AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


sexta-feira, 30 de junho de 2017

QUANDO FOR GRANDE QUERO SER GENERAL


A vídeo-vigilância não funciona nas forças armadas há 2 anos. Dois paióis militares foram assaltados em Tancos, onde há vigilância 24 sobre 24 horas. Parece ser, aliás, uma moda roubar material de guerra neste Burkina Faso… do norte de África.
Sai mais um inquérito para a mesa do canto. Demorado, inócuo, desculpabilizador, simplório e irresponsável. Os generais continuarão a engordar a pança da sua incompetência, os coronéis fecundarão os subordinados com protocolos a que ninguém liga, os majores e os capitães prosseguirão o seu aturado trabalho nos bares de oficiais.
Espero, sinceramente, que não deixem de castigar severamente o furriel-de-dia. Ah, e não permitam que o “Apache” (nome imaginário do cão do regimento) se mantenha em liberdade condicional. Acorrentem-no.
Guilherme Antunes


Sem comentários:

Enviar um comentário