NOTA


Os textos assinados por outrem ou retirados de outros blogs ou sítios não reflectem necessáriamente a opinião ou posição do editor do "desenvolturasedesacatos"

quinta-feira, 11 de maio de 2017

UM TEXTO SARCÁSTICO E INTELIGENTE QUE DEVE SER LIDO COM ATENÇÃO - Salvador Sobral, uma decepção


Salvador Sobral no Festival da Eurovisão. Uma decepção.

Onde é que está a música a fazer lembrar os carrinhos de choque? Onde é que está o som do bailarico? Um acordeão, não? Onde é que estão os bailarinos? Onde é que estão as bailarinas? Onde é que está a coreografia, Salvador? Mexer a cabeça como se ela fosse deslizar até aos joelhos não conta como coreografia, Salvador. No mínimo, dois versos em inglês, no mínimo! Então os outros países vão ali, até uma pessoa se sente dentro de uma jukebox, e tu apresentas-te com um poema e uma melodia?! Mas isso é o Festival da Canção ou é a Escola Superior de Música? Por favor, Salvador, poupa-nos, tem dó! E os gritos? Não há gritos? A Celine Dion já não manda nada?

É com essa canção que representas Portugal? Portugal tem programas de televisão que duram cinco horas seguidas onde se cantam coisas que envolvem mangueiras e cassetetes. Onde é que está isso na letra que cantas, Salvador? “Meu bem, ouve as minhas preces”?! Foi tão pouca a imaginação! “Ó meu bem, anda cá, vamos rezar, ajoelha e não podes falhar” é só um exemplo de um verso que funcionaria logo de outra forma. “Ninguém ama sozinho”?! Muitos letristas deste país escreveriam maravilhas com esta ideia, introduzindo inclusivamente metáforas com a árvore que dá pêssegos.

Que desilusão! Desde 2010 que Portugal não estava representado na final do festival Eurovisão da Canção e tinha de ser logo assim! Um cantor que interpreta e faz gestos enquanto canta! Horrível, Salvador! Ainda se fosse abanar a anca para a esquerda e para a direita!...


Não tenho mais palavras, Salvador, mas vou continuar a ler as opiniões das pessoas nas redes sociais. Elas dizem muito mais. Obrigado, ainda assim…

telepontos.blogspot.pt

Sem comentários:

Enviar um comentário