe qual era o segredo, que os antigos guardavam para gerar bons e belos filhos? Não permitir que uma grávida olhasse para coisas feias, para que desse modo, a criança não nascesse desprovido de beleza. Mas ainda bem que existe a genética, e consequentemente as grávidas não precisam andar com seus olhos vendados por aí.

3- Acreditava-se que uma mulher menstruada poderia gerar a destruição natural das coisas

Para o romano Plínio, uma mulher era capaz de destruir tudo a sua volta, quando esta se encontrava no seu período menstrual. Para ele, a colheita seria ruim, assim como a produção de vinagre, ou o desenvolvimento de frutas, caso no local, existisse uma mulher menstruada. Ainda bem que ele não estava correto, não é mesmo?

4- “ As mulheres são homens que deram errado”

Aristóteles é reconhecido como um dos maiores pensadores da história. Mas até mesmo ele, teve seus desvios e enganos.
Aristóteles acreditava que as mulheres biologicamente falando, eram “homens deformados”. Essa concepção sobre equivocada sobre gêneros, fez com que o pensador também considerasse as mulheres como seres muito inferiores em relação aos “homens de fato”.
Ou seja, em algum momento da história, as pessoas chegaram a acreditar que as mulheres nada mais eram do que homens, mal desenvolvidos. Dá para acreditar?

5- Acreditavam que uma mulher poderia ficar estéril caso lesse demais


Edward Hammond Clarke, foi um professor e autor que lecionou na Universidade Harvard, em um de seus textos, Edward fez a seguinte constatação: “ Uma mulher não pode lidar com a educação, elas devem ser proibidas de ler um livro por mais de 4 horas por dia, caso contrário ela correrá o risco de infertilidade e irritabilidade”.
E acredite você ou não, durante o século 18, a leitura para as mulheres chegou a realmente ser proibida, em alguns lugares do mundo.

6- A menopausa era considerada um distúrbio mental


Existem registros de mulheres que tentaram tratar os efeitos da menopausa, mas foram diagnosticadas como portadoras de uma espécie de distúrbio mental. Para tentar solucionar a situação, elas foram submetidas a perigosos banhos químicos.

7- Acreditava-se que as mulheres possuíam menos dentes do que os homens


Bom, ainda nos perguntamos, no porquê de ninguém ter simplesmente contado! Mas Aristóteles também acreditava que as mulheres possuíam naturalmente menos dentes do que os homens.

8- “ Os seios servem para serem admirados e também esquentar o coração”


Henri De Mondeville, foi médico real na França no século XIV, em uma carta direcionada ao seu rei, ele afirmou que os seios das mulheres eram “colocados ondem estavam” para que os homens pudessem observa-los facilmente, e também para manter o coração quente e forte”.
Mas será mesmo, que ele nunca viu uma mãe amamentando?

9- “ O corpo de uma virgem pode restaurar a juventude e a saúde de um homem”


Os shunamitism são os homens que dormem ao lado de uma virgem, em seu sentido literal, por acreditar que o corpo e presença dessa, será capaz de restaurar a sua saúde e juventude.
Essa prática surgiu a partir da história bíblica do Rei Davi, que ao ser julgado muito velho para conseguir aquecer seu próprio corpo, ordenou que seus servos encontrassem uma jovem virgem para dormir ao seu lado, com o objetivo de restaura-lo.

10- Vaginas tem dentes

Provavelmente você já ouviu falar no mito das “ vaginas dentadas”. No passado, os homens realmente acreditavam que as vaginas eram capazes de desenvolver dentes, mas onde foi que surgiu, e porque esse mito surgiu, ainda são perguntas sem respostas.

gemasdobrasil.blogspot.pt

FENÓMENOS DA NATUREZA


1- Pôr do sol e nascer do sol com a coloração verde

A foto acima, é um registro raro desse fenômeno. Conhecido também como “Raio verde”, essa coloração pode acontecer durante apenas alguns segundos. Porém para que ocorra, as condições precisam estar perfeitas, para que desse modo a luz refratada na atmosfera assim como o sol aparentem estar verdes.

2- Portões do Inferno


O local que você pode ver nas imagens, é mundialmente conhecido como “Porta de entrada para o inferno”. A cratera surgiu a partir da atividade vulcânica, do Darwaza. E o gigantesco buraco, queima e alimenta um forte fogo desde de 1971, data em que foi descoberto.

