AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


quarta-feira, 28 de junho de 2017

Alemanha emite notas de zero euros


Desde segunda-feira que estão a circular na Alemanha notas de zero euros. As notas não tem qualquer valor e é impossível fazer qualquer transacção comercial com elas. 
Com um custo de 2,50 euros, a moeda está pensada para coleccionadores e turistas que passeiem no estado de Schleswig-Holstein, no norte do país. De um lado da nota está o Gorch Fock II, em Kiel, capital do estado e do outro está uma montagem de alguns dos principais monumentos europeus: a Sagrada Família, o Coliseu de Roma, a Torre Eiffel, as Portas de Brandenburgo.
Para ser uma nota real, mas sem valor, a Alemanha aprovou o projeto lei Der Null-Euro-Schein richte (Projeto do Euro zero), aprovado pelo Banco Central Europeu (BCE).
A nota é semelhante às verdadeiras e tem os mesmo elementos de segurança que uma de qualquer valor: selo holográfico, relevos, tópicos de segurança, marcas de água… Ainda assim, o valor é apenas simbólico.
Primeira série esgotada
Foram apenas impressas 5000 destas notas de zero euros, e com o entusiasmo gerado entre os aficionados da numismática, esgotaram em menos de 24 horas. Segundo a página de Facebook do turismo de Kiel, uma nova edição estará disponível daqui a cinco semanas e já é possível reservar.
“Durante muito tempo a nota de zero euros foi considerada um mito. Por isso, este exemplar raro, verdadeiramente genuíno, tem tanta procura entre os coloecionadores”, explica o portal do turismo da cidade de Kiel, onde começaram as petições para a compra desta nota.  
sol.sapo.pt
 

Sem comentários:

Enviar um comentário