AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


sábado, 24 de junho de 2017

COM OS MEUS BOTÕES


CRESCI OUVINDO OS MEUS AVÓS, OS MEUS PAIS ELOGIANDO OS PESCADORES, CONTANDO HISTÓRIAS DA PESCA DO BACALHAU, FALANDO DOS AGRICULTORES E DO SEU APEGO À TERRA, O SEU SUSTENTO, DEPOIS CONHECI OS PESCADORES NO SEU MEIO, COM O SEU BARQUITO A REMOS E SÓ MAIS TARDE O MOTOR, A DURA VIDA DO MAR EM ÉPOCA DE INVERNO.

FUI AO MAR COM ELES DEPOIS DO MEU DIA DE TRABALHO E SEI O QUE CUSTA ESSA VIDA, DEPOIS AINDA, ANDEI MUITOS ANOS NA PESCA EM TRAINEIRAS E PESQUEI EM MUITOS PONTOS DO PAÍS E SEI O QUE É RESPEITAR O MAR E AS SUAS GENTES.

HOJE OS PESCADORES SOFREM A EXPLORAÇÃO DOS GRANDES ARMADORES, OS AGRICULTORES A DOS GRANDES LATIFUNDIÁRIOS E SÃO VÍTIMAS DAS GRANDES EMPRESAS, DOS INTERMEDIÁRIOS, DAS GRANDES SUPERFÍCIES QUE TUDO RAPAM AO MAR E AO SER HUMANO.

OS TEMPOS CONTINUAM AMARGOS PARA QUEM TRABALHA, RECEBE SALÁRIOS DE MISÉRIA E TEM TRABALHO PRECÁRIO.

AINDA HOJE HÁ QUEM SÓ TENHA PÃO NA MESA QUANDO A NATUREZA NÃO SE ENFURECE E PERMITE QUE AS MÃOS CALOSAS DOS AGRICULTORES E A AUDÁCIA DOS PESCADORES SE LANCEM NA TAREFA DURA DA SOBREVIVÊNCIA.

POUCO MUDOU NA EXPLORAÇÃO DO HOMEM PELO HOMEM.

NO MAR OS TUBARÕES, EM TERRA, AS HIENAS E OS ABUTRES TÊM SEMPRE O MELHOR REPASTO E AS VÍTIMAS SÃO SEMPRE AS MESMAS, OS OPERÁRIOS, OS PROLETÁRIOS QUE VENDEM A SUA FORÇA DE TRABALHO MUITAS DAS VEZES QUASE A TROCO DE NADA.

POR ISSO A FAMIGERADA EXPRESSÃO "MUNDO CÃO" CONTINUA VIVA E A TER INFELIZMENTE ACTUALIDADE.


António Garrochinho

Sem comentários:

Enviar um comentário