Burj Khalifa

(Fonte da imagem: Reprodução/Burj Khalifa)
Este enorme arranha-céu é, oficialmente, o maior prédio já feito pelo homem. A gigantesca construção, localizada em Dubai, impressiona não apenas por sua altura de 829,94 metros, mas por sua arquitetura, baseada em uma flor-de-lótus.

Hidrolétrica de Três Gargantas

(Fonte da imagem: Reprodução/Wikimedia Commons)
Para o país com mais habitantes no mundo, é necessária uma forma de gerar quantidades de energia igualmente grandes. Por isso, a China criou a Hidrelétrica de Três Gargantas, que possui atualmente a maior represa do mundo.
A hidrelétrica também tem outras funções importantes: graças à sua represa, feita no rio Yang-Tsé – o maior do país –, é possível prevenir muitas enchentes, além de criar um sistema de transporte fluvial na área.

Arrozais em terraços de Banaue

(Fonte da imagem: Reprodução/Wikimedia Commons)
Considerados como um patrimônio mundial, esses arrozais de 2 mil anos de idade estão espalhados por toda a província de Ifugao, nas Filipinas. A aparência dada por essas construções à cordilheira é única: parece que as montanhas foram “fatiadas” em vários pedaços.
Acredita-se que essas construções foram feitas à mão, com quase nenhum equipamento para ajudar no processo. O sistema de irrigação utilizado por eles é igualmente antigo, mas funciona perfeitamente até hoje, permitindo que os nativos cultivem vegetais no local.

Minas de diamante de Mirny

(Fonte da imagem: Reprodução/Atlas Obscura)
As minas de diamante de Mirny, uma pequena cidade da Sibéria, mais parecem um enorme redemoinho que ocorreu em terra firme. Com 1,25 km de diâmetro e 525 metros de profundidade, essa é uma das maiores e mais perigosas áreas de escavação do mundo.
O perigo da mina não está no tamanho do local, mas sim no material que eles precisam atravessar para conseguir fazer as escavações: para passar pelo permafrost (solo formado de rochas permanentemente congeladas), é necessário usar muitos explosivos, já que fazê-las derreter é quase impossível.

Hotel Ryugyong

(Fonte da imagem: Reprodução/Wikimedia Commons)
O Hotel Ryugyong tem uma história um tanto curiosa. Sua construção, iniciada em 1987, foi abandonada cinco anos depois devido a diversos obstáculos no projeto.
Por 16 anos, o enorme arranha-céu permaneceu incompleto, sendo considerado pelo povo da cidade de Pyongyang, onde o prédio foi erguido, um “hotel fantasma”. Isso até que, em 2008, a construção do Ryugyong foi retomada.
Hoje, o prédio está próximo de ser concluído, se destacando com facilidade em meio ao cenário da cidade, devido à sua altura de 330 metros e sua estrutura de aparência incomum.

Danyang–Kunshan Grand Bridge

(Fonte da imagem: Reprodução/Panoramio)
A Danyang–Kunshan Grand Bridge é uma das pontes mais incríveis do mundo, não por sua beleza, mas por seu tamanho. Certificada pelo Guinness como a mais longa ponte do mundo, sua estrutura percorre 164 km de terra e mar, ligando as cidades de Xangai e Nanquim.

Palm Islands

(Fonte da imagem: Reprodução/Wikimedia Commons)
Dubai não é apenas dona do prédio mais alto do mundo, como também do maior arquipélago artificial da Terra. As Palm Islands, como serão chamadas devido ao seu formato de palmeira, são gigantescas: a menor delas possui 5 km de diâmetro. Já a maior delas terá 12,5 km de comprimento por 7,5 km de largura.
As Palm Islands ainda estão em construção; de fato, apenas a menor das três “palmeiras” já está pronta. Quando o projeto estiver completo, um total de 520 km de praias será adicionado à cidade – espaço que será ocupado por mansões, hotéis, parques de diversões e todo o tipo de edifício.

A Grande Muralha da China

(Fonte da imagem: Reprodução/Wikimedia Commons)
Não há quem não conheça a Grande Muralha da China, uma das sete maravilhas do mundo, famosa por seu tamanho e beleza. A estrutura, que atravessa 8.851 km do território chinês, é tão grande que muitos acreditavam que ela era a única construção feita pelo homem que podia ser vista do espaço.
Algo que muitos não sabem sobre essa megaconstrução é que ela não é uma única estrutura, mas, na verdade, uma série de muralhas espalhadas por toda a China, passando até mesmo por países vizinhos, como a Mongólia e a Coréia do Norte.

Neft Daslari

(Fonte da imagem: Reprodução/TUTA)
O que começou como uma plataforma petrolífera comum cresceu rapidamente. Hoje, a construção é, literalmente, uma “cidade flutuante” que mais parece vinda de outro mundo, com uma população de 5 mil habitantes que vive a 50 quilômetros de terra firme.
Por estar no meio do mar do Azerbaijão, Neft Daslari tem tudo que uma pessoa comum precisa para viver, como casas, escolas, padarias e cinemas, que se entendem pelos 300 km de ruas da estrutura.

Viaduto de Millau

(Fonte da imagem: Reprodução/Flickr/tibchris)
Se a Danyang–Kunshan Grand Bridge é a ponte mais longa, esta é a mais alta. A estrutura atravessa o vale do Rio Tarn, na França, suspensa por cabos a uma altura de 343 metros no topo de seus pilares. Mas é bom avisar que, se você tem medo de altura, esta pode não ser a melhor rota para sua viagem.

www.tecmundo.com.br