NOTA


Os textos assinados por outrem ou retirados de outros blogs ou sítios não reflectem necessáriamente a opinião ou posição do editor do "desenvolturasedesacatos"

domingo, 13 de agosto de 2017

A VELHA QUESTÃO DO DIVIDIR PARA REINAR


NUMA ALDEIA, NUMA CIDADE, NUM PAÍS, ONDE A MAIORIA DO POVO É MALTRATADO, MARGINALIZADO, IGNORADO NOS SEUS PROBLEMAS DO DIA A DIA MAIS FREQUENTES E COSTUMEIROS, NÃO É ESTRANHO QUE OS NOSSOS MAIS PRÓXIMOS, A FAMÍLIA, OS AMIGOS, TAMBÉM ELES NÃO SE SOLIDARIZEM, E SE ALHEIEM POR VEZES FACE ÀS DIFICULDADES QUE NOS AFLIGEM.

VAI-SE PERDENDO O SENTIDO DO FRATERNO, DA UNIDADE E DA INTER AJUDA PORQUE O VENENO CAPITALISTA CORRÓI MUITA GENTE MESMO NO SEIO DOS MAIS POBRES E ACABA POR ATINGIR TODOS.

ASSIM, A REVOLTA QUE POR VEZES SE ESTABELECE E SE INSTALA DENTRO DOS QUE SÃO VÍTIMAS DAS INJUSTIÇAS NÃO TEM ECO E AUTOMATICAMENTE É SUFOCADA PELO EGOÍSMO, PELA INDIFERENÇA, DOS QUE SÃO APANHADOS NA REDE, NA ARMADILHA QUE OS EXPLORADORES E OPORTUNISTAS LANÇAM PARA NOS DOMINAR.

É PRECISO ESTAR ATENTO E FAZER A UNIDADE COM QUEM TEM O MESMO TIPO DE DIFICULDADES.

SÓ ASSIM PODEREMOS IR VENCENDO ESSAS BARREIRAS ARDILOSAS QUE O FASCISMO MODERNO A TODO O MOMENTO NOS QUER IMPINGIR.

António Garrochinho

Sem comentários:

Enviar um comentário