AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


quinta-feira, 1 de junho de 2017

VOCÊ SABIA QUE O EXÉRCITO DOS EUA UTILIZARAM OS GUNNS N´ ROSES E ROCK PARA PRENDER O ANTIGO ALIADO NORIEGA ?


Tenho que dizer que conseguir a rendição do governante do Panamá.e se fizessem comigo o que fizeram a Noriega, não sairia do meu refúgio pelo resto da vida. Suponho que depende dos gostos musicais de cada um. Mas a história começa em dezembro de 1989 quando Manuel Noriega se entrincheirou na embaixada do Vaticano no Panamá. Que fez os Estados Unidos? Rock... durante várias semanas, o exército dos Estados Unidos criou a melhor das formas para 


Tanques dos Estados Unidos no Panamá, em 1989. AP
Em deferência ao protocolo diplomático, decidiram não entrar na embaixada. Em vez disso, inventaram um plano insólito para forçar o militar, o homem que precisamente morreu na noite de segunda-feira (29), aos 83 anos, em um hospital, na Cidade do Panamá.

Qual era esse plano? Música. E não qualquer, em sua maioria heavy metal e rock, ainda que também se incluíam baladas, algo de funk e Rick Astley. Uma playlist para abater o inimigo através de enormes alto-falantes que rodeavam a embaixada, com alguns subwoofers que ribombavam de maneira ensurdecedora.

O exército americano lançou a operação em 20 de dezembro de 1989. Noriega tinha sido aliado dos Estados Unidos no passado, mas naquele momento os norte-americanos acusavam-no de narcotráfico.

O desenvolvimento do plano era muito simples. A rádio militar dos Estados Unidos para a América Central, a conhecida como Southern Command Network, fez exatamente o que costumava fazer: reproduzir os temas e petições das tropas. Com uma diferença, as petições iam dirigidas a Noriega e foram muito imaginativas. Desde a mítica "Welcome to the Jungle" de Guns N'Roses até "The End" da banda de Jim Morrison, The Doors.

Tropas dos Estados Unidos isolando a área da embaixada, em 1989. AP
A história diz que no dia de Natal teve trégua. A emissora transmitiu unicamente cantigas natalinas. Passada a data, os esforços por obter a rendição de Noriega intensificaram-se. Ao que parece, o ditador gostava de ópera e detestava rock, a resposta dos norte-americanos foi "Panama", de Van Halen; "Danger Zone", de Kenny Loggins e a mítica "Refugee", de Tom Petty.

Não sabemos se foi exatamente assim, mas em algum momento, essa playlist lendária acabou lançando à embaixada do Vaticano a peça que fechava o círculo, "Never Gonna Give You Up", de Rick Astley.

Em 3 de janeiro de 1990 Noriega disse basta e rendeu-se às forças americanas. Para a posteridade ficará a conhecida como "Noriega Playlist". Deixamos na sequência alguns dos hits.

os vídeos
Guns N'Roses - Welcome To The Jungle"


The Doors - The End"


U2 - "All I Want is You"


Black Sabbath - "Iron Man"


Jungle Love - "Steve Miller Band"


Rick Astley - "Never Gonna Give You Up"

Eric Clapton - "No Alibis"


Nazareth - "Hair of the Dog"

The Beatles - "Nowhere Man "

Van Halen - "Panama"


Guns N’ Roses - "Paradise City"


Black Sabbath - "Paranoid"


Tom Petty And The Heartbreakers - "Refugee"


Iron Maiden - "Run To The Hills "


The Rolling Stones - "Rock And A Hard Place"

www.mdig.com.br

Sem comentários:

Enviar um comentário