AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


terça-feira, 4 de julho de 2017

PÃO, PÃO, QUEIJO, QUEIJO


Os comunistas estiveram presentes na luta contra a ditadura fascista salazarista/marcelista.
Os comunistas estiveram e estão em todo o mundo presentes na luta contra o fascismo, o capitalismo, o imperialismo.
Os comunistas estiveram presentes na luta pelo fim da guerra colonial .
Os comunistas deram a vida pela liberdade a de expressão a de opinião a de reunião.
Os comunistas estão nas autarquias dando o seu melhor e os resultados estão à vista.
Quem os contesta é por má fé e por outros posicionamentos ideológicos colados ao capital e à exploração e escravidão dos trabalhadores.
Quem os contesta também o faz muitas vezes por ignorância, a que recebeu do fascismo.
Outros também há que são os eternos mamões dos subsídios do estado e nesta classe há os tubarões e os pés descalços que arranjaram maneira de ter pão na mesa sem dobrar o coiro.
Gente incompetente que quer que as políticas do arco da (des)governação se mantenham para que a teta não se acabe.
Logo, os que defendem os verdadeiros trabalhadores, os que são coerentes, íntegros e honestos são todos os dias bombardeados com críticas bacocas e venenosas e totalmente infundadas já que os comunistas não tiveram a não ser no governo de Vasco Gonçalves qualquer participação na governação de Portugal.
Foi aí nesse governo que os trabalhadores e os portugueses em geral obtiveram direitos importantes que foram sendo destruídos e roubados pelos sucessivos governos PS/PSD/CDS.
Hoje o ódio, a cólera, o anti comunismo, a má língua é a linguagem dos ignorantes e também a daqueles que se fazem cegos e que se roem por dentro de não poderem roubar e explorar mais este povo que há décadas sofre as políticas de direita do neo liberalismo fascista.
O RESTO SÃO CANTIGAS, A LÁBIA ANTI COMUNISTA EXISTE NAQUELES QUE SÃO FALSOS E NÃO QUEREM VIVER EM IGUALDADE DE OPORTUNIDADES, DE JUSTIÇA E DE LIBERDADE.
António Garrochinho

Sem comentários:

Enviar um comentário