quarta-feira, 2 de agosto de 2017

PCP defende projeto de valorização do castelo de Aljezur

.
O grupo parlamentar do PCP, por intermédio do deputado Paulo Sá eleito pelo Algarve, questionou hoje o ministro da Cultura sobre a necessidade de valorizar o castelo de Aljezur.
O deputado pretende saber se o Governo vai proceder à definição de um projeto de valorização integral do castelo de Aljezur, bem como se o Governo tenciona criar condições para que a programação cultural no castelo de Aljezur, assim como nos demais monumentos algarvios afetos à Direção Regional de Cultura, possa ser intensificada.
O PCP recorda ainda que “o terramoto de 1755 destruiu uma significativa parte do castelo, incluindo as habitações do recinto”, sendo que, “no século XX, as comemorações do centenário do Infante D. Henrique foram o pretexto para o restauro do velho castelo de Aljezur”. No entanto, “as obras então empreendidas não foram substanciais, limitando-se a reparar as muralhas (alteando e reinventando algumas partes), mas sem alterações assinaláveis ao nível da planta e adulteração do interior do recinto”.
Nos últimos anos, diversos programas de beneficiação foram elaborados, mas o castelo de Aljezur aguarda ainda a definição de um projeto de valorização integral.
Refira-se que a Direção Regional de Cultura do Algarve desenvolve um programa denominado “Dinamização e Valorização dos Monumentos – DiVaM”, que tem como principal objetivo a implementação de uma dinâmica cultural e a aproximação das comunidades ao seu património.
Uma consulta da programação do DiVaM 2017 mostra, contudo, que para o castelo de Aljezur estão apenas previstas duas atividades no corrente ano, uma em abril, outra em julho.
JA

Sem comentários:

Enviar um comentário