AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


quinta-feira, 1 de junho de 2017

Fotos incríveis mostram o trabalho do primeiro tatuador britânicoainda na era Vitoriana


A história de Sutherland Macdonald é exemplar para se entender a chegada da técnica de marcar a pele com desenhos, especialmente no ocidente. Em 1889, ainda na Inglaterra vitoriana, Sutherland abriu o primeiro estúdio de tatuagens do país – e por quatro anos permaneceu sendo o único tatuador oficial, a possuir um estúdio e cobrar por esse serviço, em toda a Inglaterra.
Desde 1880, porém, quando o navegador James Cook viajou ao pacífico sul (e tomou conhecimento do hábito dos povos da polinésia de tatuarem o próprio corpo) que as primeiras tatuagens começaram a surgir na sociedade inglesa de então – mas Sutherland foi o primeiro a fazer disso uma profissão de fato. No início seu processo era manual, até que em 1894 ele desenvolveu, patenteou e começou a trabalhar com uma máquina elétrica.
Seu pioneirismo ainda vai além: Sutherland é reconhecido como o primeiro tatuador a utilizar o verde e o azul em seu trabalho. Acima de tudo, porém, o que espanta de fato é seu talento. Visto como um homem gentil, inteligente e articulado, Sutherland foi também responsável por tatuagens espetaculares, belas e fortes, capazes de impressionar até hoje pela qualidade dos traços e pelo resultado final.
Sutherland9


Sutherland7

Sutherland8



Sutherland10


Sutherland6

Sutherland5

Sutherland1

Sutherland2

Sutherland3

Sutherland4



Todas as fotos © Sutherland Macdonald

www.humordaterra.com

Sem comentários:

Enviar um comentário