NOTA

OS TEXTOS ASSINADOS POR OUTRÉM OU RETIRADOS
DE OUTROS BLOGUES OU SÍTIOS NÃO REFLECTEM NECESSÁRIAMENTE
A OPINIÃO OU POSIÇÃO DO EDITOR DO "desenvolturasedesacatos"

quinta-feira, 11 de maio de 2017

PS/Olhão chumba recandidatura de António Pina e obriga Federação a avocar o processo




O secretariado da Comissão Política do PS Olhão já tinha uma lista preparada, que até era encabeçada pelo atual presidente de Câmara António Pina, mas nunca chegou a ser votada e o nome do atual edil como candidato à Câmara… foi chumbado pela Comissão Política.
Agora, o processo de constituição das listas em Olhão foi avocado pela Federação do Algarve do PS, que decidirá quem serão os candidatos socialistas aos diferentes órgãos autárquicos, em Olhão.
A discórdia aconteceu na última reunião dos socialistas olhanenses, na passada sexta-feira, que foi marcada por muita tensão. E se, do lado do dirigente do PS/Olhão Luciano Jesus, chega a garantia de que nunca esteve em causa a escolha de António Pina, mas apenas a constituição da restante lista, e que a Comissão Política o «quer como recandidato à Câmara», o atual presidente da autarquia diz que não foi possível debater, sequer, a composição das listas, em virtude do chumbo da proposta que fez para ser oficializado como o cabeça-de-lista em Olhão.
Contactado pelo Sul Informação, António Pina recusou alongar-se em comentários, referindo apenas que, «a partir do momento em que a proposta [do seu nome como candidato à Câmara] foi chumbada, não havia condições para debater listas».
«O procedimento normal é aprovar primeiro o nome do candidato e só depois partir para a constituição da lista. Foi assim que aconteceu em todas as concelhias do Algarve», assegurou.
Já o presidente do PS/Olhão disse ao Sul Informação que, «como havia alguma divisão», a direção da Comissão Política retirou da ordem do dia a votação da lista, que foi elaborada «no seguimento de várias reuniões» deste órgão, que junta 33 militantes socialistas.
Nessa lista, o candidato à Câmara era António Pina, «não só pela orientação que há no partido, a nível nacional, de recandidatar os atuais presidentes, mas porque esse era o entendimento da Comissão Política», acrescentou Luciano Jesus.
Quanto ao chumbo da proposta de António Pina para ser oficializado como cabeça-de-lista – o escrutínio foi feito por voto secreto e recebeu 19 votos contra, 12 a favor e um voto em branco – considerou que não passou por o momento «ser de alguma tensão». «Se tivesse havido diálogo e calma, não tenho dúvidas que seria aprovada por unanimidade», disse Luciano Jesus.
A rejeição desta proposta acabou por condicionar os trabalhos e levou a que a Federação avocasse o processo de constituição de listas. Ainda terá sido aprovada uma lista (já depois de António Pina ter abandonado a reunião), que, além do atual presidente de Câmara e dos presidentes das Juntas de Freguesias socialistas – Luciano Jesus (Olhão), Miguel Dimas (Quelfes) e Paulo Salero (Pechão) – propunha Gustavo Marques como candidato à União de Freguesias de Mocarapacho e Fuzeta e Carlos Manso como candidato à Assembleia Municipal. Esta decisão ficou sem efeito depois da avocação.


Também contactado pelo Sul Informação, António Eusébio, presidente do PS/Algarve, disse que já foi criada uma Comissão Técnica Eleitoral a nível distrital para dar seguimento ao processo de constituição das listas «com a maior celeridade e isenção».
«Os três membros da Comissão vão agora falar com todas as partes, por forma a chegar a um entendimento com toda a serenidade e calma. Não é, à partida, uma situação que gere preocupação», acrescentou, em declarações ao nosso jornal. A Comissão é composta por Isilda Gomes, Fernando Anastácio e Luís Graça.
O resultado do trabalho desta task force será conhecido «dentro de algumas semanas», mas sem sair fora do calendário eleitoral socialista, pois «nas outras secções também ainda só foram definidos os cabeças-de-lista».
Esta situação surge após o afastamento entre a Comissão Política do PS/Olhão e o edil olhanense, que já se verifica há alguns anos, segundo apurou o Sul Informação junto de fontes ligadas a esta estrutura concelhia.


sulinformacao.pt

Sem comentários:

Enviar um comentário