AVISO

OS COMENTÁRIOS, E AS PUBLICAÇÕES DE OUTROS
NÃO REFLETEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DO ADMINISTRADOR DO "desenvolturasedesacatos"

Este blogue está aberto à participação de todos.


Não haverá censura aos textos mas carecerá, obviamente, da minha aprovação que depende da actualidade do artigo, do tema abordado, da minha disponibilidade, e desde que não contrarie a matriz do blogue.

Os comentários são inseridos automaticamente, com a excepção dos que o sistema considere como SPAM, sem moderação e sem censura.

Serão excluídos os comentários que façam a apologia do racismo, xenofobia, homofobia ou do fascismo/nazismo.


quarta-feira, 7 de junho de 2017

E EU QUE PENSAVA QUE ELE ERA PEDREIRO - HOMEM QUE ATACOU POLÍCIA COM MARTELO EM PARIS É DOUTURANDO EM JORNALISMO


O polícia agredido na tarde de terça-feira junto à catedral de Notre Dame, em Paris, tem apenas ferimentos ligeiros. O agressor, ferido a tiro pela polícia, está hospitalizado e poderá ser interrogado nas próximas horas.
O homem agrediu um polícia com uma martelada na nuca, ao mesmo tempo que gritava: “Isto é pela Síria”.
As autoridades fizeram recolher cerca de 900 pessoas na catedral de Notre-Dame, que ficaram retidas durante cerca de duas horas.
No local, o ministro francês do Interior, Gérard Colomb, disse: “ Passámos de um terrorismo muito sofisticado a um terrorismo no qual qualquer ferramenta pode servir para cometer agressões”, acrescentando: “estamos a estudar, como vocês sabem, o prolongamento do estado de emergência e, eventuamente, a criação de leis que permitam no fim ao estado de emergência prevenir este tipo de situações”.
O ataque não foi ainda reivindicado. O homem identificou-se como um “soldado do califado”, em referência ao califado autoproclamado em 2014 pelo grupo Estado Islâmico. De acordo com os documentos que transportava, o atacante é um indivíduo de 40 anos, nascido na Argélia e estará a desenvolver uma tese de doutoramento sobre os média da África do Norte, na Universidade de Metz , em França.

VÍDEO




pt.euronews.com

Sem comentários:

Enviar um comentário