NOTA


Os textos assinados por outrem ou retirados de outros blogs ou sítios não reflectem necessáriamente a opinião ou posição do editor do "desenvolturasedesacatos"

segunda-feira, 17 de julho de 2017

OUVIR-TE - poesia António Garrochinho


eu ouço-te quando falas serena
em frases curtas de duração pequena
mas que dizem tudo
quase não preciso de falar
prefiro ouvir-te, escutar
ficar mudo

António Garrochinho

Sem comentários:

Enviar um comentário