AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


terça-feira, 30 de maio de 2017

VÍDEO - Obrigada a vir dos EUA, de 3 em 3 semanas, para ver o filho




O episódio de hoje de Vidas Suspensas envolve uma médica dentista norte-americana e um português. Um exemplo do que acontece a muitos portugueses que casam com estrangeiros: quando se divorciam, coloca-se a questão de saber para que país vão os filhos.


Neste caso, a mãe tomava conta do filho a tempo inteiro, mas o tribunal decidiu entregar a criança ao pai, que vive em Portugal, o que obriga a mãe a vir de três em três semanas, dos EUA, para estar com o filho.
Tamilla Meisenberg queixa-se agora de ser vítima de alienação parental. O pai foi contactado pela SIC, mas preferiu não dar nenhum esclarecimento sobre o caso.
Esta é assim uma história contada apenas pela mãe, que teve de tomar uma das decisões mais difíceis da sua vida, quando foi viver a 7.000 km de distância do filho.

VÍDEO

video


sicnoticias.sapo.pt

Sem comentários:

Enviar um comentário