AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


sábado, 10 de junho de 2017

VENEZUELA

O IMPERIALISMO E O FASCISMO QUEREM DESTRUIR A PÁTRIA DO REVOLUCIONÁRIA SIMON BOLIVAR.
Capriles o nazi extremista que promove a violência na Venezuela descarta a possibilidade da guerra civil. Diz o fascista que as oposição não é violenta. Pudera ! que oposição ? o que por lá existe são mercenários pagos e armados pelo capitalismo interior e exterior e marginais que colocam bombas e incendeiam para lá do saque quotidiano que visa dar uma imagem negativa e mentirosa que Maduro e o governo tem tentado combater para que o imperialismo não tome conta da pátria de Simon Bolívar e tente destruir os avanços contra da pobreza do antigo presidente Chaves.
António Garrochinho

Sem comentários:

Enviar um comentário