NOTA


Os textos assinados por outrem ou retirados de outros blogs ou sítios não reflectem necessáriamente a opinião ou posição do editor do "desenvolturasedesacatos"

quinta-feira, 22 de junho de 2017

HÁ GENTE....

HÁ GENTE QUE QUANDO NÃO COMPREENDE O QUE OUTROS QUEREM DIZER GANHA CADA IMPULSO QUE MAIS SE PARECE COM OS REBENTAMENTOS NA PEDREIRA DA "CIMPOR"
Eu vou ser como a toupeira
Que esburaca
Penitência, diz a hidra

Quando há seca
Eu vou ser como a gibóia
Que atormenta
Nao há luz que não se veja
Da charneca
E nao me digas agora
Estás à espera
Penitência diz a hidra
Quando há seca
E se te enfias na toca
És como ela
Quero-me à minha vontade
Não na tua
O hidra, diz-me a verdade
Nua e crua
Mais vale dar numa sarjeta
Que na mão
De quem nos inveja a vida
E tira o pão
José Afonso


AG

Sem comentários:

Enviar um comentário