NOTA


Os textos assinados por outrem ou retirados de outros blogs ou sítios não reflectem necessáriamente a opinião ou posição do editor do "desenvolturasedesacatos"

sábado, 6 de maio de 2017

PLANO DOS EUA/CIA E COREIA DO SUL PARA ASSASSINAR KIM JONG - UN



A República Popular Democrática da Coreia (RPDC) denunciou um plano pela Agência Central de Inteligência (CIA) e os serviços secretos da República da Coreia para assassinar o líder norte-coreano Kim Jong-un, usando bioquímicos.
De acordo com um comunicado do Ministério das Relações Exteriores, a conspiração estaba na fase de 'execução', depois de as agências conseguirem infiltrar no país p um grupo de terroristas que iria executar o plano.
Segundo o texto, a trama se originou em junho de 2014, quando eles recrutaram um cidadão norte-coreano que trabalha na cidade russa de Khabarovsk, perto da fronteira com a Coreia Democrática.
O objetivo era matar Kim Jong-un em um evento público, com o uso de produtos bioquímicos, incluindo nano-radioativo e venenoso, que não requerem a proximidade com o alvo e cujos resultados letais aparecem após seis ou 12 meses, disse ele.
A RPDC afirmou que  é um crime  de forças hostis contra a segurança interna do poder do Estado, mas uma declaração de guerra.
Até agora, nem Seul nem Washington reagiram às alegações de Pyongyang.
O anúncio oficial vem dias antes das eleições presidenciais realizadas na Coreia do Sul, onde o favorito, democrata Moon Jae-in, defende uma abordagem para a Coréia Democrática.
Ações dos EUA e seus parceiros internacionais, bem como contínuas manobras militares ao largo da costa da península, são considerados mostras de hostilidade e ameaça latente para as autoridades desse país.
O governo da RPDC  testa frequentemente o seu programa de armas nucleares, com o objetivo de verificar as estratégias nacionais de defesa contra possíveis ataques.
PL

periodicodigitalwebguerrillero.blogspot.pt

Sem comentários:

Enviar um comentário