NOTA


Os textos assinados por outrem ou retirados de outros blogs ou sítios não reflectem necessáriamente a opinião ou posição do editor do "desenvolturasedesacatos"

sexta-feira, 7 de julho de 2017

no campo



no campo
onde os olhos se abrem de espanto
perante o azul, o verde, o vermelho
nasce a papoila
como qualquer rapaz
qualquer moçoila
que quer abraçar a vida
ela rompe a dura terra
e mesmo na sua aparente fragilidade encerra
uma força
uma vontade
de crescer onde quiser
como quiser
no seu encarnado deslumbrante
ela desperta qualquer viajante
que como ela queira escolher, seguir o seu caminho
em liberdade

António Garrochinho

Sem comentários:

Enviar um comentário