AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


quarta-feira, 5 de julho de 2017

Os inteligentes, os xicos espertos, os cultos


Tenho observado que há gente que raramente concorda com outros e para "disfarçar" digamos a sua essência de pensamento envereda por linguagem sofisticada, aquela que parece que diz muito mas diz precisamente aquilo que explicado de maneira normal toda a gente entende.
É talvez uma mania de estar mais alto no escadote e que por vezes bem explorada e rebatida dá grandes quedas e descobrem-se muitos podres nos protagonistas.
Certo que a cultura é importante e como não somos perfeitos uma das formas mais bonitas da cultura é a procura do entendimento entre gente de bem, partilhando, ajudando outros.
Há culturas e culturas, a dos tomates tipo "Zé Camarinha", a dos "iluminados nos bolsos" e as positivas, as culturas que têm como fim o enriquecimento dos cidadãos normais na procura de novos horizontes, conhecimento, ou puro entretenimento.
O estatuto de "pessoa inteligente" por vezes não se adapta a toda a gente e a muitos fica tal qual o "anel no focinho do porco".

António Garrochinho

Sem comentários:

Enviar um comentário