3- Tempestade Vulcânica

Esse fenômeno ocorre graças a junção bizarra de 2 fenômenos independentes.  Uma erupção vulcânica e uma tempestade intensa com raios. Mas, quem de nós imaginaria que ambas as coisas poderiam ocorrer simultaneamente, não é mesmo? Mas o que podemos afirmar sem dúvida alguma, é que a situação realmente aparenta ser assustadora!

4- Tempestade eterna

Na foz do rio Catatumbo, localizado na Venezuela, ocorre um fenômeno raro. Onde um conjunto de nuvens formam uma intensa tempestade, recheada de raios e trovoes. Mas o que espanta mesmo, é que essa tempestade ocorre cerca 180 anos por ano, e por 10 horas do dia. Dá para acreditar?

5- Torres de vapor na Islândia

Na Islândia existe uma área localizada próxima a Hvevira. E lá existem torres de vapor que são completamente ativas. O vapor quente se encontra no subsolo dos pântanos da região, e nesse local em especifico, eles escapam. Além disso, esse local também é famoso por refletir aurora boreal. E a combinação desses dois fenômenos realmente faz com que esse lugar se torne especial!

6- Cavernas de gelo



As cavernas de gelo surgem após milhões de anos, em que um local que serve como percurso para águas, sofre também com baixíssimas temperaturas. O resultado é uma caverna com uma espessa camada de gelo que impede que a luz solar penetre em seu interior, deixando desse modo o gelo em um incrível tom de azul que é único.

7- Arco-Íris de fogo

Esse fenômeno ocorre quando a luz solar é refletida em cristais de gelo que estão suspensos no ar, em formato de nuvens.
Para isso ocorre por outro lado, os cristais precisam estar em uma elevada altitude, e é possível que esse fenômeno se estenda ao logo do horizonte.

8- Onda interminável

Uma onda interminável surge duas vezes por ano nas margens do rio Amazonas. A onda percorre o total de 800 km, sem se romper ou perder a sua força. A sua altura tende a variar de 3 a 4 metros, e ela surge precisamente nos meses de fevereiro e março. Isso ocorre porque nessa época do ano as marés do Oceano Atlântico conseguem chegar a foz do rio Amazonas.
Um surfista brasileiro, chegou a quebrar um grande recorde com essa onda! Ele surfou por 37 minutos sobre ela, e se locomoveu pelo total de 13 km.

9- Nuvem Lenticular




Esse tipo de formação de nuvens ocorre em virtude do ar extremamente úmido das montanhas. Por possuírem esse formato nada convencional, elas já foram muitas vezes confundidas com OVNIs.

10- Bolhas de metano congeladas


Todo esse metano congelado em bolhas, se origina através do resultado da decomposição de diferentes tipos de organismos no fundo desse lago. Incrível não? Só precisamos ressaltar que além de muito belo, esse lugar também é extremamente perigoso e inflamável!

11- Anel de Fadas na Namíbia


Caso você faça uma viagem de avião, indo da Angola para a África do Sul, você irá se deparar com uma série desses anéis, que popularmente são chamados de “anéis de fadas”. Alguns deles podem possuir até 9 metros de diâmetro. O motivo para a sua formação, também é surpreendente, uma vez que se trata de uma espécie de cupins, que vivem sobre a vegetação e que se alimentam das raízes das plantas locais.

12- Ondas fluorescentes

O que confere todo esse brilho e luminosidade as ondas da praia de Vaad, nas Maldivas, são os fitoplânctons do local.

13- Rio subaquático


Sim! Existe um rio, dentro da água! Até pode não fazer muito sentido. Mas o rio Cenote Anhelita se divide em dois, uma vez que algumas de suas águas são pesadas, por conter sulfureto de hidrogênio por exemplo, a consequência, é que ambas as águas não se misturam, e a sensação, é que realmente existe um rio dentro do outro!

14- Icebergs listrados na Antártica



Cada tipo e cor de listra em um Iceberg pode indicar uma substancia ou fenômeno diferente. As listras azuis por exemplo, ocorrem quando a enorme pedra de gelo racha, e adere em suas rachaduras uma “nova água”. Ao se solidificar a água que foi aderida após a formação do Iceberg tende a assumir a coloração azul. Já as listras marrons, amarelas ou pretas, tendem a surgir em virtude de algas que existem em determinado local.

http://gemasdobrasil.blogspot.pt/