AVISO

OS COMENTÁRIOS, E AS PUBLICAÇÕES DE OUTROS
NÃO REFLETEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DO ADMINISTRADOR DO "desenvolturasedesacatos"

Este blogue está aberto à participação de todos.


Não haverá censura aos textos mas carecerá, obviamente, da minha aprovação que depende da actualidade do artigo, do tema abordado, da minha disponibilidade, e desde que não contrarie a matriz do blogue.

Os comentários são inseridos automaticamente, com a excepção dos que o sistema considere como SPAM, sem moderação e sem censura.

Serão excluídos os comentários que façam a apologia do racismo, xenofobia, homofobia ou do fascismo/nazismo.


domingo, 7 de maio de 2017

QUEM É EXTREMA-DIREITA EM FRANÇA?




O ladrar mediático-corporativo continua a prestar loas ao sr. Macron, supostamente o candidato que iria conter a "extrema-direita" em França. Tanto unanimismo da classe dominante é, no mínimo, de desconfiar. Assim, cabe perguntar:   quem é realmente o candidato da extrema-direita? O sr. Macron é um ex-banqueiro ao serviço dos Rotschilds, um homem do capital financeiro, defensor da globalização monopólica, do euro e da ditadura da UE. É nesse homem que o secretário-geral do Partido que se pretende comunista recomenda votar na segunda volta das presidenciais a fim, diz ele, de conter a "extrema-direita". Posição mais digna e corajosa tem o candidato da esquerda, Melenchon, que se abstem de fazer recomendações de voto na segunda volta. 
Na verdade, quem defende a libertação da França das garras do Euro e da UE; a indústria nacional ameaçada de deslocalização; os direitos sociais e o aumento dos salários reais dos trabalhadores; a distensão internacional e o combate à russofobia é a sra. Marine Le Pen. 
Assim, a verdadeira extrema-direita francesa é representada pelo sr. Macron. Esse facto não pode ser alterado pela algazarra mediática.


resistir.info

Sem comentários:

Enviar um comentário