AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


terça-feira, 20 de junho de 2017

SEM PAPAS NA LÍNGUA


Todos estes dias de luto e de dor, todo este lavar de mãos às responsabilidades por esta catástrofe que pode a qualquer momento voltar a repetir-se deveriam de servir a quem tem responsabilidades governativas e se limita a retóricas e palavreado viscoso, deveriam digo eu, resultar em medidas concretas tomadas com a maior urgência a partir do dia em que perderam a vida até agora 64 pessoas. Ouvi o ministro Capoulas Santos que agora parece um anjinho inocente e já tem salvo erro décadas de responsabilidades nos governos socialistas, ouvi a ministra da administração interna que para muitos agora é protegida e não se lhe pode tocar sem que sejamos logo acusados de querer derrubar o governo, ouvi a Cristas que na sua política irresponsável enquanto ministra favoreceu a garganice dos que recheiam Portugal de plantações de eucaliptos, ouvi o famigerado Passos Coelho que estranhamente me pareceu os mais cuidadoso (estratégia eleitoralista) sendo tão culpado como os outros, ouvi opinadores do jornalixo, ouvi e vi a figura miserável de jornalistas da televisão como a Judite de Sousa que mais parecia estar em férias balneares a mostrar as carnes ao mesmo tempo que posava ao pé dum cadáver de uma mulher, atacava os bombeiros, especulava com a morte , queria apurar responsabilidades políticas e se borrifava na privacidade que há anos pedia quando da morte do seu filho (aliás até com isso fez dinheiro em entrevistas cor de rosa).

OUVI E VI ESTE NOJENTO ESPECTÁCULO DE NEGÓCIO COM A MORTE ONDE SE OBTÊM LUCROS COM CHAMADAS DE VALOR ACRESCENTADO EM NOME DA SOLIDARIEDADE.

Há que lembrar a esses trastes, há que fazer vê-los, que mesmo eles os que noticiam, os que governam, que não valem a água que bebem !

Há que denunciá-los, há que sair à rua e pedir a demissão desta trampa toda que ocupa o governo há quatro décadas e se sucede em alterne como vulgares putas que roubam a carteira dos incautos e bêbados clientes, há que exigir responsabilidades, há que levar à justiça os que são responsáveis por tanta corrupção que tem destruído o país, por tanto CRIME.

Estou-me borrifando para os que têm em opinião que a geringonça está a servir o país, servir em quê ? que têm reposto eles que não nos tivessem já roubado ? sim todos eles ! o PS/CDS/PSD.

ESTE DESASTRE, E OUTROS QUE PODERÃO SER PIORES, O DESEMPREGO, A MISÉRIA, VÃO CONTINUAR A AGRAVAR-SE COM GENTE DESTA NO PODER E O EXÉRCITO DE INCOMPETENTES QUE FAZ A PROPAGANDA FAVORÁVEL E ESTÁ SEMPRE NA ÁREA DO PODER COMO JORNAIS, OPINADORES DA TRETA E TELEVISÕES TAMBÉM DEVEM SER CORRIDOS E SUBSTITUÍDOS POR GENTE COMPETENTE E QUE SAIBA EXERCER A PROFISSÃO COM VERDADE E INDEPENDÊNCIA.

António Garrochinho

Sem comentários:

Enviar um comentário