AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


terça-feira, 6 de junho de 2017

A reaccionária Helena Garrido e as rendas Excessivas




Helena Garrido comentadora da “Antena 1” na sua habitual superficialidade 
falou das rendas excessivas da energia e disse que o PCP ao defender a nacionalização que sabia não se fazer ,  tinha uma posição  que não resolvia  o problema,
A ignorância  aliada ao preconceito dá nestas afirmações irresponsáveis. Se lesse os diários da A .Republica veria  os requerimentos e as múltiplas intervenções do  de Agostinho Lopes em nome do PCP sobre o tema com propostas concretas , veria que voltámos ao assunto agora e o facto de se defender  também a nacionalização não significa que esta exclua as medidas propostas que devem avançar independentemente da nacionalização . Mas a palavra nacionalização cria engulhos à mui reaccionária e serventuária do capital , Helena Garrido.
Se tivesse lido o publico de 3 deste mês veria :“A remuneração excessiva, que chegou a corresponder ao longo de anos a um terço dos lucros da EDP, favoreceu profundamente as empresas energéticas em desfavor dos consumidores que pagam a electricidade mais cara da Europa. Se assim é, é necessário fazer esse corte e é necessário rever todas essas medidas como foi indicado já por muitas instituições e como o BE já tem defendido”, insistiu o deputado bloquista.
Recorde-se que o PCP apresentou uma proposta
 para eliminação dos CMEC no Orçamento do Estado de 2017, tendo ela sido chumbada com votos contra do PS e do PSD
 e a abstenção do CDS. “


Este artigo encontra-se em: FOICEBOOK http://bit.ly/2qYkuuH

Sem comentários:

Enviar um comentário