NOTA


Os textos assinados por outrem ou retirados de outros blogs ou sítios não reflectem necessáriamente a opinião ou posição do editor do "desenvolturasedesacatos"

segunda-feira, 12 de junho de 2017

REPAREM NA CURIOSIDADE DO NOME CAMBADÉLLIS (cambada deles) - Líder do Partido Socialista francês perde lugar de deputado




O líder do Partido Socialista francês, Jean-Christophe Cambadélis, foi este domingo eliminado na primeira volta das eleições legislativas da circunscrição de Paris, onde era deputado desde 1997, segundo resultados oficiais.
A representação na Assembleia Nacional do partido do ex-Presidente François Hollande, que obteve a maioria absoluta durante a anterior legislatura, cai entre 15 a 40 lugares, de acordo com projeções citadas pela agência noticiosa francesa AFP.
Segundo as projeções, o partido mais votado foi A República em Marcha! (do Presidente francês, Emmanuel Macron), que obteve entre 32,2 e 32,9% dos votos. Seguiram-se Os Republicanos (direita) com entre 20,9 e 21,5%, a Frente Nacional (extrema-direita) com entre 13,1 e 14%, a França Insubmissa (esquerda) com 11% e o Partido Socialista com entre 9 e 10,2%.
Uma sondagem da estação televisiva francesa France 2, divulgada às 20:00 (menos uma em Lisboa), indicou que A República em Marcha!, aliada ao partido centrista MoDem, poderá vir a eleger a maioria dos deputados, entre 390 e 430.


A primeira volta eleitoral ficou hoje marcada pela forte abstenção, acima dos 50%. A segunda volta das legislativas francesas realiza-se em 18 de junho.
Hamon de fora
O deputado e ex-candidato socialista à Presidência francesa Benoît Hamon foi hoje eliminado na primeira volta das eleições legislativas em França.
Benoît Hamon foi eliminado em Trappes, nos subúrbios de Paris, pelos candidatos de A República em Marcha!, formação partidária do Presidente Emmanuel Macron, que foi a mais votada, e de Os Republicanos.
Numa breve declaração aos jornalistas, Hamon disse que "o sabor amargo desta noite" não acaba com o seu compromisso de "continuar a lutar" pelos mais desfavorecidos.

Sem comentários:

Enviar um comentário