NOTA


Os textos assinados por outrem ou retirados de outros blogs ou sítios não reflectem necessáriamente a opinião ou posição do editor do "desenvolturasedesacatos"

terça-feira, 25 de julho de 2017

E AOS COSTUMES DISSE NADA !

Na sequência da intervenção que fiz na reunião da Câmara, baseada num relatório de apreciação jurídica sobre a nomeação de um largo conjunto de assessores, de directores de serviços e de administradores para as empresas municipais, todas feitas em flagrante e grosseira violação das leis em vigor, relatório que clarifica e classifica importantes actos de gestão e de administração por pessoas sem capacidade legal para os praticarem, sendo que vários benefíciaram amigos e familiares, sugeri ao Presidente Carreiras e aos Vereadores do PSD/CDS que se demitissem dos cargos que desempenham, prevenindo as consequências que não deixarão de advir da apreciação judicial dos actos pelos quais são responsáveis.

Em resposta, o Presidente da Câmara de Cascais declarou que não se demitia, afirmando que em democracia só os eleitores podem demitir ou destituir os eleitos autárquicos.
Para Carlos Carreiras e sua coligação PSD/CDS, o "estado de direito" é só aquilo que resulta ou dá cobertura à sua vontade.
Como tinha anunciado na mesma reunião da Câmara, ainda na tarde de hoje apresentei ao DIAP (Departamento de Investigação de Acção Penal) junto do Tribunal de Cascais uma queixa-crime contra Carlos Carreiras, Miguel Pinto Luz, Nuno Piteira Lopes e outros

CLIQUE NA IMAGEM PARA O(A)LEVAR À NOTÍCIA

O vereador da CDU, Clemente Alves, pediu esta segunda-feira, em reunião do executivo municipal, a demissão do presidente Carlos Carreiras por alegadas…

Sem comentários:

Enviar um comentário