NOTA

OS TEXTOS ASSINADOS POR OUTRÉM OU RETIRADOS
DE OUTROS BLOGUES OU SÍTIOS NÃO REFLECTEM NECESSÁRIAMENTE
A OPINIÃO OU POSIÇÃO DO EDITOR DO "desenvolturasedesacatos"

terça-feira, 2 de maio de 2017

Vereador do PCP de Cascais detido por resistir às autoridades

Clemente Alves adicionou 7 fotos novas.


Pela mão do PSD/CDS, a Câmara de Cascais está a cometer um atentado ambiental na Quinta da Carreira, em S. João do Estoril, com a construção dum parque de estacionamento para 200 automóveis numa área classificada no Plano Director Municipal como Reserva Ecológica e em leito de cheia.
Obviamente, o vereador da CDU votou contra.
Para este espaço, a população reivindica há muitos anos a implantação de uma zona verde e de lazer.
Apesar da responsabilidade directa da Câmara, esta obra não pode deixar de se considerar clandestina uma vez que o executivo nem sequer se atreveu a afixar no local o normal "Aviso de Obra", declaradamente com o propósito de esconder aos moradores aquilo que está a ser construido às suas portas, pelo menos até ao ponto em que as obras atinjam o ponto de não retorno.
"Cascais elevada às pessoas", diz a propaganda dos novos xerifes.


Uma imagem do local onde está a ser construído o parque de estacionamento, partilhada por Clemente Alves no Facebook
Clemente Alves estava numa manifestação para impedir a construção de um parque de estacionamento

Clemente Alves, vereador do PCP na Câmara Municipal de Cascais, foi esta terça-feira detido pela PSP, confirmou o DN junto de fonte do município.
Clemente Alves estava a participar numa manifestação ilegal contra uma obra no concelho de Cascais, tendo sido detido depois de reagir de forma agressiva ao pedido das autoridades para abandonar o local.
Terá sido levado para a esquadra da PSP de Cascais.
Ao que o DN apurou, Clemente Alves organizou a manifestação no local onde está prevista a construção de um parque de estacionamento, em S. João do Estoril, estando a obra já a decorrer. Colocou-se em frente às máquinas e quis impedir os trabalhos, defendendo que ali deveria ficar um espaço verde.
Chamada a PSP, o vereador do PCP acabou por ter uma reação "agressiva" perante os agentes, que acabaram por detê-lo.
Na passada quinta-feira, Clemente Alves acusara a Câmara Municipal de Cascais de estar a cometer um "atentado ambiental" na Quinta da Carreira, em S. João do Estoril, "com a construção dum parque de estacionamento para 200 automóveis numa área classificada no Plano Diretor Municipal como Reserva Ecológica e em leito de cheia".
    Num texto publicado no Facebook, frisou que "o vereador da CDU votou contra" e afirmou que a obra "não pode deixar de se considerar clandestina", uma vez que a autarquia não terá afixado no local o "Aviso de Obra".
    Na rede social, divulgou ainda o link para uma petição pública "contra as obras clandestinas" e em defesa dos terrenos da Quinta da Carreira. Ao início da tarde de terça-feira, a petição contava com 267 assinaturas.






    Clemente Alves adicionou 7 fotos novas.

    Sem comentários:

    Enviar um comentário