NOTA

OS TEXTOS ASSINADOS POR OUTRÉM OU RETIRADOS
DE OUTROS BLOGUES OU SÍTIOS NÃO REFLECTEM NECESSÁRIAMENTE
A OPINIÃO OU POSIÇÃO DO EDITOR DO "desenvolturasedesacatos"

quinta-feira, 29 de junho de 2017

MAIS FORÇA À CDU !


"Mais força à CDU"
por Jorge Cordeiro, membro da Comissão Pólítica do CC do PCP
Entrámos numa fase decisiva da preparação das eleições para as autarquias locais. Preparação concebida de forma singular, suportada no nosso trabalho, na obra realizada, no percurso de intervenção em defesa das populações.
Não desvalorizamos nem subestimaremos as exigências específicas que a natureza das eleições exige. Em particular o trabalho de constituição das listas ao conjunto dos órgãos municipais e a um número significativo de freguesias. A apresentação de mais candidaturas da CDU não é um objectivo estatístico. É sobretudo um momento ímpar de proximidade e presença directa em centenas de freguesias pela presença que garantem ancorada em todos aqueles que em cada local dão corpo às listas da CDU.
Mais candidaturas significará mais envolvimento no nosso projecto, uma presença mais alargada em todo o País e uma intervenção directa a partir de cada local, mais possibilidades de enraizamento, influência e reforço das organizações do Partido
Os próximos meses são um momento para construir uma ampla intervenção de contacto e esclarecimento assente na proximidade e no conhecimento dos problemas. Recusando transformar o período eleitoral num exercício proclamatório ou numa mostra de candidatos. Inscrevendo a prestação de contas, dando a conhecer o trabalho feito, debatendo e construindo os programas eleitorais, as prioridades e projectos para o futuro mandato, como direcções da nossa acção.
A dinamização da CDU – Coligação Democrática Unitária, PCP-PEV, e a sua confirmação como espaço de participação e intervenção democrática assume, igualmente, particular importância. Afirmar e confirmar a dimensão unitária da CDU constitui objectivo de enorme significado. Desde logo enquanto espaço de participação de milhares de cidadãos e cidadãs independentes, alicerçado num sólido elemento de confiança de todos quantos nele intervêm.
Mas também porque quando se multiplicam candidaturas arvoradas de «independentes» alimentadas num discurso populista, mais importa apresentar a CDU como espaço de intervenção de milhares de homens e mulheres sem filiação partidária que integram e agem no quadro da Coligação. Uma participação que contribuirá para ampliar a convergência democrática, para aproximar do PCP e do seu projecto mais pessoas.
Ninguém verá a CDU escondida por detrás de falsos projectos «independentes». A CDU apresentar-se-á em todo o País com a sua própria sigla e símbolo, de cara levantada e com a força de quem assumiu os seus compromissos e respeitou a palavra dada. Uma presença e uma participação assente na responsabilidade política e na clareza de projecto que mais uma vez confirmaremos.
Trabalho, Honestidade,
Competência
As eleições para as autarquias locais são também um momento de afirmação e defesa do poder local. Não é possível dissociar no debate político eleitoral a situação do poder local. Nenhuma outra força política pode, como o PCP, provar essa contribuição decisiva para criar as condições para dar resposta aos problemas das populações, para contribuir para o progresso e desenvolvimento local, para garantir melhores condições de vida.
O alargado reconhecimento do trabalho da CDU nas autarquias traduz a confiança que o seu trabalho e o seu projecto recolhem. Uma credibilidade construída e ampliada mandato após mandato. Tornando cada vez mais claro que não são só nas freguesias e concelhos, que não é só no plano local, que a presença e reforço da CDU se assume como imprescindível. É o País que precisa de mais CDU, da intervenção do PCP e do PEV para dar resposta aos problemas nacionais.
O reforço da CDU em Outubro significará mais peso do PCP na vida política nacional para determinar novos avanços na defesa, reposição e conquista de direitos. E também mais força para assegurar a construção de uma política alternativa, patriótica e de esquerda.
As eleições serão uma oportunidade para fazer a afirmação do valor do projecto autárquico do PCP, das opções e prioridades da nossa gestão, da importância da presença da CDU nas autarquias quer em maioria, quer em minoria. Trabalho, Honestidade e Competência – esta expressão associada à Coligação Democrática Unitária traduz o percurso de intervenção que é justamente reconhecido à acção dos seus eleitos. Uma expressão que corporiza um projecto, um estilo de gestão, uma forma de exercício de poder, um conjunto de opções, orientações e prioridades que tornam a CDU uma força com presença distintiva no poder local. É essa natureza distintiva que tem de ser demonstrada e afirmada.
Avante de 29 de junho de 2017

Sem comentários:

Enviar um comentário